Aeroportos estão preparados para o fluxo de viajantes na alta temporada, afirma a Infraero

Segundo a Infraero, infraestrutura dos aeroportos do País é adequada para o período

Edição do DIÁRIO com agências

A INFRAERO está com seus aeroportos preparados para a movimentação da alta temporada. Entre os dias 17/12/18 e 6/1/19, os 45 terminais da empresa com voos comerciais regulares estimam receber cerca de 5 milhões de passageiros, entre embarques e desembarques. Este número é próximo ao movimento realizado entre 18/12/17 e 7/1/18, quando 5,06 milhões de pessoas chegaram e partiram nos mesmos terminais.

A estimativa considerou a oferta de assentos das companhias aéreas para a alta temporada 2018/2019 e orientou um plano de ação que dará fluidez, conforto e segurança a quem vai viajar de avião. Já o movimento de aeronaves deve ser de aproximadamente 42 mil pousos e decolagens no período. Na temporada passada, foram 42,7 mil chegadas e partidas.

Os trabalhos foram iniciados em novembro, quando manutenções preventivas priorizaram esteiras de despacho e restituição de bagagens, sinalização de pista, pontes de embarque, escadas rolantes, raios-x e detectores de metal, entre outros. “Esse cuidado prévio vai garantir que passageiros, companhias aéreas e demais clientes dos nossos aeroportos tenham uma passagem tranquila pelos terminais, sejam eles de grandes cidades ou do interior do Brasil, afirma o diretor de Operações Serviços Técnicos da INFRAERO, João Márcio Jordão.

O monitoramento dos aeroportos também será reforçado com supervisores em todas as etapas de embarque e desembarque. Eles terão capacidade para atuar na correção de qualquer situação que possa prejudicar as operações. Junto com eles, equipes de limpeza e manutenção vão intensificar suas atividades, com atenção especial para os horários de maior movimento, garantindo que a demanda seja bem atendida.

Convergência

As operações nos aeroportos de Congonhas, Santos Dumont, Curitiba, Recife e Manaus serão coordenadas pelos Centros de Gerenciamento Aeroportuário (CGA) localizados nestes terminais. O objetivo acompanhar, em tempo real, o funcionamento das instalações e conceber e implantar medidas para melhorar o funcionamento destes terminais para passageiros e aeronaves nas 24 horas do dia.

O CGA é composto por representantes da INFRAERO, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Polícia Federal, Receita Federal, Vigilância Sanitária, Vigilância Agropecuária e companhias aéreas. A gestão ocorre de maneira compartilhada, baseada nas informações e recursos fornecidos pelos integrantes do Centro. “A reunião de agentes no aeroporto permite à INFRAERO detectar as necessidades específicas de cada terminal com antecedência, garantindo a melhor atuação nas operações”, explica o superintendente de Gestão da Operação, Marçal Goulart.

Nos demais aeroportos, a coordenação é feita pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago). Localizado em Brasília, ele monitora todos os aeroportos da INFRAERO e alinha ações para assegurar que todas as etapas da operação de um aeroporto tenham fluidez e segurança.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Três perguntas para Sanfo Boubakar, diretor da ClassTraining, sobre treinamento na retomada

Engenheiro químico com mais de 23 anos de experiência profissional e acadêmica, Sanfo Boubakar é marfinense naturalizado brasileiro. REDAÇÃO DO DIÁRIO Há quase 35 anos no...

Ocupação média da Hotelaria de Salvador em maio foi de 15,46%, mais baixa da história

Dentre os poucos hotéis que permanecem abertos em Salvador, a média de ocupação em maio foi de 15,46% e diária média de R$ 210,88,...

Procon de SP registrou mais de 6,5 mil queixas sendo 52% de agências de viagem

Desde o início da quarentena no estado de São Paulo até esta segunda-feira (1º/6), consumidores registraram no Procon de São Paulo mais de 6,5...

Dólar cai e chega a R$5,01

Às 12:39, o dólar à vista recuava 3,26%, a 5,0405 reais na venda. Na mínima do dia, a moeda desceu a 5,0170 reais, queda...

Covid-19 provoca a maior queda da história na confiança do empresário do comércio diz CNC

Influenciado pelos impactos econômicos do novo coronavírus, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens,...

Grupo Iberia oferece 100 mil bilhetes grátis em homenagem aos profissionais da saúde

O grupo Iberia, Vueling e Aena se uniram para prestar uma merecida homenagem aos profissionais que estão trabalhando nos hospitais, centros sanitários e asilos...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias