Coreia do Norte será totalmente destruída se insistir em provocações, diz EUA

Agência Brasil –

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas, Nikki Haley, disse que a Coreia do Norte será totalmente destruída se ocorrer uma guerra. Harley participou de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, nesta quarta-feira (29), depois que o governo norte-coreano lançou um míssil balístico intercontinental no mar japonês, no dia anterior.

“Nós nunca buscamos guerra com a Coreia do Norte e, ainda hoje, não a buscamos. Se ocorrer uma guerra, será por causa dos atos de agressão contínuos, como o que testemunhamos ontem”, disse Haley. A reunião foi convocada pelos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

Durante a reunião, os Estados Unidos pediram novas sanções contra a Coreia do Norte. A embaixadora Nikki Haley também solicitou que todos os países rompam relações com Pyongyang.

“Ninguém pode duvidar que o ditador da Coreia do Norte está se tornando mais agressivo em sua obsessão pelo poder nuclear”, disse.

Passividade chinesa

Haley dedicou parte de seu pronunciamento em reiterar a necessidade de que a China faça mais e, concretamente, pediu que o país corte o fornecimento de petróleo aos norte-coreanos.

De acordo com ela, o presidente americano, Donald Trump, fez esse pedido ao presidente chinês, Xi Jinping, durante uma conversa telefônica mantida na quarta-feira.

“Chegamos a um ponto em que a China deve cortar o petróleo que vende à Coréia do Norte “, insistiu a embaixadora americano, que lembrou que quando Pequim tomou essa medida em 2003, Pyongyang concordou em negociar.

No Twitter, Trump falou que é preciso aplicar maiores sanções ao país. “Esta situação está insustentável”, escreveu.

O porta voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, disse que Trump enfatizou que é preciso que a China use as “ferramentas” disponíveis para convencer a Coreia do Norte a acabar com as provocações.

Segundo a agência de notícia chinesa Xinhua News, em uma conversa com jornalistas, o porta voz disse ainda que Pyongyang deve se abster de qualquer ação que aumente a tensão na Península

O governo norte coreano, sob a liderança de Kim Jong Un, lançou o míssil Hwasong-15, o mais poderoso testado por Pyongyang desde o início de seus testes balísticos e com armas nucleares. O míssel chegou a 4,8 mil quilômetros de altitude.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Parques municipais de São Paulo abrem a partir desta segunda-feira (13)

A Prefeitura de São Paulo irá reabrir 70 (59 urbanos, 5 naturais e 6 áreas de preservação) dos 108 parques municipais nesta segunda-feira (13)...

Villa Country comemora 18 anos com Encontro de Gerações

O Villa Country em São Paulo comemora seus 18 anos de vida no próximo sábado (18) de uma maneira muito diferente: uma festa virtual...

Reabertura dos resorts Club Med no Brasil começará em agosto, afirma CEO Janyck Daudet

Em conversa com o DIÁRIO DO TURISMO por videoentrevista, Janyck Daudet CEO para a América Latina da tradicional rede francesa de hotéis e resorts...

WTTC lança campanha para que cadeia do turismo use máscaras

Enquanto não houver vacina para o Covid-19, seu uso ajudará a promover viagens mais seguras e impulsionará a recuperação das economias TRADUÇÃO DO DIÁRIO com...

Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, é reaberto para visitantes

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) reabriu na última quinta-feira (09) mais um importante atrativo turístico do país: o Parque Nacional...

Aeroportos se preparam para o mundo das viagens pós-Covid 19

CHICAGO (Reuters) - Com o COVID-19 devastando o setor de aviação, as companhias aéreas e os aeroportos do mundo todo estão controlando os custos...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias