South African Airways entra em recuperação judicial para evitar colapso

O governo da África do Sul vai colocar a companhia aérea South African Airways em uma espécie de recuperação judicial para evitar o colapso total da estatal.

Por Joseph Cotterill, Financial Times — Johannesburgo

————————-

A South African Airways (SAA), que durante anos foi assolada por problemas de corrupção e desperdício e precisou de pacotes de auxílio do governo para cobrir os prejuízos contabilizados na maior parte dos últimos dez anos, vai entrar no processo de proteção contra credores — uma alternativa à falência — nesta quinta-feira, segundo seu conselho de administração.
A empresa aérea é a primeira estatal sul-africana a entrar nesse tipo de processo desde o fim do apartheid em 1994. A crise da aérea é um golpe para o presidente Ciryl Ramaphosa, que prometeu recuperar estatais abaladas pela corrupção durante o governo de seu antecessor, Jacob Zuma.
Uma mensagem do gabinete de Ramaphosa aos ministros na quarta-feira, que acabou vazando, argumentou que o processo para salvar a empresa é “a única rota viável aberta para o governo evitar uma implosão descontrolada da empresa aérea”.
A empresa aérea, uma das maiores da África, ficou à beira da ruína nos últimos dias, diante da piora das finanças já precárias e da dificuldade para conseguir mais um socorro financeiro do governo.
A SAA é dona da empresa aérea de baixos preços Mango e de participações em empresas aéreas locais sul-africanas, mas tem dificuldade para concorrer internacionalmente diante do fortalecimento de outras estatais rivais africanas. A empresa não conseguiu divulgar balanços financeiros nos últimos dois anos.
Em novembro, uma greve de uma semana contra uma proposta de corte de empregos aumentou as pressões sobre a posição financeira da empresa aérea.
Legalmente, no entanto, o governo não pode dizer aos advogados nomeados como a empresa aérea deveria ser salva. Com seus recentes comentários, Gordham parece ter ultrapassado o limite […] prevemos um confronto político nesse front”, disse Peter Attard Montalto, da Intellidex, uma empresa sul-africana de análises de mercado.
Apesar das súplicas de súplicas de Gordhan para que os sul-africanos comprem passagens e apoiem a SAA, a confiança dos passageiros na empresa aérea sofreu um forte golpe na semana passada, depois de empresas de seguro terem deixado de garantir as reservas.
 

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Carambeí: memória, fé e trabalho marcam viagem aos Campos Gerais

15 ANOS DIÁRIOS - 10 de setembro de 2017 São casas, ferramentas, tratores, comidas, vestimentas, modo de se vestir e falar e uma infinidade de...

Denilson Althmann, do Park Inn By Radisson Santos: “hospitalidade continuará, sem ou com máscara”

Precursor das perguntas diretas aos seus interlocutores em busca de respostas objetivas e  francas, o DIÁRIO retoma seu quadro "TRÊS, QUATRO OU CINCO PERGUNTAS...

GOL lança check-in por WhatsApp

A GOL Linhas Aéreas acaba de anunciar que disponibiliza nesta sexta-feira (3), novas funcionalidades em seu atendimento via WhatsApp, dando um primeiro passo para...

Rio Othon Palace otimiza quartos para oferecer serviço de Room-Office

O Rio Othon Palace otimizou parte dos seus quartos para oferecer o serviço de Room-Office a sua clientela corporativa. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências A iniciativa...

Selo Turismo Responsável dá tranquilidade aos hóspedes na rede Bourbon

Os protocolos de higiene e segurança adotadoS nos hotéis resgatam a confiança do hóspede no retorno aos empreendimentos e aos seus dias de relax....

Comércio e Serviços de SP poderão abrir por 6 horas, em 4 dias úteis

O governo de São Paulo vai dar uma segunda opção de funcionamento para os estabelecimentos comerciais autorizados a operar nas regiões do estado que...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias