Solidão, solidariedade e amor ao próximo

Bayard Do Coutto Boiteux (Com edição do DT)*

Passamos por um dos períodos mais difíceis de nossas vidas com a pandemia por força do coronavírus. É um momento de muitas incertezas para toda a cadeia produtiva do turismo, formada em quase 70% por pequenos empresários e autônomos. Nós, que estamos habituados ao contato humano, que vivemos dos sonhos da prestação de serviço, estamos na maior parte dos casos presos em nossa casa.

E um momento de muita reflexão e sobretudo de muito perdão para aqueles que por ventura nos magoaram mas hoje todos estamos no mesmo barco e precisamos de solidariedade, amor, empatia positiva e uma corrente mundial de vibrações positivas.

Posicionamentos ideológicos, divergências entre ações públicas, pequenas quizumbas nos afastaram de seres muito queridos e que foram e sempre serão importantes em nossas vidas. Nossas histórias se escrevem com nossos colegas de classe, nossos colegas de trabalho, nossa família e os amigos que vamos conquistando ao longo de nossa vida.

Nossas histórias se escrevem com nossos colegas de classe, nossos colegas de trabalho, nossa família e os amigos que vamos conquistando ao longo de nossa vida.

 

O momento é de se aproximar de todos aqueles que por algum motivo  podem ter ficados guardados em nossos corações mas esquecidos em nosso dia a dia.

O momento é de fazer contato com todos, perguntar como estão, ajudar de alguma forma se possível e deixar bem claro para sempre o quanto são especiais para nós e como sentimos sua falta e abraços em silêncio e não tivemos a coragem de manifestar nosso amor contido.

É preciso entender que as pessoas reagem de forma diferente ao afeto, que uma pseudo frieza não demonstra desconsideração mas um receio de mostrar sentimentos que nos enchem de alegria, que fortalecem nossos corações. Vamos hoje tentar encontrar pelo menos três amigos que perdemos por alguma desavença e buscar um novo encontro, que vai trazer uma luz de grande solidariedade que o mundo precisa.

É hora de mostrar paixão por todos e sobretudo confortar aqueles que estão sozinhos e que necessitam de uma voz amiga, sussurrando palavras de incentivo para passar com paz a grande crise que assolou o mundo.

Eu acredito e acreditarei para sempre no amor, na amizade, na solidariedade, na diversidade e no abraço bem apertado, mesmo que virtual que todos nós queremos hoje.


*Bayard Do Coutto Boiteux é professor,  escritor,vice-presidente dos Embaixadores do Rio e Superintendente do Preservale.(www.bayardboiteux.com.br)

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Conheça alguns dos destinos mais celebrados da Jamaica pelos viajantes

A ilha oferece escapadas em ambientes projetados para promover o distanciamento físico Por DIÁRIO com Agências De acordo com os resultados de uma pesquisa da TripAdvisor,...

Artigo: O que comemorar no Dia Mundial do Turismo

"O momento é grave para o setor de turismo e hospitalidade", aponta o presidente da Abih Nacional Manoel Linhares Por Manoel Linhares Esse ano comemoramos o...

Botanique Hotel & Spa anuncia Renata Maia Luque como nova diretora de Marketing e Vendas

A primeira grande missão da executiva será estreitar o relacionamento com os principais players do mercado de viagens exclusivas, dos eventos sociais e corporativos,...

Temporada de Cruzeiros 2019/2020 injetou R$ 2,24 bilhões na economia brasileira, aponta estudo

Estudo de Perfil e Impactos Econômicos de Cruzeiros Marítimos no Brasil – Temporada 2019/2020 foi produzido em parceria entre a CLIA Brasil e a...

Protocolo para reabertura de museus, teatros e eventos na cidade de SP é assinado por Covas

REDAÇÃO DO DT com informações do G1 As atividades culturais da cidade de São Paulo aos poucos retornaml, mas evidentemente com várias restrições. O prefeito de...

Hotel Ritta Höppner, de Gramado, completa 62 anos

O Hotel Ritta Höppner completou 62 anos de atividades na última quinta-feira (25). Como já anunciado pelo DIÁRIO o hotel está entre os mais...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat