Brasília faz um de seus melhores carnavais, avalia diretor da liga dos blocos

Apesar de não terem recebido apoio financeiro do governo do Distrito Federal (GDF), os blocos de carnaval de Brasília estão comemorando o sucesso obtido em 2015. “Estamos vivendo, sem a menor dúvida, um dos melhores carnavais da história de Brasília, com a população comparecendo em massa nos mais de 60 blocos da cidade”, comemora o diretor da Liga dos Blocos Tradicionais do Distrito Federal, Franklin Maciel Torres.

“Em 2015, não recebemos um tostão sequer. O que o governador [Rodrigo] Rollemberg fez foi intermediar o contato com alguns patrocinadores e, por meio deles, conseguimos um palco, dois carros sonorizados, tendas e cerca de 500 banheiros químicos. Com isso, cada bloco teve de correr atrás de patrocinadores e doadores para compensar o que faltava. Alguns fizeram até vaquinhas para arrecadar recursos”, disse.

O diretor da liga estima que mais de 1 milhão de pessoas brincarão nos blocos durante os quatro dias de carnaval no Distrito Federal. Algo que, na avaliação dele, fica ainda mais especial após tantas incertezas decorrentes do anúncio feito em janeiro, de que, em função da falta de dinheiro em caixa, o governo local não repassaria verbas.
No ano passado, a liga recebeu cerca de R$ 1,4 milhão para ser distribuído entre os blocos. Valor que foi usado para o pagamento de cachês e gastos com estrutura – em geral, instalação de banheiros químicos, palcos e sonorização.

Na avaliação de Franklin, as dificuldades acabaram fazendo com que o carnaval deste ano perdesse parte do esplendor. “Mas ganhamos muito em alegria. Essa incerteza sobre se as festas iam ou não ser realizadas acabou se transformando em marketing para os próprios blocos. As pessoas se mobilizaram e o resultado foi esse: recordes de público estão sendo batidos com larga vantagem”.

“Só o Galinho de Brasília [bloco do qual é um dos organizadores] teve na concentração mais de 40 mil pessoas. E, durante o deslocamento, no sábado de carnaval, superou a marca dos 100 mil. Boa parte desse público é constituída de turistas. Temos visto pessoas de várias partes do Brasil participando dos blocos”, acrescentou o diretor da liga.

O grande público chamou a atenção da mídia nacional, o que acabou por reforçar ainda mais a imagem do carnaval local. Segundo Franklin, o carnaval de Brasília já é conhecido nacionalmente. “A todo momento diversas emissoras faziam chamadas nacionais, dando uma ênfase inédita na história do carnaval daqui. Realmente o resultado está superando todas as expectativas que tínhamos no início do ano, após sermos informados da falta de recursos para as festas.”

Além da falta de dinheiro, a transição de governo também representou dificuldades para os blocos. “Faltando menos de 30 dias para o carnaval, houve uma mudança estrutural no GDF, que passou da Secretaria de Cultura para a Secretaria de Turismo a responsabilidade pelo carnaval. Mas felizmente, a cerca de dez dias para o início da festa, começamos a receber o retorno dos patrocinadores confirmando a ajuda.”

Na opinião do diretor da liga, depois de superar as dificuldades e de obter resultados tão positivos, a expectativa para 2016 é outra. “Estamos muito otimistas porque sabemos que há, no GDF, vontade política de nos ajudar e de compensar, no ano que vem, a ajuda que não pôde dar em 2015. Certamente teremos uma estrutura muito forte e uma festa ainda melhor.” (Agência Brasil)

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial