Ministro Lummertz: “”O Brasil precisa mudar o ambiente de negócios e facilitar o aporte de capital estrangeiro”

Lummertz  aponta a falta de Segurança Jurídica como barreira para grandes investimentos no país

REDAÇÃO DO DIÁRIO com agências

Recentemente em São Paulo, durante a realização do Seminário Investe Turismo Segurança Jurídica Gera Empregos, que ocorreu no último dia 6 de junho, autoridades, trade e imprensa debateram temas relevantes e fundamentais para o Brasil e saídas para que o setor turístico possa deslanchar internacionalmente. O evento contou com a participação do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que apontou algumas questões que podem servir como direcionamento para o tão sonhado Brasil ideal no setor.

O DIÁRIO, como midia partner do Festuris Gramado – Feira Internacional de Turismo, evento que ocorre de 08 à 11 de novembro na Serra Gaúcha, reproduz aqui a entrevista concedida pelo ministro à comunicação do evento. Acompanhe:

Qual a maior preocupação com relação a falta de crescimento do Turismo no Brasil?

Vinicius Lummertz – A integração entre o governo e o trade turístico é vital para nós mudarmos o ambiente de negócios que é o principal problema do Turismo no Brasil. Alguns problemas como burocracia e insegurança jurídica dificultam a chegada de investimentos no setor. Existe muito interesse de investidores do mundo todo em investir bilhões no Brasil mas o ambiente de negócios é incompatível com o potencial de negócios do Turismo brasileiro potencial este que é o maior do planeta. Então nós temos que nos concentrar nestas mudanças. Todas as outras coisas são importantes mas, o mais importante é dar vez para a iniciativa privada nacional e internacional para que possa atuar e desenvolver o nosso Turismo. É importante integrar a nossa economia à economia internacional.

É possível medir a real participação do Brasil no Turismo Internacional?

Vinicius Lummertz – O Brasil tem uma participação no Turismo Internacional de 0,73% e temos que ampliar isso trazendo não só benefícios ao turismo mas também ao país para que seja mais internacional e contemporâneo. Vemos o Turismo crescendo e se desenvolvendo em todos os cantos do mundo e nós no Brasil continuamos uma certa apatia em relação a isso tudo. Precisamos trazer o mundo para investir aqui no Brasil porque existe capital e interesse, mas não existe a segurança jurídica necessária para tornar este investimento uma realidade.

Gramado como referência neste quesito para o restante do país?

Vinicius Lummertz – Gramado é um dos exemplos mais bem sucedidos do desenvolvimento de uma cultura turística que deve servir de modelo para todo o Brasil. Gramado tem muitos méritos, entre eles a inventividade e criatividade. Mas a grande demonstração é a mobilização que mostra como uma cidade pequena mobiliza toda a indústria e, com cerca de 35 mil habitantes, consegue receber mais de 6 milhões de visitantes ao ano.

A internacionalização e a modernização do Turismo através de ações focadas na Segurança Jurídica é possível a curto prazo?

Vinicius Lummertz – Eu entendo que o Brasil precisa de mudanças. Existe no Brasil uma concepção equivocada de que nós podemos ter no país um alto padrão de vida e consumo de bens e serviços de primeiro mundo. Mas nós produzimos apenas 20% do que produz o americano e o europeu, por exemplo. Então como o brasileiro pode viver a mesma realidade com menor produtividade? É preciso ações que permitam ao brasileiro ser mais produtivo e dois caminhos que aponto são o Business e o Turismo, nichos em que temos destaque global. Com isso teríamos um país a caminho do desenvolvimento com taxas de crescimento sustentáveis. No Brasil precisamos mudar o ambiente de negócios e facilitar o aporte do capital estrangeiro.


SERVIÇO:

FESTURIS Gramado – Feira Internacional de Turismo – 30ª edição

De 08 à 11 de novembro de 2018
Serra Park
Gramado/RS
Inscrições e informações: www.festurisgramado.com
Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Infraero assumirá gestão do aeroporto do Guarujá

A Infraero vai assumir a gestão do Aeroporto Civil Metropolitano do Guarujá (SP), localizado na Baixada Santista. Pelos próximos 12 meses, a empresa será...

“Ciclo sustentável conecta horta, reflorestamento, tecnologia e consciência ambiental”, afirma Accor

Rede hoteleira projeta zerar a pegada de carbono nos próximos 15 anos  Texto Zaqueu Rodrigues - com reportagem de Paulo Atzingen  ------------------------------- A consolidação de uma...

“Ensaio sobre a lágrima” – por Tom Coelho

“Chora, Tistu, chora. É preciso. As pessoas grandes não querem chorar, e fazem mal, porque as lágrimas gelam dentro delas, e o coração fica duro.” (Maurice Druon,...

10 pequenas cidades europeias para se apaixonar

Uma lista com cidades europeias, que de tão pequenas e charmosas farão você se apaixonar rapidamente.EDIÇÃO DO DIARIO com agênciasCidades pequenas e vilarejos fazem...

Cavalgada ao vulcão Terevaca, topo da ilha de Páscoa

"Por toda parte sopra o vento dos céus; ao redor e acima de tudo, situam-se os mares e os horizontes ilimitados, o espaço infinito...

O que os hoteleiros falam sobre as OTA’s que não querem negociar

Em um momento como esse que o país atravessa, um  número cada vez maior de pequenos e médios hotéis, pousadas e até grandes hotéis...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias