Ivan Cadahia, da Aerolíneas Argentinas: “Fim da exigência do PCR para entrar na Argentina aumentará as vendas”

O governo da Argentina anunciou nesta semana que os brasileiros com esquema de vacinação completo contra a covid-19 não precisarão mais apresentar teste PCR para ingressarem no país. O DIÁRIO conversou com Ivan Blanco Cadahia, gerente comercial da Aerolíneas Argentinas para saber mais detalhes e o que isso pode influenciar na venda de bilhetes para o país do tango.

Atualmente a Aerolíneas Argentinas opera três voos diários saindo de São Paulo para Buenos Aires. Do Rio partem dois voos por dia e de Florianópolis um voo.

DA REDAÇÃO


Segundo Ivan, as expectativas de aumento do fluxo de passageiros é muito positiva em torno dessa notícia. “As  fronteiras da Argentina já estavam abertas, e o fato da exigência do PCR não impedia as pessoas de visitarem a Argentina. Com a queda da exigência torna a decisão de viajar mais fácil, segura”, diz o executivo. “A não exigência incentiva o consumidor a tomar uma decisão de compra mais assertiva”, completa.

Ivan acrescenta que a Aerolíneas nunca deixou de voar entre os dois países (Brasil e Argentina), mesmo durante a pandemia. “É obvio, que mantivemos a ligação com muito menos voos. De outubro de 2021 para cá estamos retomando, em especial a partir de 1º de novembro quando foram abertas as fronteiras. Começamos com 1 voo diário de São Paulo para Buenos Aires, depois iniciamos desde o Rio de Janeiro. Hoje são três voos diários de São Paulo, duas operações diárias do Rio de Janeiro e uma de Florianópolis”, enumera Ivan, acrescentando que de Salvador partem atualmente três voos semanais.

“A partir de abril, vamos voltar com as operações de Porto Alegre, Curitiba, e Brasília, com três a quatro voos por semana”, pontua.

Aeronave da Aerolíneas Argentinas (Crédito: arquivo DT)

Presença de brasileiros

O percentual de brasileiros nos voos da Aerolíneas oscila dependendo da rota. Segundo Ivan, voos que partem ou chegam a São Paulo, 65% dos passageiros são brasileiros. Outras rotas com maior presença de brasileiros do que argentinos é Curitiba e Porto Alegre, ambas com uma média de 80% de brasileiros. Já Salvador e Floripa acontece o contrário, 80% dos passageiros são argentinos. Em suma, a grande maioria de argentinos vem ao Brasil em busca de sol e praia.

“Com o fim da exigência de apresentar teste PCR para ingressarem no país o número de brasileiros deve crescer exponencialmente”, acredita o executivo.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial