Denise Reinoso, gerente-geral do 55RIO, fala ao DT sobre o histórico hotel do centro carioca

REDAÇÃO –

As marcas de um passado glorioso, características dos Anos Durados que o Rio de Janeiro experimentou por volta dos anos 40 e 50, podem ser sentidas no 55RIO, hotel que ocupa hoje o mesmo endereço do Grande Hotel Bragança, da Rua Visconde Maranguape, centro do Rio. Mas, mais que histórias e a ideia saudosista do passado de visitantes ilustres do hotel, o empreendimento foi repaginado a partir de 2014 para receber turistas para as Olimpíadas e ganhou ares de modernidade, sem perder a elegância.

“O que fizemos foi a integral restauração do patrimônio arquitetônico de grande valor histórico-cultural, agregando a este um novo e moderno bloco de apartamentos, com 106 unidades”, afirma Denise Reinoso ao DIÁRIO. O Hotel conta hoje com 120 apartamentos e suítes.

 

Fachada do 55RIO (Crédito: divulgação/55RIO)
Fachada do 55RIO (Crédito: divulgação/55RIO)

A criação do novo conceito surge da parceria entre o grupo nacional Gamaro com o norte-americano Klaff Realty LP.

Nessa entrevista, Denise contou um pouco sobre os dois primeiros anos de retorno ao mercado, as alterações nesse período de aproximadamente dois anos de operação e curiosidades sobre o 55RIO, como a atratividade do público e o apego com a história do antigo Grande Hotel Bragança.

Entrevista

DIÁRIO – O hotel – por sua arquitetura e seu conceito do século XX – remetem seus hóspedes aos Anos Dourados do Rio de Janeiro. Esse apelo atrai público mais jovem?

DENISE REINOSO – Como o 55/RIO é um híbrido dos séculos XiX e XX, haja vista sua construção ter sido iniciada em 1865, além dos “Anos Dourados” ele foi considerado um ícone quando de sua abertura, tendo sido frequentado por artistas e músicos da época, quando a Lapa abrigava a “nata cultural” de nossa Cidade.

Atualmente, mantendo os conceitos arquitetônicos de sua construção original,no Bloco Histórico,  aliado a uma moderna construção conjugada, o Bloco Moderno, o 55/RIO continua a ser um híbrido, entre o clássico e o atual, o que favorece a captação dos mais diversos nichos de mercado e de interesses, dada a sua privilegiada localização, beleza arquitetônica, conforto e qualidade de serviços, que vem mantendo o Hotel com média 9,3 nas avaliações de uma das importantes Agências Online (Booking.com).

DIÁRIO – Como foi o casamento do interesse patrimonial e histórico com o projeto comercial hoteleiro? Quanto tempo durou a restauração e quanto foi o investimento?

DENISE REINOSO – A restauração durou 02 anos, tendo sido iniciada em janeiro de 2014, com o acompanhamento do IPHAN. O “casamento” na realidade já tinha comemorado “bodas de diamante”, uma vez que a construção foi concebida e inaugurada já sendo um hotel, o Grande Hotel Bragança.

O que fizemos foi a integral restauração do patrimônio arquitetônico de grande valor histórico-cultural, agregando a este um novo e moderno bloco de apartamentos, com 106 unidades. O Hotel conta ao todo com 120 apartamentos e suítes.

O 55RIO era conhecido como Grande Hotel Bragança até um pouco antes das Olimpíadas RIO 2016, quando ganhou uma restauração (Crédito: divulgação/55RIO)
O 55RIO era conhecido como Grande Hotel Bragança.  Para as Olimpíadas RIO 2016 ganhou uma restauração completa (Crédito: divulgação/55RIO)

DIÁRIO – Como tem sido as respostas dos hóspedes no que se refere ao conjunto de serviços?

DENISE REINOSO – Têm sido excelente, tanto nas respostas diretamente deixadas no Hotel, quanto nas avaliações por meios eletrônicos. Reiterando o acima dito, o 55/RIO tem média 9,3 nas avaliações  de clientes na Booking.com.

DIÁRIO – Quais são as características mais marcantes do hotel para convencer um turista a se hospedar na Lapa, ao invés de Copacabana ou Ipanema?

DENISE REINOSO – Sob o ponto vista cultural o 55/RIO não poderia ser melhor localizado, estando em meio à vida artística do Rio de Janeiro, ladeado pela Sala Cecília Meireles, Escola de Música, Museu da Imagem e do Som e “vizinho” do Theatro Municipal, Teatro Riachuelo, Museu de Belas Artes, Real Gabinete Português de Leitura,  Centro Cultural do Banco do Brasil e da Caixa, Casa Franca-Brasil, além da Catedral Metropolitana, Escadaria Selaron e, por último porém de grande apelo para o público jovem, em especial, A Fundição Progresso, o Circo Voador e a boemia da carioquíssima Lapa de Noel e Di Cavalcanti.

DIÁRIO – O que levou ao batismo de 55/Rio Hotel?

Denise Reinoso – A referência do código de área do país e da cidade.

*Denise Reinoso, gerente geral do 55RIO, é turismóloga, com 33 anos de atuação no mercado hoteleiro. É Auditora da Qualidade e fez cursos de aperfeiçoamento, incluindo Gestão Hoteleira na FGV e Gestão de RH no Disney Institute.
Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Voo inaugural da GOL é recebido com batismo especial em Florianópolis 

Na noite da última quinta-feira (9), a Gol Linhas Aéreas estreou uma nova rota no Aeroporto Internacional de Florianópolis, pousando às 23h30, oriunda de...

José Ozanir sai do Bourbon: “diversas funções exercidas me fizeram ficar tanto tempo”

O hoteleiro José Ozanir Castilhos não é mais o diretor de operações do Bourbon Atibaia Resort. Ele comunicou hoje ao DIÁRIO sua saída. REDAÇÃO DO...

Blue Tree Hotels entra na era room office e lança lança My Space

A rede Blue Tree Hotels anuncia nesta sexta-feira (10) o lançamento do serviço My Space. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Trata-se da ambientação dos apartamentos em...

Parques temáticos e de diversão de São Paulo poderão reabrir só outubro

Assim como as feiras comerciais, serão necessárias quatro semanas na fase verde antes do retorno Agências Estaduais Os parques temáticos e de diversão poderão reabrir em...

Etnia Casa Hotel, de Trancoso (BA), reabre em 15 de julho com tecnologia em biossegurança

Tudo pronto para a reabertura. Após publicação de decreto de autorização, pela Prefeitura de Porto Seguro, a Etnia Casa Hotel retoma suas atividades em...

Conheça os  tipos de hóspedes do Intercontinental Cartagena de Índias. Um pode ser você!

Preservando as características internacionais da marca, o Intercontinental Cartagena de Índias – possui serviços e produtos que seduzem qualquer tipo de hóspede Por Paulo Atzingen...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias