Pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo aponta saldo positivo nas Olimpíadas Rio 2016

O Ministério do Turismo divulgou nesta quinta-feira (18), no Rio de Janeiro, dados inéditos da pesquisa realizada com turistas internacionais e nacionais durante os Jogos Olímpicos. O estudo revela o gasto médio, tempo de permanência e a avaliação dos visitantes de itens como segurança, limpeza, preços e serviços turísticos. A apresentação dos resultados foi feita pelo ministro interino do Turismo, Alberto Alves, acompanhado do presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.​

Pesquisa encomendado pelo Ministério do Turismo divulgada nesta quinta-feira (18) mostra que turistas estrangeiros e brasileiros aprovaram – com índices quase sempre acima de 80% – diversos aspectos da viagem ao Rio de Janeiro durante a Olimpíada. Entretanto, em meio às avaliações positivas, os preços praticados nas áreas de provas não despertaram a mesma simpatia.

Entre os estrangeiros, 87,7% declararam ter a intenção de voltar ao Rio. Dos brasileiros que foram à cidade ver os Jogos, 94,2% disseram que querem repetir a visita. No caso dos preços, 42,4% dos estrangeiros e 50,8% dos brasileiros se queixaram do valor cobrado nas áreas das arenas.

O levantamento foi feito em conjunto pela GMR Inteligência & Pesquisa e pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe).  A pesquisa ouviu a opinião de 4.150 turistas nacionais, de 3 a 16 de agosto, nas arenas esportivas e no Boulevard Olímpico. Já os dados relativos à opinião de 1.262 estrangeiros foram coletados nos aeroportos entre 6 e 28 de agosto. Até os Jogos Paralímpicos, os dados continuarão sendo processados pelos órgãos de pesquisa.

De acordo com o ministério, eram esperados entre 350 e 500 mil turistas internacionais no país no periodo dos Jogos, e cerca de 500 mil turistas brasileiros.

Lazer e hospitalidade
Segundo o levantamento, a diversão noturna agradou os visitantes: 93,6% dos brasileiros e 96,2% dos turistas estrangeiros consideraram as opções de lazer como “boas” ou “muito boas”.  Durante o dia, a atividade principal de todos foi ir à praia – 74,8% dos visitantes nacionais e 77,3% dos torcedores de outros países escolheram essa opção de diversão.

- Advertisement -

A hospitalidade dos cariocas também foi elogiada. Para 92% dos brasileiros e 98,6% dos estrangeiros, quem vem de fora do Rio é bem recebido na cidade. Na hospedagem, inclusive, 48,6% do público doméstico optaram por ficar na casa de amigos ou parentes durante a Olimpíada. Já os turistas de fora do Brasil escolheram hotéis ou flats (37,2%) e imóveis alugados (25%).

Estrutura e diversão
Apesar dos casos de violência ocorridos durante a Olimpíada, como o assassinato do soldado que entrou por engano na favela, 88,4% dos estrangeiros e 87,1% dos brasileiros avaliaram positivamente a segurança no Rio de Janeiro.

O transporte também foi bem visto pelos visitantes: 86,6% do público de fora e 82,1% dos torcedores nacionais declararam à pesquisa que ficaram satisfeitos com este quesito. Nos aeroportos, os elogios foram feitos por 94,6% dos turistas estrangeiros ouvidos e por 91,6% dos brasileiros.

Os locais em que as competições ocorrem receberam avaliação de “bom” ou “muito bom” de 89,6% dos visitantes do país e 87,1% dos turistas de fora do Brasil.

Perfil do estrangeiro
De acordo com a pesquisa, os turistas dos Estados Unidos (21,2%), da Argentina (14,8%) e da Inglaterra (4,8%) foram maioria entre os viajantes estrangeiros. Em média, quem veio de fora do Brasil para assistir aos jogos tem renda mensal de US$ 3.581,00 – com gastos diários na Olimpíada de US$ 103,70 durante 11,7 dias de hospedagem.

Do total de estrangeiros, 83,5% têm mais de 25 anos, 64,4% são homens e 56,5% não conheciam o Brasil.

Perfil do brasileiro
Entre os turistas do país, a renda média mensal é superior a R$ 3,5 mil (70% dos visitantes). As despesas diárias do visitante brasileiro foram, de acordo com a pesquisa, de R$ 337,90, durante 10,3 dias de permanência no Rio de Janeiro.

A maioria nunca havia visto uma Olimpíada de perto – 96,3% assistiram ao evento pela primeira vez.

Foram mais homens brasileiros que visitaram o Rio (62,7%) e pessoas com idade, em média, de 37 anos.

(Agências)

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Centro de Controle dos EUA pede aos americanos que evitem viajar para a França

    WASHINGTON, 6 DEZ (Reuters) - Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) aconselharam nesta segunda-feira os americanos a não viajarem...

    A guinada da Selina ao se tornar empresa de capital aberto

    A empresa combinada operará como Selina Hospitality plc e suas ações ordinárias serão listadas na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo...

    Jhon Douglas, secretário de Turismo do Acre: “Em nosso estado se destaca o Etnoturismo”

    Jhon Douglas da Costa Silva, Secretário de Estado de Empreendedorismo e Turismo do Acre, falou ao DIÁRIO DO TURISMO durante o Festival de Turismo...

    Elaine Tenerello, diretora executiva do Visit Iguassu: “traga o seu evento para Foz do Iguaçu”

    A diretora Executiva do Visit Iguassu, Elaine Tenerello, falou com o DIÁRIO durante o Festival de Turismo das Cataratas, ocorrida em Foz do Iguaçu,...

    IGLTA publica guia de viagem para turistas soropositivos

    O guia apresenta os países que restringem parcialmente a entrada de turistas com HIV e os que não chegam nem mesmo a permitir a...

    Luan Capitânio, CEO da Zumex Brasil: “temos máquinas para pequenas pousadas a grandes hotéis”

    Reinventando a transformação de frutas e verduras em suco com máquinas espremedoras, a Zumex Brasil participou mais uma vez da Equipotel, maior feira de...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing