Florianópolis escolhe marca turística em meio a polêmica

Edição e Redação do DT com agências

Na última semana a prefeitura de Florianópolis convidou a população a escolher a marca que a identificará como cidade turística no Brasil. Ocorre que a prefeitura da capital de Santa Catarina fez isso a partir de três marcas já pré-definidas sem um claro critério de seleção. Programas e noticiários de rádio, redes sociais e até um perfil no facebook criticam tal atitude considerando, basicamente, o gosto duvidoso das três logomarcas escolhidas para a tal enquete: Marca Florianópolis.

Na apresentação da iniciativa, a prefeitura argumenta que “Florianópolis está a um passo de ter a marca turística definida e o envolvimento da população é importante para legitimar características que já são atribuídas à cidade”. Tal enquete exibe três logomarcas criadas pelo Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (LOGO) da UFSC, Universidade que oferece curso de Design, para serem votados objetivando eleger a marca da cidade sob as slogans   “Movimenta Florianópolis”, “Minha Florianópolis” e “Tecendo Florianópolis”.

Hoje, Florianópolis não tem uma marca que diferencie e promova a cidade. Outras cidades que têm algum grau de importância turística tem uma marca moderna, que realmente serve de referência, tanto para ações públicas, como para o desenvolvimento de produtos turísticos com a marca.

Segundo o prefeito da cidade, Cesar Souza Junior, Florianópolis não tem uma marca que a diferencie e a promova. “Certamente, a escolha não será unânime – nada em Florianópolis é unânime – mas esta é a maneira mais democrática, participativa, que permite a participação de toda comunidade não só na última etapa, mas desde o início do processo”, destacou.

Profissionais do design não foram consultados

Florianópolis realiza de dois em dois anos a Bienal Brasileira de Design e este assunto veio à tona na mesma semana que a última edição do evento ocorreu na capital catarinense e, ao mesmo tempo  em função da quantidade de profissionais da área que vivem e trabalham na cidade, já que não foram sequer consultados. O design ganhou forte impulso no estado, e em especial em Florianópolis, a partir dos anos 1980, época da implantação do Laboratório Brasileiro de Desenho Industrial (LBDI), uma instituição de pesquisa, desenvolvimento e ensino de renome internacional. Hoje são 74 cursos técnicos e de graduação, 33 de pós-graduação, dois Mestrados e um Doutorado ativo.

Um manifesto contra a duvidosa escolha das três marcas foi veiculado por profissionais do design na última semana: “Se há essa abundância de cursos de Design no Estado de Santa Catarina é de se supor que haja uma quantidade enorme de profissionais e empresas especializadas em Design. Por que a Prefeitura de Florianópolis não realizou um concurso envolvendo todos esses agentes?

A seguir apresentamos os três logomarcas. Com a palavra, o leitor:

Logomarca a
Logomarca a

Logomarca b
Logomarca b

Logomarca a
Logomarca c

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Bolsa qualificação beneficia turismo de Foz do Iguaçu e preserva 4,5 mil empregos

Foz do Iguaçu vem adotando diversas medidas para preservar empregos e amenizar o impacto social provocado pela pandemia no novo coronavírus (Covid-19). Uma delas...

Portugal recebe o Selo ‘Safe Travels’ do World Travel & Tourism Council

Este selo visa reconhecer destinos que cumprem protocolos de saúde e higiene alinhados com os Protocolos de Viagens Seguras emanados pelo WTTC, ajudando, sobretudo,...

Os  Embaixadores do Rio e a retomada do turismo fluminense

Bayard Do Coutto Boiteux*O Rio  de Janeiro com a pandemia causada pelo Covid-19 passa o pior momento de sua história turística nas últimas décadas....

Prefeito de São Sebastião oficializa Área de Proteção Ambiental Baleia Sahy

Nesta sexta-feira (5), o prefeito do município de São Sebastião, Felipe Augusto, assinou o decreto que regulamenta o Plano de Manejo da Área de...

União Europeia só abrirá totalmente as fronteiras internas no final de junho

A União Europeia só abrirá totalmente as fronteiras internas no final de junho e começará a suspender as restrições a viagens fora do bloco...

Accor amplia programa Plant for the Planet agora para a Colômbia

Para reforçar seu objetivo com a preservação ambiental e preocupação com os insumos que utiliza em seus hotéis, a Accor anuncia no Dia Internacional...

Relacionadas

3 COMENTÁRIOS

  1. Ótima matéria, mas leve em consideração que a Bienal de Design ocorre sim de dois em dois anos, mas é itinerante. Sendo assim, a Bienal de 2015 ocorre em Florianópolis, mas veio de outra cidade e irá para outra cidade.

Comments are closed.

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias