Livro aborda as relações de poder em tempos de fake news e Covid-19

O poder que permeia as relações sociais em todas as esferas – Estado e cidadão, empregado e empregador, fornecedor e consumidor, pais e filhos, professor e aluno, sacerdote e crente etc. – e sua intensidade (se abusivo revela injustiças e improbidades e se exercido com sabedoria proporciona crescimento e igualdade) é terreno fértil para estudos.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


Amplamente explorado nas disciplinas do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito do UNICURITIBA, o tema é o fio condutor do livro “Poder nas Relações Sociais”, que será lançado na quarta-feira (10/3), em evento online das 18h às 19h com transmissão pelo https://animaeducacao.zoom.us/j/88256633110

A obra conta com artigos de professores, egressos e discentes – mestrandos do Centro Universitário Curitiba – e foi organizada pelos professores Eduardo Milléo Baracat, da disciplina de Direito das Relações de Trabalho e Inclusão Social, e Luiz Eduardo Gunther, das aulas de Tutela dos Direitos de Personalidade na Atividade Empresarial.

- Advertisement -

Com 510 páginas, “Poder nas Relações Sociais” (NCA Editora – Selo Livros Legais – R$ 97,73) pode ser adquirido em https://livroslegais.com.br/.

De acordo com o professor Eduardo Baracat, doutor em Direito e Juiz do Trabalho em Curitiba, o poder é um aspecto da realidade social que nunca pode ser desprezado. Ao contrário, deve ser permanentemente estudado e compreendido, porque se transforma ao se defrontar com novas realidades sociais.

“É o que se percebe, por exemplo, em relação ao poder de controle do empregador sobre o empregado, que sofreu variações com o surgimento de novas tecnologias, como a internet e o e-mail, ou, ainda, o poder decorrente das fake news e seu impacto sobre o eleitor e sobre a própria democracia”, comenta.

No livro, os autores estruturaram o trabalho em seis grandes temáticas. Na primeira estão agrupados os estudos que investigam as relações entre poder e trabalho, em particular o trabalho subordinado. Na segunda parte, o foco são as relações entre o Estado e o criminalmente acusado ou condenado.

A interface entre o poder e a corrupção, com ênfase no estudo do compliance como mecanismo para coibir práticas de improbidade no âmbito das grandes corporações, está concentrada na terceira parte do livro. Em seguida estão as investigações sobre os limites do poder de polícia no âmbito da pandemia do COVID-19.

Na quinta parte da obra os autores analisam os impactos das fake news nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. E, por fim, tratam da eficácia dos benefícios fiscais concedidos pela União ao setor privado para o combate da pandemia do COVID-19.


SERVIÇO

  • O quê: lançamento do livro “Poder nas Relações Sociais” (NCA Editora – Selo Livros Legais – 510 páginas – R$ 97,73)
  • Quando: 10/3, das 18h às 19h
  • Onde: online em https://animaeducacao.zoom.us/j/88256633110
  • Quem: discentes e professores do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito do UNICURITIBA
  • Onde comprar: https://livroslegais.com.br/
Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Mostra de Cinema de Gostoso tem apoio do governo do RN

    Entre os dias 26 e 30 de novembro, a praia do Maceió se transformará em uma sala de cinema à beira mar com exibição...

    Copa Airlines celebra 15 anos de operações no Rio de Janeiro

    A companhia opera no Rio de Janeiro com dois voos diários conectando a cidade com 65 destinos, em 28 países da América do Sul...

    Abeta Summit 2021 debate o ecoturismo e turismo de aventura no Brasil

    Promovido pela Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), evento acontece até este sábado Por Redação Sob o tema (Re)Construindo um Turismo...

    Roda-gigante de Faz do Iguaçu (PR) será inaugurada em dezembro

    Foz do Iguaçu foi escolhida por atrair brasileiros e estrangeiros e por ser um destino que alia belezas naturais com uma ótima estrutura de...

    Seridó (RN) pode se tornar segundo geoparque do país reconhecido pela UNESCO

    O Geoparque Seridó compreende seis municípios do Rio Grande do Norte: Acari, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Lagoa Nova e Parelhas Edição DIÁRIO...

    Aparecida quer se posicionar como destino de férias

    Para mostrar a cidade além do turismo religioso, cidade investe em press trip com jornalista Por Amadeu Castanho Interessadas em estimular o perfil do turismo local,...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing