Turismo em São Paulo cresce 21,8% após quatro meses de quedas, revela IMAT-SP

 

Dados são referentes ao mês de maio de 2021 e foram revelados pelo Índice Mensal de Atividade do Turismo (IMAT-SP), elaborado pela FecomercioSP e SPTuris

POR ZAQUEU RODRIGUES

 

O Turismo paulistano registrou o primeiro sinal de retomada neste ano. De acordo com a pesquisa IMAT-SP, realizada em parceria entre a FecomercioSP e SPTuris, o setor cresceu 21,8% no mês de maio de 2021. O respiro chega após quatro meses de quedas consecutivas. O sinal de recuperação reflete o avanço da vacinação na cidade e a gradual flexibilização nas restrições.

O indicador foi puxado pelos aeroportos, que tiveram o maior aumento do indicador, e pelas rodoviárias. A movimento de passageiros nos aeroportos aumentou 42,5% em comparação com abril deste ano. O segundo melhor resultado foi das rodoviárias, que registrara uma alta de 35,7% na movimentação de passageiros; em seguida está a hotelaria, que saltou de 19% (abril) para 32% de ocupação em maio.

A pesquisa do IMAT-SP mostrou ainda que a geração de empregos no setor teve um crescimento tímido, permanecendo praticamente estável com uma variação mensal de 0,2%. Os empregos estão 5% abaixo do nível pré-pandemia.

Segundo o IMAT, fundado no início de 2020, o melhor período do turismo paulistano aconteceu em dezembro, quando o número-índice alcançou 58,9. Desde então foram somente quedas. Agora “é o momento adequado para que os empresários retomem o planejamento dos próximos meses com dados um pouco mais otimistas”, afirmou a presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui.

Ela também pontuou que é fundamental manter a atenção às notícias sobre a pandemia. “Com cautela e gestão responsável, teremos resultados animadores”, projeta Aldrigui.

A FecomercioSP pontua que, mesmo que ainda seja cedo para comemorar o resultado, o IMAT-SP indica o início de um alivio para os empresários do setor. “Os consumidores e empresários começam a buscar viagens, locação de espaços para eventos e demais atividades do setor”, sublinha.

O levantamento mostra que o turismo na cidade de São Paulo está 68,9% maior do que o registrado em maio de 2020.

Apesar do sopro de otimismo para o setor, a entidade informa que o turismo na capital está 20% abaixo do registrado no fim do ano passado e 53% abaixo ao nível pré-pandemia, o que significa que há um longo caminho para a plena recuperação econômica da atividade.

O IMAT-SP foi fundado pela FecomercioSP e SPTuris para ser uma referência no turismo em São Paulo, tanto para profissionais como viajante. A sua análise é macro e tem o propósito de ser mais uma base para fundamentar o planejamento do setor. O levantamento “acompanha o desempenho dos segmentos econômicos vinculados ao turismo na capital paulista, avaliando alguns subsetores da área que disponham de dados. O indicador não pretende fazer uma análise setorial detalhada, mas uma análise geral do turismo da cidade diante das informações disponíveis”.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT