Eduardo Boulhosa, do Grand Mercure Belém: “trocamos a bandeira, mas mantivemos os funcionários”

REDAÇÃO DO DIÁRIO

Instalado no prédio anteriormente ocupado pelo Crowne Plaza, do grupo Intercontinental, o novo Grand Mercure de Belém, da Accorhotels, acaba de completar um mês de operação, mas ainda passa por várias adaptações e reformas. “As negociações com a Accorhotels tiveram início no ano passado, no entanto, o prazo do antigo contrato deveria ser cumprido e foi até o último dia“, afirmou Eduardo Boulhosa, proprietário do hotel, ao DIÁRIO. 

“Em 1º de setembro, iniciamos com essa nova bandeira. A quantidade de hotéis da Accor, não só na América, mas no mundo, é muito grande e essa abrangência, além da força da marca, nos animou”, disse  Boulhosa justificando sua preferência pela rede Accor. 

Eduardo Boulhosa conta que ao lançar a marca em 2006 em Belém do Pará sua expectativa era muito grande, pois a bandeira Crowne tinha um forte apelo para hóspedes cinco estrelas e executivos. “No entanto, em 2008 fechou o Crowne da (avenida) Paulista e em 2012 fechou o Crowne Plaza de Curitiba. Isso nos desanimou, e nos vimos como o único hotel da bandeira no Brasil“, revela Eduardo ao DT. O contrato com o Crowne Plaza durou exatamente 10 anos.

As mudanças para a nova bandeira têm sido feitas ao longo do último ano e meio. “Quando sentimos que teríamos a necessidade de trocar de bandeira, já entramos em contato com a Accor. Não fechamos negócio porque eu sempre tive muita ética. Só fechamos no último dia. Dormimos 31 de agosto com o letreiro antigo ainda”, garantiu o proprietário.

Mais visibilidade e reforma

De acordo com Tony Caldeira, gerente geral do  hotel, a expectativa de expansão com a rede Accor é muito grande. “Queremos aproveitar esse gancho e entrar nesse portfólio (500 hotéis no Brasil até 2020) e ter mais visibilidade no mercado. Enxergamos na bandeira Grand Mercure essa oportunidade. Saímos de uma bandeira cinco estrelas para outra, com mais visibilidade“.

Segundo ele, a reforma dos apartamentos está em fase final de retrofit e até o final do ano o lobby vai entrar em reforma para ficar no padrão Grand Mercure, padrão Accor.

Tony Caldeira, gerente geral do Grand Mercure Belém (Foto: DT)
Tony Caldeira, gerente geral do Grand Mercure Belém (Foto: DT)

Funcionários mantidos

Devido à antecedência da decisão de troca de bandeiras, os responsáveis já se preparavam para as mudanças e não têm ao certo a contabilização dos investimentos até o momento. “Trocamos a roda do veículo andando. E posso garantir que além das adaptações que estão sendo feitas, pois a rede Accor é muito exigente nesse quesito, mantivemos todos os funcionários”, explica o executivo sem revelar a quantidade.

Boulhosa adquiriu o prédio no início dos anos 2000. Segundo ele, naquela época, ele percebera a necessidade de um hotel cinco estrelas na cidade. “Na época, há 20 anos não se abria um hotel em Belém; compramos um prédio que havia sido construído na década de 50, o antigo hotel Vanja. Conseguimos em um área super-valorizada. Acredito que acertamos”, completa.

“Já fomos vendo quais eram as nossas dificuldades, nossos erros”, disse o executivo. “Adaptamos as dificuldades que tivemos ao longo dos dez anos anteriores”, ponderou.

O novo hotel de Belém possui 173 apartamentos a disposição com área de lazer, academia e salas de reunião com capacidade para até 600 pessoas.

https://grandmercure.com.br/

 

 

 

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Governo prorroga prazo para recolhimento de INSS, PIS e COFINS

Por Marcelo Vianna* O Ministério da Economia acaba de publicar a Portaria 139, de 03.04.2020, prorrogando o prazo de recolhimento dos seguintes tributos federais:INSS das competências de março...

CEO e Fundador do Grupo OYO renuncia a salário anual seguido por equipe de liderança

O COVID-19 impactou significativamente o setor de hospitalidade global, com as ocupações de diversas redes de hotéis sendo afetadas drasticamente. Nesse período difícil e...

Abav-SP e Aviesp realizam LIVE para esclarecer dúvidas dos agentes de viagens

A Abav-SP e Aviesp realizarão uma transmissão ao vivo pela página do Instagram (https://www.instagram.com/abavsp.aviesp/), no dia 7 de abril (terça-feira), às 14h30. A LIVE...

Máscaras caseiras podem ajudar a evitar transmissão da doença (ouça áudio)

Com a disseminação do coronavírus (Covid-19) por todos os estados do país e a falta de máscaras para reduzir a transmissão da doença, muitas...

Festival Coolritiba 2020 será reagendado por conta do COVID-19

A 4ª edição do festival mais cool do Brasil será reagendada! O Coolritiba 2020, previsto para acontecer em Maio, diante do avanço da COVID-19...

Curiosidade: quando surgiram os mapas?

Os mapas mais antigos que se têm registro hoje são os mapas babilônicos, confeccionados em argila por volta de 2.300 A.C. REDAÇÃO DO DTMuito...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias