Fiori de Luce: uma proposta sustentável para workshops empresariais

RETRÔ 2018 – Publicado dia 30 de abril

“Objetivo do espaço é trazer a lógica da sustentabilidade aos seus visitantes sejam pessoas físicas ou empresas”

 

Por Paulo Atzingen

Fui recebido no Fiori de Luce com licores de frutas saídos da oficina artesanal do lugar e um composto de aveia e geleia que me fez crer, de cara, que o endereço tinha gente de bom gosto. Algo me dizia que o espaço fugia à regra das convencionalidades, esses lugares comuns plantados nas cidades recheados de papéis de parede e retrofit, que abusam da sofisticação e falham no contato humano. No Fiori de Luce, ao contrário, tudo é original e natural, fora da urb e com um nome que me remete a um estágio supra-real, a começar pelo nome, flor de luz, em tradução literal.

Tai chi chuan

Aqui desliga-se o celular, enche-se o peito de ar puro, se desconecta do mundo e a primeira atividade sugerida é um alongamento com movimentos inspirados no Tai chi chuan. Essa meditação corporal, esse exercício de respiração e movimento desvenda, aos poucos, a proposta do lugar. O corpo entra em uma festa particular. A vibração dos poros que tem ânsia de oxigênio, o despertar dos músculos rijos pelo esforço repetitivo, o acordar de um sono letárgico chamado cotidiano e o mergulho a um nível de percepção há muito esquecido  (para uns) ou jamais vividos (para muitos) preparam-me para a trilha, um mergulho na flora do lugar.

 

Trilha

 

A caminhada na trilha enche-me os pulmões, a mente e a alma de matérias-primas que aumentam meus índices de FIB  (Felicidade Interna Bruta): flora espetacular fabricante da atmosfera e sem partículas de carbono e o canto dos pássaros, ao fundo. A trilha, bem cuidada, tem bromélias de todos os tipos e tamanhos pelas margens e a presença quase permanente da esbelta juçara, uma palmeira parente do açaí, me remetem aos tempos da Amazônia.

 

“Quando pensamos em fazer essa recuperação na mata nós trouxemos árvores nativas como a quaresmeira, o pau jacaré, o pau mulato, o pau brasil, o araribá, e as frutíferas, grumixama, cambucá, cabeludinha, pitanga, cambuci entre outras”, enumera Reinaldo Zago, proprietário do espaço.

Bromélias

Os 40 mil metros quadrados de seu terreno, segundo Reinaldo, tem uma grande diversidade de frutas nativas e outras árvores que foram plantadas nas beiradas das trilhas. “Junto com as orquídeas e as bromélias retomamos a vida do lugar. Hoje temos quase 500 espécies de bromélias em nossa mata”, destaca.

Passamos pela Praça do Silêncio e pelo Jardim da Serra, sempre ladeados pelos pés de juçara, uma espécie de guardiã deste oásis nos limítrofes da Serra do Mar.

 

O canto de um bem-te-vi quebra o silêncio. “Quando chegamos aqui em 1996 não tínhamos nem pardais, hoje temos mais de 40 espécies de passarinho”, explica Zezé Zago esposa e sócia de Reinaldo.

Ao lado do viveiro de mudas ergue-se uma horta bem cuidada com 13 canteiros que são adubados com composto orgânico
Ao lado do viveiro de mudas ergue-se uma horta bem cuidada, com 13 canteiros que são adubados com composto orgânico

Horta com minhocário

 

O médico ginecologista Reinaldo e a biomédica Zezé trataram aquele pedaço de terra em Ribeirão Pires como um paciente em estado terminal e lhe deram vida nova. A florestinha percorrida só existe porque eles produzem a maioria das próprias mudas e têm um amor à terra como ninguém. Ao lado do viveiro de mudas ergue-se uma horta bem cuidada com 13 canteiros que são adubados com composto orgânico. “O fertilizante é todo natural oriundo de nosso sistema de compostagem que está integrado ao minhocário. E o controle de pragas é feito com o plantio de mudas que a própria natureza se encarregou de criar, como a citronela”, ensina Reinaldo.

 

Piquenique e Mottainai

 

Esses cuidados com o ambiente e o respeito ao ecossistema alcançam seu clímax com um piquenique sob a copa das árvores. Os convidados recebem das meninas da Escola Técnica Estadual de Ribeirão Pires toalhas e cestas recheadas de alimentos carinhosamente produzidos ali, pães e bolos artesanais, suco natural e frutas diversas.  Um pouco antes, Tiemi Yamashita, profissional holística da Mottainaisustentabilidade fala sobre a filosofia japonesa.

Cestas recheadas de alimentos carinhosamente produzidos ali, pães e bolos artesanais, suco natural e frutas diversas
Cestas recheadas de alimentos carinhosamente produzidos ali, pães e bolos artesanais, suco natural e frutas diversas

 

“O Mottainai propõe eliminar o supérfluo e o desperdício, e indica um caminho para a otimização dos recursos, bem como a redução de custos”, ensina Tiemi em sua apresentação. Um vento bate na copa das árvores e cria um bailado sincrônico e, naquele momento, os convidados estão relaxados, sintonizados com a paz do ambiente. “É esse o nosso objetivo”, fala-me Zezé, um pouco depois. “Oferecer momentos de relaxamento, descontração, paz”.

 

Empresas

 

Um pouco antes da partida Zezé explica que a proposta do espaço Fiori de Luce é trazer a lógica da sustentabilidade aos seus visitantes, que tanto podem ser pessoas físicas (grupos) ou empresas.

Reinaldo e Zezé Zago, anfitriões
Reinaldo e Zezé Zago, anfitriões

Com especialização em segurança do alimento, a biomédica lembra que o Fiori de Luce oferece vários espaços para workshops empresariais. “Oferecemos cursos de panificação, educação ecológica, casamentos ecológicos, educação sustentável com o objetivo deste contato com a natureza”, diz. ”Estamos prestes a inaugurar um espaço de 500 metros quadrados que será nossa pousada sustentável”, adianta a biomédica. “Queremos trazer a lógica da sustentabilidade à vida das pessoas e à vida das empresas”, ensina.

Nossa visita teve o apoio das alunas de administração da ETEC de Ribeirão Pires
Nossa visita teve o apoio das alunas de administração da ETEC de Ribeirão Pires

Serviço:

Fiori de Luce

Espaço para eventos e gastronomia sustentável

Avenida Alto da Serra, 655

Parque Pouso Alegre – Ribeirão Pires – São Paulo

Telefones: 4822-2203 / 99909-8567

e-mail: contato@fiorideluce.com.br

www.fiorideluce.com.br

https://www.facebook.com/fiorideluce/

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Governo Alemão socorrerá Lufthansa com empréstimo de 9 bilhões de euros

A Lufthansa informou há pouco que o Fundo de Estabilização Econômica (WSF, na sigla original) do governo alemão aprovou pacote de socorro que prevê...

Azul fará voo extra aos EUA antes que país impeça entrada de brasileiros

Diante da medida adotada pelo governo dos EUA, que suspende temporariamente a entrada de brasileiros no país, a Azul irá operar nesta quinta-feira (28)...

Fórum Online de Hotéis Independentes: inscrições já estão abertas!

Evento gratuito será 100% online e reunirá grandes nomes da hotelaria. DIÁRIO é media partner.  EDIÇÃO DO DIÁRIO A 2ª edição do Fórum Online de Hotéis...

Governador de São Paulo, João Dória, diz que nova quarentena não será homogênea

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira, em entrevista à GloboNews, que a atual quarentena adotada em São Paulo para...

Bancorbrás doa 5 toneladas de alimentos para instituições em Brasília

Em tempos de pandemia o isolamento social afetou diversos setores da sociedade, principalmente instituições que ajudam pessoas que fazem parte do grupo de risco....

LATAM desmistifica verdades e mentiras sobre filtros das aeronaves

A LATAM Airlines Brasil preparou um material explicativo para esclarecer dúvidas sobre a eficácia dos filtros utilizados nas aeronaves de sua frota. A ferramenta,...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias