Patrícia Coutinho, presidente da ABIH-MG: “BH teve vinte hotéis fechados em 2016”

REDAÇÃO DO DT

O ano de 2016 foi um período bastante difícil para o setor hoteleiro de Minas Gerais. É o que afirma a presidente da Associação Brasileira de Indústria de Hotéis de Minas (ABIH-MG), em entrevista ao DIÁRIO.

“Esse ano foi muito desafiador para todos nós. Diante do cenário político e econômico do país, só Belo Horizonte teve vinte de seus hotéis fechados. Além, é claro, da taxa de ocupação baixa nos demais hotéis e as dificuldades de mantê-los em operação”, informa a presidente.

Segundo Patrícia, existem ações sendo realizadas para tentar reverter esses resultados e fazer com que a hotelaria no estado volte a crescer. “Junto a Embratur e demais órgãos que apóiam o turismo, a ABIH-MG vem trabalhando para atrair eventos, tanto de negócios, como de lazer, para movimentar a região”, conta.

Em relação às expectativas para o próximo ano, a presidente disse ao DT que, por enquanto, eles estão neutros. “Como 2016 foi um ano muito ruim, estamos aguardando e observando a mudança da economia do país. Por enquanto, não temos expectativas positivas, tampouco negativas”, conclui.

Airbnb

- Advertisement -

O DT questionou Patrícia Coutinho sobre os reflexos do Airbnb no Estado. Ela consentiu que esta concorrência prejudica o ramo hoteleiro. “Essa plataforma, sem dúvida, acaba atraindo viajantes, que antes se hospedavam em hotéis. Porém, com a crise, buscam, agora, opções mais econômicas”, afirma.

Na opinião da presidente, o Airbnb não deve ser proibido. Mas, sim, regulamentado. “Nós, da hotelaria, acreditamos que, se eles oferecem hospedagem, deveriam pagar os impostos que pagamos. Do contrário, deveria ser imposta uma estadia mínima no local de 30 dias”, completa.

Lei contra cobrança de direitos autorais do ECAD

Está em processo de avaliação no Senado um Projeto de Lei que proíba a cobrança de direitos autorais pela execução de músicas nos quartos de hotéis, motéis e pousadas.

Segundo Patrícia, discutir esta cobrança junto à população é um mecanismo importante. “A ABIH-MG milita pela extinção desta cobrança, portanto temos que aproveitar a oportunidade para discutir o tema e validar o conceito de que a cobrança pela reprodução de músicas em estabelecimentos hoteleiros não é legítima. Os quartos de hotéis, motéis e pousadas são ambientes privados, e portanto não se enquadram em tal tributação”, esclarece.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    A guinada da Selina ao se tornar empresa de capital aberto

    A empresa combinada operará como Selina Hospitality plc e suas ações ordinárias serão listadas na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo...

    Jhon Douglas, secretário de Turismo do Acre: “Em nosso estado se destaca o Etnoturismo”

    Jhon Douglas da Costa Silva, Secretário de Estado de Empreendedorismo e Turismo do Acre, falou ao DIÁRIO DO TURISMO durante o Festival de Turismo...

    Elaine Tenerello, diretora executiva do Visit Iguassu: “traga o seu evento para Foz do Iguaçu”

    A diretora Executiva do Visit Iguassu, Elaine Tenerello, falou com o DIÁRIO durante o Festival de Turismo das Cataratas, ocorrida em Foz do Iguaçu,...

    IGLTA publica guia de viagem para turistas soropositivos

    O guia apresenta os países que restringem parcialmente a entrada de turistas com HIV e os que não chegam nem mesmo a permitir a...

    Luan Capitânio, CEO da Zumex Brasil: “temos máquinas para pequenas pousadas a grandes hotéis”

    Reinventando a transformação de frutas e verduras em suco com máquinas espremedoras, a Zumex Brasil participou mais uma vez da Equipotel, maior feira de...

    Fabiano Collet, GG do Bourbon Fortaleza comemora ocupação: ““O melhor mês de Fortaleza é janeiro”

    ‘Trocar o pneu com o carro em movimento’. É mais ou menos essa ideia que tive ao conversar com o gerente geral do Bourbon...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing