Rio de Janeiro pode se beneficiar de exploração do pré-sal

REDAÇÃO com agências –

O pagamento dos royalties da exploração de petróleo e gás do pré-sal no Rio de Janeiro pode alavancar a economia do estado nas próximas décadas. A Agência Nacional do Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP) estima que o estado deva receber mais de R$ 65 bilhões com as áreas já contratadas e com as que serão leiloadas até 2019.

Segundo especialista, “esse é o provável novo ciclo de crescimento da economia fluminense.” Os leilões podem gerar novos investimentos e empregos para o Estado.

Os contratos de exploração do pré-sal são de longa duração – 35 anos.

O consórcio reúne 15 municípios do leste fluminense que devem receber a arrecadação de royalties do pré-sal brasileiro, entre eles, Maricá, Saquarema e Itaboraí.

Novas regras

O leilão do pré-sal, realizado no último dia 27, foi o primeiro após as mudanças nas regras regulatórias do setor de óleo e gás, sancionadas em 2016 pelo presidente Michel Temer. Entre as novidades, está a possibilidade da Petrobras poder escolher quais áreas pretende explorar.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial