Paulo Kakinoff, presidente da GOL, responde cinco questões difíceis de Fábio Steinberg

Cinco Questões Sem Censura. Este é o nome da nova coluna do jornalista Fábio Steinberg, editor do site Turismo Sem Censura. Nessa primeira edição, o convidado é o presidente da GOL Linhas Aéreas, Paulo Kakinoff. A ideia de Fábio – sempre compartilhada com a história do DIÁRIO – é manter o espírito crítico do jornalismo do Turismo.

Fábio Steinberg – Se fosse possível prever com a devida antecedência os problemas operacionais que a GOL enfrentaria devido à pandemia do coronavírus, que decisões teria tomado para minimizar os riscos? 

Paulo Kakinoff:  No momento não estamos enfrentando desafios na operação, e sim o impacto econômico causado pela queda significativa na demanda. Todos os procedimentos adicionais de Segurança, que foram implementados, não estão gerando “problemas operacionais” como mencionado. O índice de pontualidade da GOL em abril atingiu 95,2% e em maio foi de 97%, o que reforça ainda mais o padrão de eficiência que buscamos para atender da melhor maneira o nosso Cliente.

Fábio Steinberg – Diante do desaparecimento da AVIANCA, a potencial fusão da AZUL com LATAM, e o desinteresse da entrada de novos players no mercado brasileiro de aviação, quais as garantias por parte da GOL de que não surja um duopólio prejudicial ao consumidor?

Paulo Kakinoff: Não é possível prover garantias sobre um tema que foge completamente ao controle/influência da GOL. Trabalhamos constantemente para ser a “Primeira para Todos” e uma verdadeira agente de transformação no setor. Em quase 20 anos de história no mercado brasileiro, a Companhia contribuiu para que cerca de 20 milhões de pessoas viajassem de avião pela primeira vez e a pioneira no país a vender passagens de baixo custo, sendo considerada ainda a empresa de aviação que mais transporta passageiros no Brasil. Cabe ainda destacar que a Gol sempre foi defensora dos aspectos regulatórios que estimulam a competição justa, como fez, por exemplo, na defesa do fim do limite para o capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras.

- Advertisement -

“A Segurança com cada um que viaja, interage e trabalha na GOL está sempre em constante evolução e atenção” (Crédito: reprodução site GOL)

Fábio Steinberg – Diante da volatilidade dos preços dos tickets, em função das variações negativas de demanda, qual a segurança que o participante do Programa Smiles, e em especial do Clube Smiles, podem ter de que suas milhas acumuladas não percam boa parte do atual valor? Ou seja, no futuro seja obrigado a trocar mais por menos?

Paulo Kakinoff: A proposta da Smiles, nosso programa de fidelidade, é sempre trazer o preço mais atrativo para seus membros. Os Clientes Clube e Diamante têm acesso a promoções diferenciadas de acúmulo de milhas e descontos exclusivos na hora de resgatar, sobretudo em passagens. Por ser uma empresa do grupo, vale lembrar que a GOL é dona de 52,6% da Smiles, tem acesso aos melhores descontos de passagens oferecidos por nós.

Fábio Steinberg: Dominada a pandemia, e deixando de ser um risco à saúde no futuro, que parte dos protocolos sanitários adotados deve se tornar permanente na GOL? O que deve ser incorporado, e quais novas práticas devem surgir?

Paulo Kakinoff – Devem permanecer:

– Os novos padrões de sanitização;

– O consumo de entretenimento a bordo no próprio device (smartphone, tablets, notebooks) ao invés de telas touchscreen. A GOL já possuía esse sistema antes mesmo da pandemia;

– Utilização massiva (>90%) dos canais digitais para aquisição de bilhetes, escolha de serviços, alterações, check in e aquisição de serviço de bordo. Para se ter uma ideia, antes da pandemia, 70% de nossos Clientes já faziam autoatendimento pelo celular, aplicativo ou totens. A tendência é que esse percentual suba para 95% daqui para frente.

No momento não vislumbramos novas práticas que devem surgir.

Fábio Steinberg: Você está confortável com os protocolos adotados a ponto de embarcar neste momento um filho ou membro de sua família em um aeroporto brasileiro e em uma aeronave da GOL?

Paulo Kakinoff – Muito confortável. Eu e os membros da minha família estamos voando GOL neste período da pandemia por motivos profissionais e de saúde. As aeronaves da GOL são equipadas com um sistema de filtro de ar HEPA, que captura de 99,9% de partículas microscópicas, como bactérias e vírus, ao promover a renovação do ar do avião a cada 3 minutos, permitindo a circulação de um ar sempre mais puro. Também foram implementadas avançadas medidas adicionais de limpeza e higienização dos aviões durante as paradas em solo e pernoites, com atenção redobrada aos assentos e os braços das poltronas, cintos de segurança, bandejas, piso e paredes. A Segurança com cada um que viaja, interage e trabalha na GOL está sempre em constante evolução e atenção. Ela sempre foi essencial e agora, mais do que nunca, exige atenção especial. E a Companhia reforça seu compromisso com o Cliente: https://youtu.be/2nowM5-rOBk

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
PAULO ATZINGEN é jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará. Produziu reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lançou em 1998 sua primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, foi repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. É premiado contista, com três livros de ficção em prosa publicados via editais. Trabalhou como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundou em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de conteúdo editoriais e digitais para empresas privadas de hotelaria, aviação, companhias marítimas, destinos turísticos e biografias.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Mostra de Cinema de Gostoso tem apoio do governo do RN

    Entre os dias 26 e 30 de novembro, a praia do Maceió se transformará em uma sala de cinema à beira mar com exibição...

    Copa Airlines celebra 15 anos de operações no Rio de Janeiro

    A companhia opera no Rio de Janeiro com dois voos diários conectando a cidade com 65 destinos, em 28 países da América do Sul...

    Abeta Summit 2021 debate o ecoturismo e turismo de aventura no Brasil

    Promovido pela Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), evento acontece até este sábado Por Redação Sob o tema (Re)Construindo um Turismo...

    Roda-gigante de Faz do Iguaçu (PR) será inaugurada em dezembro

    Foz do Iguaçu foi escolhida por atrair brasileiros e estrangeiros e por ser um destino que alia belezas naturais com uma ótima estrutura de...

    Seridó (RN) pode se tornar segundo geoparque do país reconhecido pela UNESCO

    O Geoparque Seridó compreende seis municípios do Rio Grande do Norte: Acari, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Lagoa Nova e Parelhas Edição DIÁRIO...

    Aparecida quer se posicionar como destino de férias

    Para mostrar a cidade além do turismo religioso, cidade investe em press trip com jornalista Por Amadeu Castanho Interessadas em estimular o perfil do turismo local,...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing