Decolar e KLM ganham ação judicial no caso dos bilhetes baratos

A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou provimento ao recurso de um casal e manteve decisão que concluiu que o site de passagens Decolar e a companhia aérea KLM não eram obrigados a se responsabilizar pela emissão de bilhetes reservados a preços baixíssimos em decorrência de uma falha do site.

CONJUR

O colegiado, levando em conta que a reserva foi cancelada dois dias depois e que não houve cobrança no cartão de crédito, entendeu que não seria possível, em razão de um erro grosseiro no sistema de preços do site, exigir a emissão dos bilhetes de viagem.

O casal fez reservas de passagens de Brasília para Amsterdã pela companhia KLM no site da Decolar, por um preço muito abaixo do normal: cerca de R$ 1 mil para os dois. Após receberem o e-mail de confirmação da reserva, eles foram surpreendidos com o seu cancelamento. Não houve necessidade de estorno no cartão de crédito, pois a cobrança não foi feita no momento da reserva.

Os consumidores acionaram na Justiça a Decolar e a KLM para garantir a emissão dos bilhetes nos termos da oferta, pedindo ainda indenização de danos morais pelo transtorno. A sentença, mantida em segunda instância, condenou as empresas ao pagamento de R$ 2 mil por danos morais, mas rejeitou o pedido de emissão dos bilhetes.

No recurso especial, o casal insistiu na emissão das passagens e pediu o aumento do valor dos danos morais.

Bom senso
Segundo a ministra Nancy Andrighi, relatora do recurso, as instâncias ordinárias reconheceram a falha na prestação dos serviços, a despeito de concluírem não ter havido descaso das empresas com os consumidores.

A controvérsia, acrescentou, deve ser analisada sob a ótica da razoabilidade e do bom senso. A relatora ressaltou que a reserva foi feita por preços “muito aquém” do normal praticado pelo mercado — um dos trechos de Brasília a Amsterdã saiu por R$ 300 —, e não chegou a haver a emissão dos bilhetes eletrônicos, ou seja, a compra não foi formalizada.

Nancy Andrighi afirmou que, diante de inegável erro grosseiro do sistema no carregamento de preços, não se pode reconhecer falha na prestação dos serviços por parte das empresas, que prontamente tomaram providências para impedir o lançamento de valores na fatura do cartão de crédito e informaram o cancelamento da operação apenas dois dias após a reserva.

De acordo com a relatora, as particularidades do caso afastam a incidência do princípio da vinculação da oferta (artigo 30 do Código de Defesa do Consumidor).

“Deve-se enfatizar o real escopo da legislação consumerista, que, reitera-se, não tem sua razão de ser na proteção ilimitada do consumidor – ainda que reconheça a sua vulnerabilidade –, mas, sim, na promoção da harmonia e do equilíbrio das relações de consumo”, concluiu.

Por não considerar o valor irrisório ou exagerado, a Terceira Turma manteve a indenização por danos morais em R$ 2 mil. Com informações da assessoria de imprensa do Superior Tribunal de Justiça.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Pernambuco amplia horário de funcionamento de restaurantes e bares a partir da segunda-feira (10)

Os turistas que estão começando a planejar viagens para Pernambuco contam com uma boa notícia. A Secretaria de Turismo do Estado informa que devido...

Restaurante Syria resgata a essência da comida árabe em São Paulo

Por Mary Ellen Aquino (Com Edição do DT)* No mesma terça-feira (4) deste mês de Agosto em que uma grande explosão destruiu uma parte de...

SPCVB realiza capacitações online sobre destinos paulistas durante pandemia

Ações de promoção foram realizadas em forma de digital desde o início da pandemia Mesmo diante da presente pandemia que assola empresas e mercados, o...

Beach Park, no Ceará,  reabre para hóspedes em soft opening

Após 140 dias fechado, o Beach Park reabriu o parque aquático na última quinta-feira (6) somente para hóspedes e em soft opening. Em nota,...

Show dos 80 anos de Roberto Carlos será mesmo no Iberostar da Bahia

Após idas e vindas de uma possível mudança de data do show Emoções de Roberto Carlos, o diretor do Iberostar Brasil, Orlando Giglio, confirmou...

Parque Nacional de Jericoacoara reabre neste sábado após autorização do ICMBio

Mais um destino turístico brasileiro retoma suas atividades nesta semana. O Parque Nacional de Jericoacoara (CE) reabre para visitação pública a partir deste sábado...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat