IATA vê impacto ainda maior na receita devido à COVID-19

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA – International Air Transport Association) atualizou sua análise sobre o impacto na receita no setor de transporte aéreo global causado pela pandemia da COVID-19.
EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências
————————————————
Devido à gravidade das restrições de viagens e à recessão global esperada, a IATA agora estima que a receita de transporte de passageiros do setor pode cair US$ 252 bilhões, ou 44%, em relação aos números de 2019. Isso tudo em um cenário em que as restrições de viagem durem até três meses e logo inicie uma recuperação econômica gradual até o final deste ano.

análisanterioda IATA, que estimou uma perda de receita de até US$ 113 bilhões, foi publicada em 5 de março de 2020, antes da introdução de amplas restrições de viagem nos países pelo mundo, reduzindo drasticamente o mercado internacional de viagens aéreas.

“O setor aéreo enfrenta sua pior crise. Dentro de algumas semanas nosso pior cenário anterior parecerá melhor do que nossas estimativas mais recentes. Porém, sem medidas imediatas de alívio do governo, nenhuma indústria resistirá. As companhias aéreas precisam de US$ 200 bilhões de apoio em liquidez apenas para superar esse período. Alguns governos já deram o primeiro passo, mas os outros precisam seguir o exemplo”, disse o diretor geral e CEO da IATA, Alexandre de Juniac.

Recuperação mais lenta

A análise mais recente prevê que, nesse cenário, restrições rigorosas às viagens sejam revogadas após três meses. A recuperação da demanda de viagens no final deste ano será fraca devido ao impacto da recessão global nos empregos e na confiança. A demanda anual de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados, ou RPKs) diminuirá 38% em relação a 2019. A capacidade da indústria (assentos disponíveis por quilômetro, ou ASKs) nos mercados domésticos e internacional diminuirá 65% durante o segundo trimestre encerrado em 30 de junho em relação ao mesmo período do ano passado, mas ainda assim, esse cenário deve indicar recuperação e declínio de 10% no quarto trimestre.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Três perguntas para Sanfo Boubakar, diretor da ClassTraining, sobre treinamento na retomada

Engenheiro químico com mais de 23 anos de experiência profissional e acadêmica, Sanfo Boubakar é marfinense naturalizado brasileiro. REDAÇÃO DO DIÁRIO Há quase 35 anos no...

Ocupação média da Hotelaria de Salvador em maio foi de 15,46%, mais baixa da história

Dentre os poucos hotéis que permanecem abertos em Salvador, a média de ocupação em maio foi de 15,46% e diária média de R$ 210,88,...

Procon de SP registrou mais de 6,5 mil queixas sendo 52% de agências de viagem

Desde o início da quarentena no estado de São Paulo até esta segunda-feira (1º/6), consumidores registraram no Procon de São Paulo mais de 6,5...

Dólar cai e chega a R$5,01

Às 12:39, o dólar à vista recuava 3,26%, a 5,0405 reais na venda. Na mínima do dia, a moeda desceu a 5,0170 reais, queda...

Covid-19 provoca a maior queda da história na confiança do empresário do comércio diz CNC

Influenciado pelos impactos econômicos do novo coronavírus, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens,...

Grupo Iberia oferece 100 mil bilhetes grátis em homenagem aos profissionais da saúde

O grupo Iberia, Vueling e Aena se uniram para prestar uma merecida homenagem aos profissionais que estão trabalhando nos hospitais, centros sanitários e asilos...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias