Tour Digital em Londres aponta tendência do futuro das viagens

0
294
O ponto de partida é o grande jardim diante do Palácio de Buckingham

A experiência do tour digital da plataforma N8on torna o que parecia impossível mais perto do que imaginava nossa vã e confinada filosofia, parafraseando o dramaturgo inglês Willian Shakespeare já que estamos em Londres

por Paulo Atzingen (de São Paulo)*


O começo do outono em Londres é carregado de dias que ainda lembram o verão no hemisfério norte: manhãs claras e um céu azul sem nuvens, espetacular, fazendo conjunto com as ruas floridas e os monumentos históricos bem cuidados.

Nossa guia é Márcia Veiga e nos atende no horário marcado, mas ela não é britânica. Márcia é paulistana e nos levará para uma visita guiada ao centro político-admnistrativo de Londres. O tour organizado especialmente para o DIÁRIO durou pouco mais de uma hora. O ponto de partida é o grande jardim diante do Palácio de Buckingham.

Estátua da Rainha Vitória

“Só duas pessoas moram no palácio. A Rainha Elizabeth II e o príncipe Filipe”, afirma Márcia em bom português.

A bandeira do Reino Unido hasteada já avisava que ela não estava em casa.
“Quando a rainha está em casa, a bandeira hasteada é a Royal Standard,” detalha Márcia. A Rainha está em período de férias, em Balmoral, na Escócia, e retorna ao Buckingham em outubro, li em um jornal inglês, ao fazer esta reportagem.

No centro desta praça, mostra Márcia, há um monumento à Rainha Vitória por seus 63 anos de reinado (1837-1901), construído em 1910. “Na época de seu reinado havia o ditado, atribuído a ela “: O sol nunca se põe em terras britânicas de tão expandido que é o meu reinado”, afirma a experiente guia.

Parque St James: florido e cuidado

Parque St. James

Atravessamos o Parque St James muito bem cuidado e chegamos a um espaço aberto – uma espécie de grande patio interno de areia – onde acontece diariamente a cerimônia da troca da guarda da cavalaria, às 11h00, e onde acontecem shows e eventos esportivos. “”Um show do Rolling Stones aconteceu aqui, mas o evento mais famoso e concorrido foram os jogos de volei de praia nas Olimpíadas de Londres 2012”, enumera Márcia. No prédio que circunda esse terreno fica o Museu da Cavalaria.

No prédio que circunda esse terreno fica o Museu da Cavalaria

Guia Anfitrião

Embora o tour seja virtual, há uma interação entre cliente e guia muito grande. Na plataforma o guia também é chamado de anfitrião. E isso acontece desde o primeiro momento em que há o contato. Na plataforma N8on os clientes têm total acesso aos guias/ anfitriões mesmo antes de pagar pelo tour.

“Na plataforma tem um botão CONTATAR O GUIA. O guia/ anfitriã(o) e cliente irão desenvolver o futuro tour com base nos conhecimentos do anfitriã(o) e nos interesses do cliente. E dessa mistura de olhares se faz a mágica do tour digital N8on”, explica Otávio Novo, criador da ferramenta.

Márcia aponta: veja é a estátua de Winston Churchill

Churchill e Johnson

Chegamos à área  política do centro de Londres, com o Parlamento e a Casa do primeiro Ministro.

– “Veja, aquela é a estátua de Winston Churchill”, aponta Márcia para a escultura em bronze do estadista britânico que enfrentou Hitler na Segunda Guerra Mundial.

Caminhamos pela rua Whitehall onde fica o centro administrativo do Reino Unido. “A casa do primeiro ministro Boris Johnson é logo ali”; Márcia aponta para as grades que protegem a pequena vilazinha de casas com tijolos à mostra, típicas de Londres. É a Downing Street.

“Ali fora ele faz suas declarações à nação e dá suas entrevistas à imprensa britânica” aponta entre as frestas da grade.

A casa do primeiro ministro, na Downing Street

Newton e Darwin

Antes de alcançarmos a Abadia de Westminster onde são coroados os reis e as rainhas do império britânico – e onde estão enterrados – pasmem – Isaac Newton e Charles Darwin – passamos evidentemente pela Torre Elizabeth que experimenta uma longa reforma:

“As pessoas vêm aqui, olham a torre, e não vêem o Big Ben (que está dentro da Torre Elizabeth) e saem um pouco decepcionadas.  O governo está estudando um plano para dar acesso ao sino tão simbólico ao turismo de Londres”, adianta a guia de turismo.

Abadia de Westminster onde são coroados os reis e as rainhas do império britânico

Sol londrino

Antes de se despedir, Márcia acrescenta que este é apenas um dos tours disponíveis em Londres.  E convida: “No próximo podemos fazer o tour musical e visitar os lugares por onde passaram e nasceram grandes nomes da música da Inglaterra”…

O sol londrino das 13 horas brilhava com uma intensidade descomunal e casou com o que me veio à mente:

No mínimo ela deve estar se referindo a Elton John, David Bowie, Queen, Pink Floyd, The Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin, Iron Maiden, The Police e provavelmente, aos Beatles.

Atendendo ao meu pedido, Márcia aponta para a Torre Elizabeth que está em reforma


O tour virtual político-histórico de Londres integra:

Palácio de Buckingham

St James’s Park

Abadia de Westminster

Casas do Parlamento

Torre Elizabeth (Big Ben)

Ponte Westminster

Rio Tâmisa

London Eye

Trafalgar Square

trajeto de ônibus (Strand Street, Fleet Street, Covent Garden, Catedral de St Paul, City of London).

Torre de Londres

Tower Bridge


Márcia Veiga

A guia Márcia Veiga é paulista e está na Europa desde 1998. Morou por 12 anos em Barcelona, onde estudou e começou a trabalhar como Guia de Turismo. Em 2009 mudou para Londres e continuou trabalhando como Guia de Turismo atendendo em Português e em Espanhol. É guia regulamentada e integra a plataforma N8on.

“Em Londres havia poucos guias brasileiros, atendendo brasileiros. Criamos  um grupo de guias locais e montamos o nosso site, Guiastourguide”. 


*Paulo Atzingen é jornalista 

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui