Centro de Manutenção da LATAM ganha maior demanda no Aeroporto de São Carlos

A projeção é que a demanda por manutenção da frota da LATAM na unidade deva aumentar 14%

REDAÇÃO com agências –

A LATAM Airlines Brasil traz a informação de que a internacionalização do aeroporto de São Carlos (SP) deve tornar o Centro de Manutenção da LATAM (MRO) mais competitivo mundialmente. Segundo nota, isso acontece pela redução ​dos custos operacionais adicionais exigid​os com taxas aduaneiras, diárias, improdutividade dos aviões, combustível, pousos, decolagens e tripulação das aeronaves que saem de outros países para acessar os hangares de manutenção da LATAM MRO. ​

Com a internacionalização, as aeronaves irão direto para São Carlos, reduzindo de quatro para um dia o período​ de desembaraço aduaneiro. A economia começa em fevereiro do ano que vem e pode chegar até R$ 8,3 milhões​ em 2021.​

“Projeta-se um crescimento de 14% da demanda por manutenções pesadas das nossas aeronaves em São Carlos”, diz Alexandre Peronti, diretor geral do Centro de Manutenção da LATAM (MRO).

Segundo o executivo, além de ganhos para a empresa, toda a região de São Carlos será beneficiada com a projeção de abertura de novos postos de trabalho nos próximos anos.

Outros números

Ao todo, foram investidos R$ 10 milhões nos últimos dois anos para aumentar três novas posições para manutenção simultâneas. Dessa forma, hoje, o MRO tem capacidade de realizar ao mesmo tempo nove checks. Além das posições, o Centro possui mais 24 oficinais, nas quais os técnicos executam trabalhos que envolvem alta tecnologia, como reparo, revisão e teste de componentes de eletrônica, hidráulica, trem de pouso, pneumática, reversores, entre outros.

Atualmente, o Centro de Manutenção da LATAM em São Carlos é responsável por realizar 50% das manutenções das 306 aeronaves do Grupo LATAM. Em 2016, o centro realizou 225 checks, dos quais foram revisados mais de 48 mil componentes, que demandaram 420 mil peças novas.

“Seremos responsáveis por 64% das manutenções do Grupo LATAM, mantendo anualmente no país R$ 63 milhões, que seriam gastos contratando empresas externas para realizar estes checks”, completa Peronti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais recentes

    Tecnologia e sustentabilidade devem ser as prioridades para o setor do turismo nos próximos 20 anos

    A crise que afetou o mundo em 2020 fez o setor do turismo sofrer com alguns dos piores números desde a década de 50....

    Dubrovnik, na Croácia, uma pérola lapidada e visitada pelo DIÁRIO

    A terceira cidade visitada pelo DIÁRIO em tempos de pandemia e de forma virtual é Dubrovnik, a pérola do Adriático, na Croácia. Por Paulo Atzingen* Dubrovnik...

    LATAM aceitou decisão do caso das juízas, por respeito ao Poder Judiciário

    O site Consultor Jurídico desta quinta-feira (26) publicou uma decisão do 2º Juizado Especial Cível de Niterói que condenou a companhia aérea Latam a pagar...

    Estados Unidos exigirá fiança de até $15 mil para concessão de vistos, Brasil está fora

    A partir do dia 24 de dezembro, quem quiser viajar para os Estados Unidos além de preencher o DS-160 e  recolher as taxas usuais...

    Ilhabela inaugura novo receptivo turístico, junto à balsa

    Para estruturar ainda mais o turismo em Ilhabela, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município inaugurou nesta sexta-feira (27) o receptivo turístico...

    Hopi Hari anuncia retorno de sua torre no dia que completa 21 anos

    O Parque Temático Hopi Hari confirmou, esta semana, o retorno de uma de suas atrações mais conhecidas: a torre de queda livre. Esta decisão se baseou...

    Relacionadas

    Open chat