Pará deixa sua assinatura gastronômica na 30ª edição do Festuris

O turismo paraense mais que marcar presença, deixou sua assinatura gastronômica durante o 30º Festival de Turismo de Gramado que aconteceu de 8 a 11 de novembro na cidade serrana do Rio Grande do Sul.

REDAÇÃO DO DIÁRIO

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e empresários do Pará levaram a mais autêntica culinária brasileira para ser conhecida e degustada no restaurante Carlitos Prime, na noite da última quinta-feira (9), em clima de harmonia e confraternização.

Com a presença do secretário de turismo do Estado, Ciro Goes, os chefs Ofir Oliveira e Nazareno Alves e o professor Álvaro Espírito Santo, a cozinha paraense participou também do Meeting FESTURIS –  Conteúdo e Networking com o painel “A Importância da gastronomia na decisão da viagem.

Durante o jantar, os chefs paraenses apresentaram os saborosos pratos paraenses harmonizados com vinhos da Vitivinícola Jolimont, de Gramado.

 

Os chefs chefs Ofir Oliveira com Nazareno Alves e esposa (Crédito: Eric Afonso – DT)

Segundo Alvaro do Espírito Santo, diretor de produtos turísticos da Setur-Pa, a estratégia de sua secretaria é utilizar a gastronomia como uma âncora da promoção turística do Estado do Pará. “Temos pesquisas tanto no âmbito nacional  como no internacional que indicam que os turistas que visitam o nosso estado já colocam a gastronomia como um dos itens mais importantes. Antes era  apenas um item  acessório. Visitavam o Pará para ver a flora, a fauna. Hoje visitam para conhecer nossa culinária”, adiantou Álvaro ao DIÁRIO.

O jornalista Paulo Atzingen, o chef Ofir Oliveira, o secretário Ciro Goes e o professor Alvaro Espírito Santo (Crédito: Eric Afonso)

Ainda, segundo Álvaro, “a comida do Pará está entranhada, entronizada na forma de ser do paraense. Antes de ser um produto turístico é o símbolo da identidade paraense. O paraense de identifica e tem orgulho do que come. É a culinária mais original do Brasil, pois conseguiu guardar os elementos essenciais da cultura indígena, como também está comprovado que é a culinária autêntica mais antiga do Brasil”, ensina Alvaro, que é mestre em Geografia pela Universidade Federal do Pará.

Representantes da vitivinicula Julimont presentes no jantar como parceiros: Marcio Ferrareze, Rojani Grazioli, Angielto Bertuzzo e Eliane Carvalho (Crédito: Eric Afonso – DT)

Álvaro finaliza lembrando que durante o mês de novembro o Pará estará participando de outros eventos gastronômicos como o Prazeres da Mesa, em São Paulo e o Fartura Fortaleza, na capital do Ceará.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

COVID-19 e as Fake News     

*Por Mário Inácio Ferreira Filho Como se já não bastasse uma economia em fraco crescimento, a burocracia e os demais entraves para ser um pequeno...

Argentina prolonga confinamento do coronavírus até a metade de abril

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse no domingo que o país prolongará o período de quarentena nacional obrigatória até a metade de abril...

Aérea Air Europa oferece canal exclusivo para agentes de viagem

Para atender aos agentes de viagem e operadoras com maior agilidade e autonomia, a Air Europa criou uma página dedicada. Nela, as agências de...

Covid-19: Trump prorroga isolamento social nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um apelo durante a coletiva de imprensa na Casa Branca, no último domingo (29), para que...

Nova York registra quase 60 mil casos de Covid-19 e mil mortes

O estado de Nova York já está perto de 60 mil casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 1 mil mortes causadas por...

Isolamento no Reino Unido pode durar 6 meses

Os britânicos podem estar sujeitos a alguma forma de isolamento por seis meses ou mais, disse a chefe médica adjunta da Inglaterra, Jenny Harries,...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias