Roubo de ouro em Guarulhos: Anac apura possível falha de segurança

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) abriu um processo para apurar possíveis falhas de segurança no aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, que possam ter contribuído para o roubo de 718,9 quilos ouro no terminal de cargas, em 25 de julho.

G1 (Isabela Leite)

A Anac informou à GloboNews que faz fiscalizações para avaliar se os recursos e procedimentos estão em atendimento aos requisitos estabelecidos pela agência. A agência acrescentou que, “quando há uma informação sobre algum fato que possa comprometer a segurança da aviação civil contra atos de interferência ilícita (AVSEC) ou descumprimento de normativo da agência”, ela “instaura um processo de apuração específico”.

No caso do Aeroporto de Cumbica, o processo foi aberto no dia seguinte ao roubo, em 26 de julho. A Anac afirmou ainda que está recebendo informações do operador do terminal sobre possíveis descumprimentos de normas de segurança, e que o teor desse tipo de processo é sigiloso e restrito aos profissionais envolvidos em suas análises e entidades responsáveis pela aplicação das medidas de segurança aeroportuária. Não há data prevista para a conclusão da fiscalização.

Em nota, a GRU Airport, responsável pelo aeroporto, informou que não foi notificada pela Anac sobre qualquer avaliação de seus procedimentos de segurança. A concessionária disse no comunicado que “segue todas as normas internacionais e práticas de segurança pertinentes à segurança aeroportuária e que, periodicamente reporta aos órgãos reguladores correspondentes dados necessários que demonstram sua total conformidade aos procedimentos exigidos”.

Novas regras

A GRU Airport estuda a adoção de mudanças no transporte de valores dentro do aeroporto após um dos maiores roubos da história do país.

Até 2018, segundo a polícia, carros-fortes e vigilantes armados acompanhavam todo o processo de embalagem das cargas de dinheiro e de metais preciosos que saíam do país.

No entanto, a presença desse tipo de veículo no terminal de cargas passou a ser vista como problema, por dificultar a circulação de empilhadeiras e de outros carros. Assim, neste ano, os carros-fortes foram proibidos de permanecer ali.

Investigação policial

A polícia ainda não recuperou nenhum grama do ouro roubado. Os investigadores suspeitam que cerca de 10 pessoas tenham participado do assalto; três delas estão presas: o funcionário do estacionamento onde os ladrões fizeram o transbordo, o supervisor do segurança do aeroporto e um amigo dele.

Nesta quinta-feira (1º), a Justiça prorrogou as prisões temporárias dos três.

“O trabalho de apuração prossegue para identificar outros envolvidos. Novos detalhes sobre as apurações acontecerão em momento oportuno. O procedimento visa preservar a investigação e evitar desvios na linha de trabalho”, informou a assessoria de imprensa do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Decidido: ABIH-SC transfere 33ª edição do Encatho & Exprotel para agosto de 2021

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina ABIH-SC, informou na tarde desta terça-feira sua decisão de transferir a 33ª edição do...

Jornalista: um escritor que navega pelas correntezas do verossímil

Por Paulo Stucchi*Recordo-me de um professor – daqueles que marcam a vida da gente numa época em que queremos abraçar o mundo, mas não...

Vila Galé apoia MP 936/2020 que preserva empregos e renda de colaboradores

Em comunicado emitido na manhã desta terça-feira (7), o grupo português Vila Galé congratula-se com as primeiras medidas aprovadas pelo Governo Federal brasileiro de...

Cabe negociação coletiva se houver suspensão contratual durante pandemia

As empresas deverão notificar os sindicatos da intenção de suspender temporariamente contratos e de realizar corte salarial. É o que determina o ministro Ricardo Lewandowski, do...

Obras no Largo do Boticário do JO&JOE são iniciadas

As obras de revitalização e transformação das cinco casas que constituem o histórico Largo do Boticário, no Cosme Velho, zona Sul do Rio de...

Obrigado repórter! Parabéns aos jornalistas!

por Paulo Atzingen* “As bancas de jornais foram roubadas“, falou-me a repórter. Imediatamente me veio à cabeça revistas e jornais sendo surrupiados por ladrões interessados...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias