Metade dos britânicos apoia nova votação sobre Brexit, diz pesquisa

(Reuters) –

Metade dos britânicos apoia uma segunda votação para decidir se deixarão ou não a União Europeia e um terço diz que estará em situação financeira pior fora do maior bloco comercial do mundo, de acordo com nova pesquisa de opinião.

A pesquisa, publicada na edição deste domingo do Mail, apontou que 50% das pessoas apoiam outra votação sobre os termos finais do acordo de saída do Reino Unido, 34% rejeitam outro referendo e 16% disseram que não sabem.

O jornal disse que foi a primeira grande pesquisa de opinião desde reportagens publicadas na semana passada dizendo que o Reino Unido está se preparando para pagar cerca de 50 bilhões de euros para ajudar a abrir caminho para as conversas sobre um futuro pacto comercial com a UE.

A pesquisa mostrou que 35% dos entrevistados disseram que estarão em situação financeira pior após o Brexit, com 14% dizendo que estarão melhor sem a saída.

O levantamento online, conduzido pela empresa de pesquisas Survation, entrevistou 1.003 adultos no Reino Unido entre 30 de novembro e 1º de dezembro.

2ª Chance

Mike Smithson, um analista de eleições que administra o site www.politicalbetting.com e ex-político Liberal-Democrata disse no Twitter que era “a primeira vez que qualquer pesquisa de opinião registrou apoio” para um segundo referendo sobre o Brexit.

Desde o referendo em 2016, críticos da saída do Reino Unido – desde o presidente francês, Emmanuel Macron, até o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair e o investidor bilionário George Soros – sugeriram que o Reino Unido poderia mudar de opinião e evitar o que consideram que será um desastre para a economia britânica.

Blair disse à BBC no domingo que o Reino Unido pode mudar de ideia sobre deixar a UE. “É reversível. Não está feito até que esteja feito”, disse ele. Blair disse que o que o governo estava tentando negociar não é possível.

“Eles estão tentando negociar a saída de um mercado único enquanto recriam todos os seus benefícios”, disse Blair. “Isso não vai acontecer.”

A Survation disse que conduz pesquisas para veículos  de imprensa, incluindo BBC, Sky News, Daily Telegraph e The Guardian.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Governo prorroga prazo para recolhimento de INSS, PIS e COFINS

Por Marcelo Vianna* O Ministério da Economia acaba de publicar a Portaria 139, de 03.04.2020, prorrogando o prazo de recolhimento dos seguintes tributos federais:INSS das competências de março...

CEO e Fundador do Grupo OYO renuncia a salário anual seguido por equipe de liderança

O COVID-19 impactou significativamente o setor de hospitalidade global, com as ocupações de diversas redes de hotéis sendo afetadas drasticamente. Nesse período difícil e...

O mundo precisa de pessoas juntas – Mensagem da Equipotel 2020 (Veja o vídeo)

O mundo precisa de pessoas juntas. Mas juntas de um jeito novo. Por hoje, pedimos que vivencie uma excelente hospitalidade em sua casa, para o seu...

Abav-SP e Aviesp realizam LIVE para esclarecer dúvidas dos agentes de viagens

A Abav-SP e Aviesp realizarão uma transmissão ao vivo pela página do Instagram (https://www.instagram.com/abavsp.aviesp/), no dia 7 de abril (terça-feira), às 14h30. A LIVE...

Roland de Bonadona, CEO da Accor, sob o ponto de vista dos outros

15 ANOS DIARIOS (Publicado dia 25 de junho de 2015)Redação do DTA noite desta quarta-feira (24) foi especial no hotel Pullman, Vila Olímpia,...

Curiosidade: quando surgiram os mapas?

Os mapas mais antigos que se têm registro hoje são os mapas babilônicos, confeccionados em argila por volta de 2.300 A.C. REDAÇÃO DO DTMuito...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias