Ana Lunardon: Mulheres e suas mudanças de rotas

Ana Lunardon possui todas as características de mulher de sucesso, construindo sua carreira em bases sólidas como empresas e agências consolidadas, além de passar pelo setor público. Ana é graduada em Jornalismo e pós-graduada em Marketing pela FAE Bussiness School, escrevendo boa parte de sua carreira em empresas de comunicação..

REDAÇÃO DO DIÁRIO


Iniciou em 2001, na Master Comunicação, uma das maiores agências de comunicação do Brasil, atendendo grande contas como a Prefeitura de Curitiba, Governo do Estado do Paraná e Ministério da Saúde. Depois dessa experiência em grandes agências, ingressou na Prefeitura de Curitiba, como coordenadora de marketing, participando inclusive da campanha para um candidato a governador.

Depois de uma trajetória profissional em Curitiba, mudou-se para Santa Catarina para tocar jobs locais em construtoras, e por dois anos se dedicou à área de Direito na Univali, fazendo concursos. Finalmente, em 2019, a hotelaria a capturou. É gerente de Marketing do Itapema Beach Resorts By Nobile, no litoral catarinense e está entusiasmada com esse novo setor.. É mãe de dois meninos e ainda arruma tempo para cursos de aperfeiçoamento. O DIÁRIO entrevistou Ana Lunardon, acompanhe:

Ana, seu perfil profissional indica um ótimo trânsito e experiência entre agências de comunicação e de marketing. Em que essas aptidões podem ser úteis trabalhando agora para uma rede hoteleira?

O trabalho em agências de comunicação é muito enriquecedor, e nos proporciona um vasto conhecimento em diversas áreas, possibilitando conhecer e entender cada detalhe, dos mais diversos segmentos de clientes. Esse contato direto faz com que o profissional de comunicação de uma agência se especialize e conheça ferramentas para incrementar as vendas, atendimentos ou até mesmo aperfeiçoar os serviços dos seus clientes, tornando-o único e especial.

Em paralelo com a hotelaria, esse conhecimento facilita o relacionamento direto com o nosso cliente entendendo as suas reais necessidades. Através desses mecanismos podemos criar estratégias e experiências de encantamento. A hotelaria é fascinante, porque em todo tempo lidamos com a emoção, e nossas demandas envolvem a realização de algum sonho, comemoração ou surpresa. Considero como uma venda construtiva, na qual precisamos encantar esse cliente com uma nova experiência, um sonho que deverá ser materializado, e entregue com total dedicação.

- Advertisement -

“O home office, home schooling, staycation, são produtos novos que surgiram e que rapidamente tivemos que nos adequar” (Crédito: divulgação)

Ana, (tirando a pandemia da análise) como você vê a hotelaria nacional em seu posicionamento de marca no mercado global

Vejo que o turismo nacional está cada vez mais em ascensão e o nosso destino ganha muita força, pois estamos inseridos em uma das regiões mais belas e encantadoras do Brasil. O home office, home schooling, staycation, são produtos novos que surgiram e que rapidamente tivemos que nos adequar para oferecer todas essas possibilidades aos nossos hóspedes. Em virtude disso, é possível recebê-los em qualquer dia da semana ou época. O agendamento da viagem também mudou, pois as pessoas não se programam mais com antecedência e o perfil de compra também sofreu alterações. Tudo aconteceu de uma forma muito acelerada, o meio digital ganhou força, conteúdo e consistência, e os destinos nacionais passaram a ser muito procurados. Além de segurança, comodidade e facilidade, as pessoas começaram a usufruir e valorizar os destinos e a hotelaria nacional.

Você trabalhou para o setor público. Trace um perfil de seu trabalho, no contexto do setor privado e no contexto do setor público. Como você, Ana, vê esse novo desafio?

O setor público é muito dinâmico, assim como um hotel. O que eu costumo chamar de um mini varejo, pois ao mesmo tempo que existe um calendário de feriados e ações programados para o ano, surgem demandas que rapidamente precisam ser solucionadas. No setor público precisamos gerir diversas secretarias, custos de empenhos e pensar no benefício que cada ação vai trazer ao cidadão. Já na hotelaria é necessário fazer um equilíbrio constante dos investimentos, entregar resultados rápidos, isto é, nossas campanhas precisam performar rapidamente. Com isso, não temos empenhos, mas adequamos a verba para cada ação e campanha específica, e temos os nossos clientes internos, que solicitam diversos materiais. E desta maneira entra uma expertise vinda do setor público, na qual é essencial saber atender os pedidos e organizar prazos com os clientes internos.

Ana em sua nova fase, na gerência de Marketing do Itapema Beach Resorts By Nobile, no litoral catarinense

Além disso, temos a nossa agência de propaganda, mais um cliente, que precisa entender do nosso negócio. Na prefeitura tínhamos três agências licitadas cada uma com um perfil criativo, para se adequar a todos os tipos de trabalho.  No hotel trabalhamos com uma agência de propaganda, que transforma nossas ideias e planos em algo real e materializado.

 

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    EUA adverte que uso de aparelhos 5G pode afetar segurança aérea

    A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) alertou nesta terça-feira (07) que a interferência do uso de tecnologia 5G representava um risco...

    Aniversário da Avenida Paulista terá Nando Reis, Rincon Sapiência e piano voador

    No dia 08 de dezembro, a Avenida Paulista celebra 130 anos de fundação. Uma das vias mais tradicionais do país, ela ganha uma maratona de comemorações...

    Um observatório de mundo – por Thomas Bruno Oliveira*

    Na mercearia de meu pai, onde passei os decisivos e marcantes anos de minha infância, sempre fui um observador das coisas e das pessoas,...

    Luciana Leite, do Parque das Aves: “temos a missão de acolher a fauna vitimada”!

    Dois lugares que são considerados visitas obrigatórias para os visitantes de Foz do Iguaçu: as Cataratas e o Parque das Aves. As Cataratas são...

    Empresas de eventos e turismo têm até o final do ano para negociar dívidas tributárias

    As empresas do setor de eventos e turismo têm até o dia 29 de dezembro de 2021 para aderir aos programas de negociação de...

    Estados Unidos endurecem regras para cães procedentes do Brasil

    Os animais que chegam de países classificados como de alto risco para raiva, que inclui o Brasil, só poderão ingressar nos Estados Unidos por...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing