Com a crise, aprendemos a ter respeito pelos lugares que visitamos

Respeitar a história de cada lugar, suas culturas e práticas, ajudam na sua preservação

REDAÇÃO DO DT


O cenário é inédito: peixes e golfinhos em Veneza, patos na Fontana di Trevi e no comércio fechado de Firenze, cabras e bodes pelas ruas de Llandudno, no norte do País de Gales. Essas cenas todas nos trazem uma reflexão: é preciso respeito ao viajar. O mesmo respeito que temos ao falar baixo na Capela Sistina e ao tirar os sapatos para entrar em uma mesquita na Meca, devemos ter por todos os lugares que visitamos. Respeitar a história de cada lugar, suas culturas e práticas, ajudam na sua preservação. Não sujar as ruas, não alimentar os animais e evitar filmar e fotografar caso seja proibido, conservam a beleza e a magia do lugar que estamos visitando.
O turismo muitas vezes degrada, polui e destrói o patrimônio e a natureza. Algumas coisas não têm volta, outras voltam com muito esforço.
Se essa crise tem um lado bom, o lado bom é esse: aprendemos a ver beleza, a dar valor às pequenas coisas, a querer viajar muito mais porque a vida é um sopro, e a respeitar a Terra e a natureza.

#diariodoturismo #turismo #viagem #travel #tour #hotel #hoteis #agentedeviagem #operadoradeviagem #ciasaereas #lazer #viagemdelazer #turismodenegocios #hotelaria #jornaldigital #jornaldeturismo #anuncie #dicasdeviagens #destinosdeviagens #blogdeturismo #blogdeviagens #respeito #viagens #lugares

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT