Ponta Grossa terá plano plurianual e deve garantir projetos turísticos (RETRO 2017)

Por Paulo Atzingen* (PUBLICADO DIA 25 DE AGOSTO)

As interrupções de boas ideias e bons projetos no Brasil integram o calendário de decepções e frustrações principalmente quando esses projetos e ideias passam pelo âmbito público. Para os municípios do Paraná, no entanto, foi criado o Plano Plurianual 2026 ou Paraná Turístico 2026 que deverá garantir continuidade de projetos à longo prazo. O plano foi lançado em setembro do ano passado e engloba as 14 regiões turísticas do Estado do Paraná.

“Agora, em setembro, completa um ano e faremos uma avaliação. Neste primeiro ano já constituímos o G11, que congrega os municípios melhores classificados em suas categorias. A ideia é trabalhar a inteligência turística e ter uma visão de destinos inteligentes”, afirma ao DIÁRIO Manoel Jacó Gimenes, diretor presidente da Paraná Turismo. A regionalização e destinos integrados é, segundo Jacó, um exemplo de inteligência turística.

Longo Prazo

Jacó, em entrevista ao DT, durante o 2º Salão de Turismo de Ponta Grossa, garante que esse plano (elaborado por várias mãos, como Sebrae, Universidade Federal do Paraná, Fiep – Federação das Indústrias do Estado do Paraná – e outras organizações do Conselho Estadual de Turismo do Paraná), terá como manter projetos turísticos regionais mesmo na troca de governos, sejam em eleições municipais ou estaduais.

“Já tivemos experiências ruins de descontinuidade. Precisávamos de alguma coisa a médio prazo. Levamos o Plano ao executivo e foi aprovado. Envolvemos a Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa – o Plano, hoje, já possui mais de 2.500 páginas de diagnósticos e prognósticos que envolvem estudos de nossa potencialidade turística. O estudo será enviado a Assembleia Legislativa do Paraná para ser aprovado e transformado em Lei Estadual ainda este ano.

Passaporrte capaPassaporte

Durante o 2º Salão de Turismo dos Campos Gerais, em Ponta Grossa, realizado durante os dias 24 e 25 de agosto, foi lançado o Passaporte Turístico Paranatur. A peça promocional é uma forma de estímulo para os turistas paranaenses conhecerem de forma prioritária as atrações e locais de interesse turístico de quatro regiões turísticas do Estado.

“O Passaporte é um instrumento para nós podermos divulgar, promover e incentivar a comercialização de novos produtos turísticos. O nosso desafio nos últimos dois anos foi o de trazer alternativas para os destinos já tradicionais como Foz do Iguaçu, Curitiba e Ilha do Mel. Neste contexto, nós trabalhamos inicialmente com quatro regiões turísticas.”, afirmou Manuel Jacó.

 

* O jornalista Paulo Atzingen viajou ao Paraná a convite do município de Ponta Grossa

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial