Ana Luiza Masagão, diretora comercial do Royal Palm: “começamos a trabalhar mais fortemente com as OTA’s”

REDAÇÃO DO DT

Em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO TURISMO, Ana Luiza Masagão, diretora comercial do grupo Royal Palm Plaza comemorou a ótima performance em julho dos hotéis que ela tem sob sua ingerência na região de Campinas. Segundo Ana, este mês a ocupação superou todas as expectativas, tanto no que se refere aos hóspedes de lazer, quanto aos hóspedes oriundos do setor corporativo. A entrevista abaixo foi concedida ao editor do DT, jornalista Paulo Atzingen e  apresentamos os assuntos, em tópicos logo a seguir, acompanhe:

Ocupação em Julho

Estamos com ocupação bastante alta, cerca de 100%, principalmente entre quinta e domingo, porque o Royal tem uma característica, por ser perto da cidade de São Paulo, absorve um público que utiliza a excelente malha viária, também (um público) oriundo de Minas Gerais. Muitas dessas reservas foram feitas dentro do próprio mês. Entramos julho com uma ocupação não tão elevada, mas já com a expectativa de um aumento, sabendo que esse era o comportamento do cliente.

Campanhas

Fizemos algumas campanhas para estimular a venda do lazer e acabamos fechando a promoção para os finais de semanas. Uma delas foi a  ‘compre quatro fique cinco’ e ‘compre três, fique quatro’, ou com “20% off” na compra com antecedência; e essas campanhas acabaram sendo válidas só para os períodos de (meio de) semana. Chegou no começo de julho,  praticamente fechamos as campanhas porque a ocupação subiu. 

Tempo bom e equipe

Estamos tendo dias muito bons, apesar do friozinho, com um sol bastante forte, já que não chove nessa época do ano, então isso tem agitado bastante o resort. Temos uma recreação que é super reconhecida; essa equipe que toca a recreação está aqui há 10 anos, e  é muito conceituada, os pais gostam, as crianças adoram, os jovens amam. A gente está com tema de circo, com muita atividade para as crianças… a gente vê a ocupação entre quinta e domingo chegar ao máximo.

Royal Palm Plaza: tempo bom, ocupação ótima (Foto: arquivo DT)
Royal Palm Plaza: tempo bom, ocupação ótima (Foto: arquivo DT)

Outras unidades

As outras unidades (Royal Palm Residence, Royal Palm Tower, The Palms e Vacation Club) não possuem o foco no lazer, porque esses índices- apresentados anteriormente – vieram principalmente dos nossos hóspedes do lazer. O corporativo a gente manteve bons índices em julho – mesmo considerando que neste mês ele (o corporativo) cai um pouco, mas surpreendentemente foi similar ao mês de junho, não foi abaixo, mas também não foi uma ocupação muito elevada. Alcançamos, no setor corporativo e de eventos a casa dos 50%.

Profissionais e OTAs

Começamos a trabalhar mais fortemente com as OTA’s (agências online) este ano. Implantei e reestruturei a área de Revenue Management, trazendo a Juliane Corredato, que era gerente Revenue da rede Meliá. Ela veio pra cá como gerente de Revenue Management e Distribuição. Suas atribuições não se restringem à parte de estratégia e precificação, mas também na distribuição dos canais. Isso nos ajuda a ter uma melhor atuação, uma melhor presença em todos eles. Estávamos um pouco fechados em alguns canais, mas não porque queríamos isso, mas porque estávamos mais focados na estratégia de preço, inventário, do que na distribuição propriamente dita.

Na área de vendas entrou o Rafael Moraes, pessoa do comercial responsável pelo relacionamento com os agentes onlines, com as OTA’s. Da mesma forma que a gente estabelece relacionamento com os agentes de viagens tradicionais, a gente tem uma pessoa responsável pelo relacionamento com os agentes de viagens onlines. O Rafael está responsável por estabelecer parcerias, promoções, conteúdo, estreitar relação, fazer ação de capacitação. Com tudo isso, estamos melhorando significativamente a captação. Estabelecemos uma estratégia mais direcionada para esse mercado. Estamos praticamente crescendo aí 50% de participação com as OTA’s neste semestre.

RFP  Request for Proposal

Estamos atuando hoje principalmente no mercado corporativo, acho que ainda é cedo para saber se posso já ter colaborado com minha experiência com players internacionais. Nosso público internacional virá através dos RFP (Request for Proposal – solicitação de proposta em tradução livre) Fizemos um planejamento estratégico de como trabalhar esses RFP. Antes isso ficava na mão de um Revenue Management. Acho que essa é a grande mudança, porque o comercial tem que fazer toda a gestão da necessidade do cliente, fazer interface do global com o Revenue Management local, estamos fazendo esse trabalho mais estratégico dos RFP. Só que o resultado disso  só aconterá no ano que vem, aparecendo nas contas de 2018. Em contrapartida, estamos com a inauguração do Royal Palm Hall, que terá uma demanda de eventos internacionais, de congressos médicos, então deveremos ter uma captação de eventos internacionais em breve.

Fotos da Equipe Comercial:

www.royalpalmplaza.com.br

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial