Tecnologia e sustentabilidade devem ser as prioridades para o setor do turismo nos próximos 20 anos

A crise que afetou o mundo em 2020 fez o setor do turismo sofrer com alguns dos piores números desde a década de 50. Por conta disso, a preocupação com o futuro nessa área ganhou importância e virou prioridade para alguns países. Em um relatório realizado pela Allianz Partners, as tendências globais apontaram que as novas tecnologias e o cuidado com o meio ambiente precisam ser prioridade para um futuro promissor do turismo.


Esse relatório chamado de The Future Travel Experience foi lançado no início deste ano, e realiza algumas projeções para apontar como será o turismo em 2040. Apesar de parecer longe, esses relatórios visando os próximos 20 anos são importantes para guiar países e empresas que trabalham com turismo. O setor de transporte aéreo, por exemplo, precisa dessas previsões para investir no caminho correto.

Nesta pesquisa, dois temas ganharam maior importância e devem ser prioridade para os próximos anos: sustentabilidade e tecnologia

Nesta pesquisa, dois temas ganharam maior importância e devem ser prioridade para os próximos anos. O primeiro é a sustentabilidade no turismo, algo que já vem sendo debatido e deve continuar como prioridade em vários países. Recentemente, algumas nações africanas se reuniram para planejar um futuro sustentável nas viagens. Um dos temas foi o setor da aviação que, atualmente, representa quase 4% de todas as emissões de CO₂. O objetivo é fazer isso mudar completamente nos próximos anos.

O segundo tema que chamou atenção foi da tecnologia. Com o avanço deste campo, e a chegada de cada vez mais inteligência artificial, as inovações tecnológicas terão um papel fundamental no turismo em 2040, segundo o relatório. A projeção afirma que novidades como identificação facial, impressão digital, impressoras 3D e realidade virtual serão usadas pelo turista para facilitar as viagens entre países ou cidades.

Tecnologias virtuais

A tecnologia de realidade virtual aparece no relatório como uma das mais usadas no turismo em 2040. Apesar de parecer algo diferente, a ideia é que essa inovação seja usada pelas pessoas antes de decidir o destino da viagem. Ou seja, seria possível ter uma prévia e conhecer um pouco dos arredores das cidades ou dos hotéis, como acontece com o Google Maps nos dias atuais, e assim viajar com uma sensação maior de segurança.

Isso pode parecer algo distante da nossa realidade. Entretanto, quem está acostumado com ferramentas digitais sabe que essa prévia virtual é realidade atualmente em algumas ocasiões, inclusive no caso do aplicativo de GPS que comentamos. Outro exemplo que podemos citar acontece com os jogos online, principalmente de apostas. Nas principais plataformas de cassinos online, por exemplo, é possível aprender a jogar blackjack online com todas as estratégias e regras que existem nesse tradicional jogo de cartas. Assim, é possível aprender a apostar sem gastar dinheiro. Algo semelhante acontece com os simuladores de corridas virtuais, onde os pilotos profissionais, ou até amadores, podem correr em qualquer circuito do mundo sem sair de casa. Eles usam essa ferramenta para aprender os traçados e, dessa forma, aprimorar os conhecimentos da realidade.

Assim, é possível perceber que 2040 não está tão distante como pensamos. O relatório explica também que o uso de realidade virtual será comum por quem não tem condições, seja financeira ou física, de sair de casa. A ideia é que o turismo com tecnologia será mais popular, e vai permitir experiências cada vez mais reais. Seria uma versão melhorada dos tours virtuais que existem em alguns dos principais museus do mundo.

Comunicação sem barreiras

Outro ponto importante no relatório The Future Travel Experience é a perspectiva quanto ao uso de tecnologia para quebrar as barreiras linguísticas. As previsões acreditam que, daqui a 20 anos, será possível ter uma conversa instantânea com qualquer pessoa do mundo. Isso é algo viável, pois as ferramentas digitais de tradução estão ficando cada vez mais inovadoras, e estão a poucos passos dessa integração.

Outro ponto importante no relatório The Future Travel Experience é a perspectiva quanto ao uso de tecnologia para quebrar as barreiras linguísticas

Isso seria uma novidade importante para o turismo, pois a comunicação é um dos grandes problemas que os turistas enfrentam em países mais distantes de casa. Além disso, com a popularização dos fones sem fio, não seria preciso nenhum dispositivo em mãos para realizar a tradução. Essa previsão é para 2040, onde essa tecnologia estará ainda menor e mais avançada.

O turismo aprendeu neste ano que é preciso pensar no futuro para enfrentar possíveis crises. Apostar na tecnologia é algo importante, assim como o cuidado com a sustentabilidade. Por isso, o relatório da Allianz Partners é essencial para pensar nos próximos 20 anos. Esse setor é importante para quase todos os países, e investir para que ele cresça de maneira consciente é uma das melhores formas de garantir um futuro mais saudável e tecnológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Um Enoturismo repensado para um Vale dos Vinhedos

    O Enoturismo é um segmento da atividade turística que se baseia na viagem motivada pela apreciação de vinhos, seus sabores e aromas, mas também das tradições e a cultura das...

    CVC Corp anuncia saida de Claiton Armelin e chegada de novos diretores de produto

    A CVC Corp acaba de anunciar que a partir de 1º de fevereiro, a equipe de Sourcing Nacional passa a ser liderada pelos diretores...

    Secretaria de Turismo do Rio lança programa de financiamento para artesãos fluminenses

    A Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ) e a Agência Estadual de Fomento (AgeRio) lançaram, nesta terça-feira (26), o ArtCred RJ - programa inédito...

    Passaporte italiano: o que muda com a saída do Reino Unido da União Europeia?

    Segundo o advogo italiano Domenico Morra, especialista em dupla cidadania, serão diversas mudanças para quem deseja viajar a turismo, trabalhar ou estudar na comunidade...

    Sheraton São Paulo realiza exame RT-PCR para COVID-19

    O Sheraton São Paulo WTC Hotel acaba de anunciar que firmou um acordo com a empresa Health Control Assistant para a realização dos exames...

    CVC Corp abre 60 vagas para público externo e interno

    A CVC Corp acaba de anunciar 60 vagas de trabalho nas áreas de Tecnologia como, analistas de qualidade de TI, desenvolvedores de sistemas e...

    Relacionadas

    Open chat