Companhias aéreas brasileiras são afetadas por greve na Argentina

A Latam informou que a operação de voos domésticos e internacionais nos aeroportos argentinos está sendo afetada pela greve anunciada pela CGT.

Valor Econômico

A greve geral convocada na Argentina pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), em protesto contra a reforma da Previdência que será discutida na Câmara dos Deputados, teve adesão das principais associações aeronáuticas no país, afetando assim a malha de voos do país, incluindo rotas ligando destinos argentinos e brasileiros.

A Latam informou que a operação de voos domésticos e internacionais nos aeroportos argentinos está sendo afetada pela greve anunciada pela CGT.

“A companhia lamenta os possíveis inconvenientes que esta situação pode causar e sugere aos passageiros evitarem o deslocamento para os aeroportos argentinos durante o período, e checarem previamente a situação dos voos por meio dos canais de atendimento ao cliente da companhia”, disse a Latam, que oferece a possibilidade de reprogramar a viagem, por meio dos canais de relacionamento, como os digitais latam.com e os telefones 4002-5700 (capitais) e 0300 570 5700 (todo o Brasil).

A Gol informou que devido à greve deflagrada hoje na Argentina, os voos da companhia de e para o país foram previamente cancelados e os clientes reacomodados em outros voos da companhia.

A Gol disse que as centrais de atendimento, 0300-115-21-21, no Brasil, e 0810-266-3131, na Argentina, estão de prontidão para atendimento e possibilitam aos clientes a remarcação sem custo adicional. “A Gol reforça que não está medindo esforços para minimizar os impactos”, disse a empresa.

A Azul informou que as operações da empresa em Buenos Aires, programadas para acontecerem nesta segunda-feira, foram afetadas em função de uma greve nacional no país. “A empresa já está trabalhando para comunicar e reacomodar seus clientes com bilhetes comprados para a data”, informou a Azul.

Na Argentina, a Aerolineas Argentinas também avisou que vai cancelar os voos de cabotagem e regionais a partir das 12h (13h no horário de Brasília). Segundo o jornal “La Nación”, a suspensão e o cancelamento de voos de Latam e Aerolíneas Argentina afetam mais de 20 mil passageiros.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

O mundo precisa de pessoas juntas – Mensagem da Equipotel 2020 (Veja o vídeo)

O mundo precisa de pessoas juntas. Mas juntas de um jeito novo. Por hoje, pedimos que vivencie uma excelente hospitalidade em sua casa, para o seu...

LATAM já operou 115 voos especiais transportando mais de 16 mil passageiros

Grupo já operou 115 voos especiais, transportando não só seus passageiros, mas também clientes de outras companhias EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências O Grupo LATAM Airlines...

Airbnb pagará US$ 250 milhões a ‘anfitriões’ para ajudar a cobrir custos de cancelamentos por COVID-19

O CEO do Airbnb, Brian Chesky, anunciou a criação de um fundo de US$ 250 milhões para ajudar os anfitriões a cobrir o custo dos...

Prefeitos do ABC compram 1 milhão de testes de covid-19

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que reúne prefeitos da região, anunciou a compra de 1 milhão de kits para testes de covid-19. A remessa...

Entidades hoteleiras entregam carta ao Procon-SP

Nesta terça-feira (31), os presidentes da ABIH – Associação Brasileira de Hotéis do Estado de São Paulo; BLTA – Associação Brasileira de Turismo de...

Não é a hora de tirar Jair Bolsonaro – por Rui Jorge Carvalho*

Cresce no meio político a pressão para afastar Jair Bolsonaro. Apesar de tudo não acho que o presidente deva ser afastado agora. Seria pura...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias