Governo muda comando de 20 museus italianos

O governo italiano promoveu uma grande mudança no comando dos 20 maiores museus do país na última semana. Na lista, estão sete estrangeiros e treze italianos – sendo que quatro deles voltam à nação após boas experiências no exterior.

Uma das mudanças mais sentidas foi no comando da Galleria degli Uffizi, em Florença, de onde sai o histórico diretor Antonio Natali e assume o especialista em arte florentina Eike Schmidt, 47 anos. O alemão atuava em Friburgo, em seu país natal.

Para o ministro dos Bens Culturais e do Turismo (Mibact), Dario Franceschini, a mudança é uma “virada de página” na história da Itália. “São escolhas de altíssimo valor científico que arrumam muitos anos de atraso”, afirmou.

Confira a lista das mudanças:

– Galleria Borghese (Roma): Assume Anna Coliva, 62 anos, historiadora com foco em arte;

– Gallerie degli Uffizi (Florença): Eike Schmidt, 47 anos, historiador alemão especialista em arte;

– Galeria Nacional de Arte Moderna e Contemporânea de Roma: Cristiana Collu, 46 anos, historiadora;

– Galleria Accademia (Veneza): Paola Marini, 63 anos, historiadora;

– Museu de Capodimonte (Nápoles): Sylvain Bellenger, 60 anos, historiador francês;

– Pinacoteca de Brera (Milão): James Bradburne, 59 anos, museólogo e diretor cultural nascido no Canadá, mas com nacionalidade britânica;

– Palácio Reggia di Caserta (Caserta): Mauro Felicori, 63 anos, diretor cultural;

– Galleria Accademia (Florença): Cecilie Hollberg, 48 anos, historiadora e diretora cultural alemã;

– Galleria Estense (Módena): Martina Bagnoli, 51 anos, historiadora que volta à Itália após trabalhar nos Estados Unidos;

– Galeria Nacional de Arte Antiga (Roma): Flaminia Gennari Santori, 47 anos, historiadora italiana que volta dos Estados Unidos;

– Galeria Nacional das Marcas (Palazzo Ducale – Urbino): Peter Aufreiter, 40 anos, historiador alemão;

– Galeria Nacional da Úmbria (Perúgia): Marco Pierini, 49 anos, historiador e filósofo;

– Museu Nacional de Bargello (Florença): Paola D’Agostino, 43 anos, historiadora que volta após uma temporada nos Estados Unidos;

– Museu Arqueológico Nacional de Nápoles: Paolo Giulierini, 46 anos, arqueólogo;

– Museu Arqueológico Nacional de Reggio Calábria: Carmelo Malacrino, 44 anos, arqueólogo e arquiteto;

– Museu Arqueológico Nacional de Taranto: Eva Degl’Inocente, 39 anos, arqueóloga que volta ao país após temporada na França.

– Parque Arqueológico de Pesto: Gabriel Zuchtriegel, 34 anos, arqueólogo alemão;

– Palazzo Ducale de Mântova: Peter Assman, 61 anos, historiador austríaco;

– Palácio Real de Gênova: Serena Bertolucci, 48 anos, historiador;

– Palácio Real de Turim (Polo Reale): Enrica Pagella, 58 anos, historiadora. (ANSA)

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial