Ano de 2017 deve ser um dos mais quentes segundo estudo da ONU

Conferência das Nações Unidas na Alemanha analisa mudanças climáticas

A Organização Meteorológica Mundial (OMM), vinculada à ONU, apresentou hoje um estudo indicando que este ano de 2017 pode ser um dos três mais quentes já registrados, similar a 2015 e abaixo apenas de 2016.  A versão, ainda provisória, da Declaração sobre o Estado do Clima Mundial da OMM destaca, além disso, vários fenômenos climáticos de efeitos devastadores deste ano, como furacões e inundações, ondas de calor e secas.

O relatório faz um alerta para o aumento dos principais indicadores do aquecimento global a longo prazo, como as emissões de gases contaminantes e a alta do nível do mar. O quinquênio 2013-2017 será considerado o mais quente da história já registrado. Os números são da Conferência da ONU sobre Mudança Climática, a COP 23.

Episódios climáticos em todo mundo tem efeitos catastróficos

De janeiro a setembro de 2017, foi registrada uma temperatura média global de aproximadamente 1,1°C acima dos níveis pré-industriais, indicou em comunicado a OMM. Para os cientistas, o fato faz parte da tendência ao aquecimento a longo prazo e advertem que uma alta de mais de dois graus teria consequências catastróficas para o planeta.

O estudo elencou alguns fatores, tais como as temperaturas acima dos 50°C na Ásia e furacões sem precedentes no Caribe e no Atlântico que chegaram até a Irlanda. Também foram citadas as maiores inundações de monção que afetaram milhões de pessoas e uma seca implacável na África oriental.

Riscos globais aumentam e podem prejudicar todo o planeta

A COP 23 informa que muitos destes episódios apresentam sinais que revelam uma mudança climática devido ao aumento das concentrações de gases do efeito estufa resultantes da atividade humana. Ainda segundo o estudo, os dados apresentados destacam os crescentes riscos do aquecimento global para as pessoas, as economias e o próprio tecido da vida na Terra.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Principais medidas governamentais para empresas prestadoras de serviço

Por Marcelo Vianna* Diante das inúmeras medidas adotadas recentemente para beneficiar o setor empresarial por conta da crise do COVID 19, resumimos a seguir os principais...

Governo Federal suspende reajuste de medicamentos por 60 dias (Ouça!)

Governo do Brasil anunciou que o reajuste anual de todos os remédios será adiado por dois meses. O motivo é a crise provocada pela...

F-31 Quinteto de Medellín veste roupa mais moderna no corpo do tango

A música jamais poderia ser comparada a algo tátil, material,  mas aqui em Medellín, durante o 13° Festival Internacional de Tango, esse gênero musical...

Considerações sobre turismo e confinamento – por Bayard Boiteux*

(com edição do DIÁRIO) -----------------------------O confinamento não é uma escolha. É ao mesmo tempo uma possibilidade e um ato de sobrevivência para os grupos mais...

Governo prorroga prazo para recolhimento de INSS, PIS e COFINS

Por Marcelo Vianna* O Ministério da Economia acaba de publicar a Portaria 139, de 03.04.2020, prorrogando o prazo de recolhimento dos seguintes tributos federais:INSS das competências de março...

CEO e Fundador do Grupo OYO renuncia a salário anual seguido por equipe de liderança

O COVID-19 impactou significativamente o setor de hospitalidade global, com as ocupações de diversas redes de hotéis sendo afetadas drasticamente. Nesse período difícil e...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias