Autoridades brasileiras dizem que sistema elétrico está seguro após maior apagão desde 2009

Reuters com EDIÇÃO do DT –

O fornecimento de energia no Brasil já está normalizado e não há riscos ao abastecimento, afirmaram autoridades do setor elétrico, nessa quinta-feira (22), um dia após o país registrar o maior apagão desde 2009.

O apagão de ontem, quarta-feira (21), começou por volta das 15h40 e foi sentido principalmente pelos consumidores das regiões Norte e Nordeste. A empresa BMTE, que opera o linhão de Belo Monte em que ocorreu a falha, afirmou em nota que a provável causa para o problema foi um “mau funcionamento” de um equipamento.

Para o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que participou de evento no Rio de Janeiro ao lado de outros representantes do setor elétrico, “não há risco de abastecimento e de geração no país”.

Coelho Filho, que reiterou que deixará a pasta em abril para concorrer às eleições deste ano, acrescentou que espera um novo diagnóstico do Operador Nacional do Sistema (ONS) sobre as causas do apagão em 10 dias.

Uma reunião sobre o apagão está programada para a próxima segunda-feira (26) no Rio de Janeiro, afirmou o diretor Tiago de Barros, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Conforme o diretor, os efeitos em sequência após a falha no linhão “não deveriam ter ocorrido” e uma conclusão sobre as causas do blecaute deve levar um mês.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial