4° Motel Design é destaque por promover a acessibilidade através do design universal

(Edição do Diário com agências)

Ocorrerá, no São Paulo Expo, entre os dias 19 e 22 de setembro, o 4° Motel Design – evento da rede hoteleira conhecido por trazer à luz novas tendências e alicerces para a forma mais popular de hospedagem do mundo: os motéis. A Associação Brasileira de Motéis (ABMOTEIS) será parte componente da Equipotel – este que se configura como o principal encontro do setor e é preponente qualitativo na hospitalidade, alimentação e serviços da América Latina. Neste ano, a pauta em destaque será a acessibilidade nas redes de hospedagem, promovendo uma discussão essencial quanto à inclusão de todos e todas, e o melhoramento de serviços aos portadores de condições especiais. Uma suíte que tem como apelo um projeto universal; que contempla espaços em dualidade, isto é, que sejam capazes de atender qualquer pessoa, independentemente de possuírem ou não deficiência.

O design será apresentado como mecanismo fundamental para a elaboração de projetos universais deste cunho, posto que as soluções dizem respeito a complicações comuns que emergem na vida de alguns. Regulação de altura da cama na transferência para a cadeira de rodas, sanitário com espaço ampliado e inclusão de barras de apoio, chuveiro com assento e alavancas nas torneiras, melhor posicionamento do espelho na pia e outras melhorias a fim de que a locomoção e estadia sejam plenas e proveitosas.

“O estande da ABMOTÉIS na Equipotel é o local onde os empresários do setor se reúnem para trocar ideias e falar sobre as novidades e tendências, principalmente em termos de qualidade, modernização das instalações e equipamentos, além do investimento nos apartamentos com tecnologias de última geração. Neste ano, o desafio é reunir a beleza e acessibilidade em um único espaço”, declara Eusébio Ribeirinha, presidente da ABMOTÉIS.

Destaca ainda o executivo que os pontos positivos do projeto do quarto com desenho universal foram tantos que o ambiente não pode ser considerado especial para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, já que o conceito proporciona mais conforto e segurança a qualquer usuário.

O negócio que movimenta histórias e pessoas

Com cerca de 5 mil motéis no Brasil e uma movimentação aproximada de 3,5 bilhões de reais por ano, a rede moteleira é parte integrante dos scripts de viajantes. Vive no imaginário popular e, apesar da retração de lucros devido ao establishment econômico vigente no país, ainda é vista como um ramo rico de intercâmbio cultural e atendimento populacional em franca recuperação no mercado investidor brasileiro – o setor emprega 50 funcionários por motel, em média, que resultam em 250 mil regimes de contratação direta. Indiretamente fornecem trabalho a mais de 300 mil pessoas em prestações de serviços terceirizados ou são empregados de empresas fornecedoras. O escopo parece enorme, porém, logo adquire o ar diminuto perto da demanda de hóspedes e hospedagens: estima-se que cerca de 100 milhões de pessoas por ano se estalem temporariamente em motéis por aqui.

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Associação Brasileira de Enologia faz nota de repúdio à coluna de Hélio Shwartsman

Uma nota assinada pelo presidente da Associação Brasileira de Enologia,  Daniel Salvador e pelo presidente da Organização Internacional do Vinho e do Vinho, Regina...

Mal conservado e em dificuldades financeiras Fundo Financeiro requer falência da Braston Hotéis

O Summit Fundo de Investimento em Direitos Creditórios - Vara/Comarca: 1a Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo/SP requereu na última semana...

Booking.com apresenta as tendências de viagens pós pandemia (ou enquanto ela não acabar)

Sonhos para as próximas viagens, novos valores para a vida de viajante, cuidados que serão tomados a partir de agora e a importância em...

Maria Fumaça para Morretes volta a funcionar em novembro

Conhecida dos curitibanos por circular na cidade durante o período que antecede o Natal, a Maria Fumaça despertou o carinho do público e se...

Companhias aéreas enfrentam teste de sobrevivência com demora em retomada

A segunda onda de covid-19 atrasa a recuperação das viagens aéreas, o que torna o inverno no hemisfério norte um teste de sobrevivência para...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat