Caminhada São Paulo Negra concorre a prêmio de impacto social no turismo

A Caminhada São Paulo Negra, walking tour de resgate da história e cultura negra paulistana realizado pela Black Bird Viagem desde maio de 2018, concorre ao Prêmio Impactos positivos, na categoria impacto social no turismo, realizado pelo site Lugares do Mundo. A experiência é uma das semi-finalistas e depende agora do voto do público para estar na final do prêmio. A votação ocorre aqui https://lugarespelomundo.com/vitrine-impacto-social (canto direito) e vai até 3 de novembro.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


O prêmio tem apoio da Embratur e informa que “acredita no potencial do turismo do Brasil e que o turismo vai além de apenas uma viagem…”. A categoria impactos sociais engloba projetos e ações que impactam a vida das pessoas e focam em seus objetivos e necessidades. “A sociedade é composta por seus membros e objetivos e toda ação que seja na direção de um mundo melhor e uma sociedade mais justa, pacífica e alegre é um impacto social”, informa o site.

São Paulo é a cidade com a maior população negra do Brasil, mas os lugares e os personagens negros da cidade foram sendo invisibilizados ao longo dos anos. A Caminhada São Paulo Negra resgata as histórias negras, que estão por toda a cidade, no centro e em todos os bairros (inclusive na Liberdade e no Bixiga). O tour começa na Praça da Liberdade 238 – Metrô Liberdade e termina cerca de três horas depois na República.

No percurso de três quilômetros os turistas conhecem lugares importantes da história dos negros na cidade, como é o caso da Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos, a estátua da mãe preta, a Igreja Nossa Senhora dos Enforcados, o antigo Pelourinho e do antigo Morro da Forca, no bairro da Liberdade. A migração africana atual, a música e os movimentos negros modernos também são tema das narrativas.

O impacto que a Caminhada provoca é o de mudar a relação das pessoas com a cidade, revelando uma São Paulo que sempre esteve ali, mas teve sua história sistematicamente apagada

Além disso, personagens negros importantes são ressaltados. É o caso da escritora Carolina Maria de Jesus, do jornalista, advogado e patrono da abolição Luiz Gama, do arquiteto Joaquim Pinto de Oliveira, o Tebas e de Zumbi, último dos líderes do Quilombo dos Palmares, que morreu em 20 de novembro de 1695, data que se tornou feriado em diversas cidades do país.

O impacto que a Caminhada provoca é o de mudar a relação das pessoas com a cidade, revelando uma São Paulo que sempre esteve ali, mas teve sua história sistematicamente apagada. “Além de uma mudança de olhar para os lugares da cidade, que não tem volta. É uma oportunidade de conhecer novas pessoas. Muitos começam como desconhecidos e terminam trocando contatos e se tornam amigos”, conta Heitor Salatiel, fotógrafo e produtor cultural, que é um dos anfitriões do tour.

Do período da escravização aos dias atuais, falando da potência do empreendedorismo e cultura negra, a Caminhada São Paulo Negra tornou-se necessária para revelar uma cidade mais diversa e inclusiva. Assim como aconteceu com outras manifestações do povo preto, como o samba, o funk e as religiões de matriz africana, o tour teve uma tentativa de criminalização por parte da polícia. No último sábado (24), as cerca de 15 pessoas que estavam no walking tour foram acompanhadas e filmadas pela Polícia Militar gerando constrangimento e desconforto.

O fato foi amplamente noticiado pela imprensa. Além de boletim de ocorrência para questionar a ação da PM, os organizadores receberam apoio de instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público (MP), Secretaria de Estado de Turismo, e de empresas parceiras como Diaspora.Black, Brafrika Viagens, Rio Encantos, Sou Mais Carioca, Rota da Liberdade, além da rede de afroturismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Plataforma Decolar mostra os destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020

    Plataforma de viagens Decolar acaba de divulgar um levantamento dos destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020.   Agências De acordo com os dados das...

    Accor: com novos perfis de cliente rede anuncia a marca WOJO no Brasil

    A Accor acaba de anunciar a chegada da sua marca global de coworking no Brasil. Batizada de WOJO (lê-se uodjô) e com o conceito...

    IATA quer que certificado de vacinação digital europeu seja unificado

    Genebra (com tradução e edição do DT) - A International Air Transport Association (IATA) convocou todos os representantes da União Europeia a apoiar uma...

    Escritório da França no Brasil atualiza situação do país no combate ao coronavírus

    Ao levar em conta a circulação ainda ativa da Covid-19 na França, o Primeiro Ministro Jean Castex confirmou que todas as atividades suspensas e...

    Década da Ciência Oceânica: DIÁRIO participa e divulga iniciativas sustentáveis

    Neste ano de 2021 tem início a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas a fim...

    Bahia: Quatro destinos incríveis para visitar

    Dona da maior extensão litorânea do Brasil, a Bahia tem praias paradisíacas, para todos os gostos e orçamentos de viagem. Mas o interior do...

    Relacionadas

    Open chat