Reino Unido impõe quarentena de 14 dias a todos os viajantes que voltarem da França

O governo da França anunciou nesta sexta-feira que a região de Paris e o departamento de Bouches-du-Rhône, onde fica Marselha, a segunda maior cidade do país, são agora consideradas como “zonas de risco” para a transmissão da covid-19 devido ao aumento das infecções nos últimos dias.

Agências internacionais

O anúncio foi feito pelo diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon. Em entrevista à rádio France Inter, ele afirmou que a situação está deteriorando em todo o país.

“Mais e mais pessoas testas positivo, mais e mais pessoas estão chegando nos hospitais… temos que reagir antes de contar novas mortes”, disse Salomon.

Ontem, o Ministério da Saúde da França registrou 2.669 novos casos de covid-19, um recorde desde o início dos planos de reabertura do país.
Com a declaração de “área de risco”, as autoridades de Paris e Marselha são autorizadas a adotar medidas mais restritivas para conter o avanço do vírus nas duas regiões.

Por causa da alta de casos, o Reino Unido decidiu impor uma quarentena de 14 dias a todos os viajantes que voltarem da França a partir de sábado. Cerca de 160 mil britânicos em férias no país vizinho devem ser afetados pela, segundo o governo de Boris Johnson.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial