MSC Cruzeiros define início da próxima temporada da América do Sul para dezembro

A MSC Cruzeiros informa que está trabalhando junto as autoridades da América do Sul para a retomada de suas operações no continente na temporada 2020/2021.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


Discussões estão em andamento entre a Companhia e as autoridades responsáveis e competentes no Brasil, Argentina e Uruguai, com base na implementação do protocolo abrangente de saúde e segurança da MSC Cruzeiros, projetado para proteger os hóspedes, a tripulação e as comunidades locais que os navios visitam.

Este é o mesmo protocolo que, após a aprovação das autoridades de saúde, segurança e transportes na Itália, Grécia e Malta, apoiou o reinício das operações da MSC Cruzeiros no Mediterrâneo desde meados de agosto. Na América do Sul, após as aprovações relevantes, a MSC Cruzeiros planeja operar três navios com embarques no Brasil durante a temporada 2020/2021.

“Já apresentamos o nosso projeto completo de retomada para as autoridades responsáveis do Brasil, Argentina e Uruguai e estamos prontos para iniciar os procedimentos operacionais e logísticos necessários para o reinício dos cruzeiros na região. Planejamos reiniciar de forma gradual e segura, tendo como base o nosso abrangente protocolo de saúde e segurança, que provou o seu valor na Europa”, afirmou Adrian Ursilli, diretor Geral da MSC Cruzeiros no Brasil.

Início alterado para 19 de dezembro

Enquanto a Companhia aguarda essas aprovações, o início da temporada da América do Sul foi agora alterado para 19 de dezembro, em vez da data original de 15 de novembro. Isso foi preciso devido a necessidade de um prazo mínimo, a partir do dia da aprovação final das autoridades, para organizar toda operação como, por exemplo, logística, mobilização e embarque de tripulantes e suprimento de provisões, além da implantação detalhada de seu robusto protocolo de saúde e segurança.

Uma força-tarefa interna dedicada, com a colaboração e o suporte de especialistas médicos externos reconhecidos internacionalmente, contribuíram para desenvolver o robusto protocolo da MSC Cruzeiros, com procedimentos operacionais específicos, que vão além das diretrizes locais, regionais e nacionais atuais e estabelecem efetivamente um novo padrão, que inclui:

  • Triagem universal de saúde dos hóspedes antes do embarque, que compreende três etapas abrangentes: verificação da temperatura, questionário de saúde e teste swab para COVID-19. Os membros da tripulação também passam por uma triagem de saúde ainda mais rigorosa antes do início de seu período a bordo, incluindo pelo menos três testes para COVID-19 e uma quarentena de 14 dias, bem como testes e monitoramento contínuos enquanto estão a bordo;

  • Distanciamento social por meio da redução da capacidade geral de hóspedes e dos ambientes, além de atividades modificadas para permitir grupos menores. Os hóspedes e a tripulação usam máscaras faciais nas áreas públicas e quando o distanciamento social não é possível. As máscaras são fornecidas pela Empresa e são distribuídas diariamente na cabine ou estão disponíveis pelo navio conforme a necessidade;

  • Medidas elevadas de higienização e limpeza, apoiadas pela introdução de novos métodos de limpeza com o uso de produtos desinfetantes de nível hospitalar e ventilação de 100% de ar fresco a bordo, que emprega as melhores estratégias de gerenciamento de ar e tecnologias relacionadas;

  • Instalações e serviços médicos aprimorados, com um número maior de profissionais médicos altamente qualificados e treinados e equipamento necessário para testar, avaliar e tratar pacientes com suspeita de COVID-19, com a disponibilidade de tratamento gratuito no Centro Médico a bordo para qualquer hóspede com sintomas.

  • Monitoramento contínuo da saúde dos hóspedes e tripulantes durante todo o cruzeiro, incluindo medição de temperatura obrigatória diariamente;

  • Visitas em terra protegidas com excursões organizadas pela MSC Cruzeiros como um nível adicional de proteção;

  • Um plano de resposta de contingência será ativado se um caso suspeito for identificado, em estreita cooperação com as autoridades nacionais de saúde. O caso suspeito e os contatos próximos seguirão medidas de isolamento e podem ser desembarcados de acordo com as regulamentações locais e nacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Plataforma Decolar mostra os destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020

    Plataforma de viagens Decolar acaba de divulgar um levantamento dos destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020.   Agências De acordo com os dados das...

    Accor: com novos perfis de cliente rede anuncia a marca WOJO no Brasil

    A Accor acaba de anunciar a chegada da sua marca global de coworking no Brasil. Batizada de WOJO (lê-se uodjô) e com o conceito...

    IATA quer que certificado de vacinação digital europeu seja unificado

    Genebra (com tradução e edição do DT) - A International Air Transport Association (IATA) convocou todos os representantes da União Europeia a apoiar uma...

    Escritório da França no Brasil atualiza situação do país no combate ao coronavírus

    Ao levar em conta a circulação ainda ativa da Covid-19 na França, o Primeiro Ministro Jean Castex confirmou que todas as atividades suspensas e...

    Década da Ciência Oceânica: DIÁRIO participa e divulga iniciativas sustentáveis

    Neste ano de 2021 tem início a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas a fim...

    Bahia: Quatro destinos incríveis para visitar

    Dona da maior extensão litorânea do Brasil, a Bahia tem praias paradisíacas, para todos os gostos e orçamentos de viagem. Mas o interior do...

    Relacionadas

    Open chat