Indústria de cruzeiros investe US $ 22 bilhões em tecnologias sustentáveis

Ano após ano, a indústria de cruzeiros tem progredido na implementação de tecnologias e práticas sustentáveis. Segundo o Relatório de Práticas e Tecnologias Ambientais de 2019, que acaba de ser lançado pela CLIA (Cruise Lines International Association), o setor investiu mais de US $ 22 bilhões em navios com novas tecnologias energeticamente eficientes e combustíveis mais limpos.

EDIÇÃO DO DIÁRIO – RETRÔ 2019 – Publicado dia 18 de setembro

Enquanto os navios de cruzeiros representam muito menos de 1% da comunidade marítima global, as armadoras estão na vanguarda no desenvolvimento de práticas turísticas responsáveis ​​e tecnologias inovadoras. “Nossa indústria lidera a gestão ambiental. Todo o setor de transporte marítimo se beneficia da adoção antecipada de tecnologias inovadoras pelas linhas de cruzeiro – muitos dos quais não existiam cinco a 10 anos atrás”, disse Michael Thamm, Presidente da CLIA Europa e CEO da Costa Group e Carnival Asia.

Confira os destaques do relatório:

  • Gás Natural Liquefeito – o relatório de 2019 descobriu que 44% da nova capacidade de construção dependerá de Gás Natural Liquefeito para propulsão primária, um aumento de 60% na capacidade geral em comparação com o ano passado.
  • Sistema de limpeza de gases de escape– mais de 68% da capacidade global utiliza o Sistema de limpeza de gases de escape (EGCS – sigla em inglês) para atender os requisitos de emissões atmosféricas, representando um aumento na capacidade de 17% em comparação com o ano passado. Além disso, 75% das novas construções não GNL terão o EGCS instalado, um aumento na capacidade de 8% em relação ao ano passado.
  • Sistemas avançados de tratamento de águas residuais – 100% dos navios novos sob encomenda são especificados para ter sistemas avançados de tratamento de águas residuais (um aumento de 26% em relação a 2018). E, atualmente, 68% da capacidade global da frota da CLIA é atendida por sistemas avançados de tratamento de águas (um aumento de 13% em relação a 2018).
  • Uso de energia dos Portos – no porto, os navios de cruzeiro estão cada vez mais equipados com a tecnologia para permitir o fornecimento de eletricidade local, assim, sem a necessidadde de manter os motores ligados, e há muitas colaborações com portos e governos para aumentar a disponibilidade.

o    88% da nova capacidade de construção pode ser equipada com sistemas de que permitem conectar com a eletricidade dos portos ou será configurada para adicionar esta facilidade no futuro.

o    30% da capacidade global (um aumento de 10% desde 2018) estão equipados para operar com eletricidade em terra local nos 16 portos do mundo.

o    O número de navios na frota da CLIA ultrapassa o número de portos com capacidade de prover energia. No entanto, existem muitas parcerias com portos e governos para aumentar a disponibilidade.

  • Idade da frota – os navios da CLIA estão ficando mais jovens: a idade média é de 14,1 anos, em comparação com 14,6 no ano anterior.

“As empresas associadas à CLIA são apaixonadas por oceanos limpos, e comprometidas com práticas de turismo responsáveis ​​e com os mais altos padrões de gestão ambiental – com políticas e práticas muitas vezes superiores às exigidas por lei,” disse Adam Goldstein, presidente da CLIA Global e vice-presidente da Royal Caribbean Cruises Ltd. Embora sejamos encorajados e orgulhosos pelo progresso que fizemos, sabemos que ainda há trabalho a ser feito. A indústria de cruzeiros é pioneira na proteção ambiental marítima e assumiu o compromisso de toda a frota reduzir a taxa de emissões de carbono em 40% até 2030 em comparação a 2008” completou.

A Sustentabilidade também foi um tema bastante debatido durante o III Fórum CLIA Brasil 2019, que aconteceu no dia 28 de agosto em Brasília. O cuidado com a proteção do meio ambiente entrou de vez na pauta prioritária do setor e esteve presente na abertura do evento e no último painel, mediado pelo presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz, que ressaltou que esse assunto é tratado com seriedade. “Levamos muito a sério esse tema e, a cada ano, ficamos mais conscientes e mais sustentáveis”, disse.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Hotelaria em Salvador tem 6,2% de ocupação em julho

O desempenho da hotelaria em Salvador do mês de julho revela uma realidade ainda desanimadora. Considerando todos os hotéis, abertos e fechados, a taxa...

Contagem regressiva para o desaparecimento da Uva Tannat (Final)

A região de Saint Mont, no sudoeste da França, além de possuir os únicos vinhedos com videiras préfiloxera é oficialmente reconhecida na França como...

Facebook anuncia doação de R$ 14 milhões a pequenos empresários de SP e DF

O Facebook lançou um programa de subsídios que vai oferecer R$ 14 milhões para pequenos e médios empresários que estão enfrentando dificuldades por causa...

Desastre em Mariana: homologado acordo de R$ 1 bilhão para reparação de danos

A decisão da 12ª Vara Federal prevê a alocação dos recursos em ações de infraestrutura, turismo e lazer nas áreas atingidas EDIÇÃO DO DIÁRIO com...

Profissionais do turismo na Baixada Santista ganham selo de qualidade

A Associação dos Profissionais do Turismo da Baixada Santista (APT) lança a campanha #SouProfissionaldoTurismo, para valorizar e fortalecer o papel de quem trabalha com...

Juiz dos EUA proíbe Uber e Lyft de classificar motoristas como prestadores de serviço

NOVA YORK (Reuters) - Um juiz na Califórnia deu ganho de causa a um pedido do Estado norte-americano para impedir que Uber e rival...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat