Confira países da Europa em que brasileiros podem ou não podem entrar

Com mais de 50% da população com esquema vacinal completo contra a covid-19, o Brasil vê cada vez mais fronteiras se abrirem para seus turistas. Em São Paulo, por exemplo, a imunização tem sido tão eficiente quanto em países ricos com alta cobertura vacinal.

Em todo o estado, 87% da população adulta já havia sido completamente vacinada até o último dia 27, mais do que no Reino Unido (86%), Alemanha (79%) e Estados Unidos (75%).

Considerando o país como um todo, 71,88% da população já tomaram a 1ª dose, enquanto 52,06% receberam ambas ou a vacina de dose única.

Veja aqui uma lista de 18 países da União Europeia que autorizam ou não a entrada de turistas brasileiros atualmente.

Alemanha
São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. É preciso apresentar o certificado de vacinação finalizado 14 dias antes da viagem e certificado da UE, ou comprovante comparável em alemão, inglês, francês, italiano ou espanhol. Pessoas que se infectaram podem viajar com apenas uma dose, porém, além do certificado de vacinação, também devem apresentar RT-PCR positivo (a contaminação não pode ter ocorrido há mais de seis meses).

Os não vacinados ou com apenas uma dose só poderão viajar caso tenham direito a residência de longa duração. Estes deverão apresentar os documentos citados acima e RT-PCR negativo feito no máximo há 72 horas, ou antígeno coletado até 48 horas antes.

Menores de 12 anos não precisam apresentar quaisquer comprovantes.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna e AstraZeneca.

O viajante precisa ter passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; comprovar o objetivo da viagem; recursos financeiros suficientes para sua duração; e, apesar de não obrigatório, a embaixada recomenda que seja contratado um seguro de saúde. Saiba mais aqui.

Áustria
O Brasil faz parte da lista de países proibidos de entrar na Áustria sem escalas para quarentena. Entretanto, caso o viajante já se encontre em território Schengen há pelo menos dez dias, sua entrada é permitida.

Caso contrário, é preciso fazer quarentena de dez dias, apresentar teste RT-PCR negativo e registro eletrônico do formulário disponibilizado no site da embaixada.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna, Astrazeneca e Coronavac.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país com uma página de visto em branco; bilhete de ida e volta; documentos solicitados para o próximo destino; comprovar renda suficiente; contratar seguro saúde válido para todo o território Schengen.

Bélgica
São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Apresentar certificado europeu de vacinação contra a covid-19; certificado brasileiro emitido em inglês de vacinação completa 14 dias antes da viagem; formulário de localização de passageiro preenchido até seis meses antes da chegada na Bélgica; e submeter-se a um teste RT-PCR no 1º ou 2º dia após a chegada. Os acompanhantes entre 12 e 18 anos devem apresentar RT-PCR negativo realizado 72 horas antes da chegada na Bélgica em holandês, francês, alemão ou inglês, e submeter-se a teste RT-PCR no 7º dia após a chegada ao país.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna e AstraZeneca.

República Tcheca
São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. É necessário preencher o formulário de localizador de passageiros; contratar o seguro saúde com cobertura contra a Covid-19; e apresentar certificado de vacinação.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Janssen, Moderna e AstraZeneca.

O viajante precisa ter um passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; comprovar propósito de viagem e renda suficiente para a estada; e documentos do próximo destino.

Croácia
A entrada de turistas brasileiros só é permitida com reserva ou alojamento pago em hotel, acampamento, locatário privado ou embarcação alugada e outra forma de alojamento turístico -ou seja, proprietário de casas ou navios no país. O turista deve apresentar RT-PCR negativo de até 72 horas; certificado de vacinação completa passados 14 dias desde a segunda dose; certificado de recuperação da Covid-19 e uma dose da vacina no prazo de oito meses após contrair o vírus. Além disso, é preciso apresentar certificado de recuperação emitido por um médico, ou o viajante precisará se submeter, na chegada, ao autoisolamento de dez dias.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, AstraZeneca.

Espanha
São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Deve-se providenciar certificado de vacinação completo escrito em espanhol, inglês, francês ou alemão, e preencher, 48 horas antes da viagem, formulário de declaração de saúde. Menores de 12 anos não precisam de certificado.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, AstraZeneca, Janssen e Coronavac.

O viajante precisa ter passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; documento comprobatório do alojamento emitido pela Esquadra de Polícia correspondente ao local de hospedagem; confirmação da reserva de viagem organizada (com itinerário) e bilhete de ida e volta ou circuito turístico.

França
São permitidos apenas turistas brasileiros com esquema vacinal completo. Devem estar municiados de formulário de declaração apresentando que não tiveram sintomas de infecção da Covid-19 ou tido contato com pessoas que testaram positivo para a doença (a partir de 11 anos de idade); comprovante de vacinação completa sendo sete dias após a segunda dose de reforço aos que se imunizaram com a Coronavac.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, Astrazeneca, Janssen e Coronavac.

O viajante precisa ter passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; bilhete de ida e volta; documentos solicitados para o próximo destino; documentos que comprovem o propósito da viagem; comprovar renda suficiente para a estada.

Grécia
Por ora, a entrada de brasileiros se encontra proibida.

Hungria
A entrada de turistas brasileiros ainda se encontra proibida.

Holanda
Turistas brasileiros devem apresentar declaração de vacina Covid-19 disponível no site do governo; comprovante de vacinação com esquema vacinal completo de 14 dias desde a segunda dose ou 28 dias da dose única, além de resultado negativo de teste.

Vacinas autorizadas: AstraZeneca, Pfizer, Moderna, Janssen e Coronavac.

Itália
É proibida a entrada de brasileiros sem vínculo com a Itália e pessoas que transitaram no país 14 dias antes da viagem.

Letônia
É proibida a entrada de turistas brasileiros.

Luxemburgo
É proibida a entrada de brasileiros. Saiba mais.

Malta
É proibida a entrada de brasileiros. Saiba mais.

Polônia
É proibida a entrada de turistas brasileiros. Saiba mais.

Portugal
Não é preciso estar vacinado ou fazer quarentena. Basta apresentar teste RT-PCR ou antígeno com 72 horas ou 48 horas de antecedência, respectivamente.

O viajante precisa ter passaporte válido por seis meses a partir da data de saída do país; documento comprobatório de alojamento e meios financeiros de acordo com a estada (equivalente a 75 euros por cada entrada em território nacional, acrescidos de 40 euros por dia de permanência); bilhete ida e volta.

Romênia
O turista brasileiro pode entrar na Romênia independentemente de estar ou não vacinado. Caso não esteja, deve ficar em quarentena por 14 dias. Todos devem preencher a declaração on-line do coronavírus Covid-19 (https://chestionar.stsisp.ro/) e a Declaração de Localizador de Passageiros. Já para as crianças, o teste RT-PCR negativo só é exigida a faixa de três a 16 anos, 72 horas antes da data de entrada.

Vacinas autorizadas: Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen.

Suécia
É proibida a entrada de brasileiros.

FOLHAPRESS

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial