Artigo: Turistas Airbnb versus Moradores Locais

por Marcelo Vianna* e Laís Guimarães**

A partir da discussão sobre o processo de transformação espacial e socioeconômica de regiões em detrimento do interesse turístico, algumas das grandes cidades europeias têm resistido aos novos modelos de hospedagem via plataformas digitais, como Airbnb.

Em Paris, por exemplo, muito se fala de certo afastamento das pessoas nativas da região central da cidade devido à excessiva presença de turistas. Esse fato também ocorre em outras cidades da Europa, como Berlim, Veneza, Amsterdã, Barcelona, motivando manifestações populares.

Isso ocorre em razão da aglomeração de turistas, que muitas vezes não respeitam as leis e costumes locais, bem como causam agitação e barulho. Além disso, fomentam, mesmo que indiretamente, a supervalorização de imóveis, gerando a explosão do valor do aluguel na região.

Tal fato recai sobre o novo modelo de hospedagem, pois as plataformas digitais facilitam o acesso dos turistas às residências locais e prejudicam, assim, a locação clássica dos imóveis. Com isso, as cidades têm buscado formas de frear essa exploração econômica, por meio de regulamentação ou processos judiciais.

O Airbnb e demais plataformas do gênero vêm resistindo às medidas de regulamentação, sofrendo por consequência com as multas e demais medidas aplicadas pelos órgãos competentes. Por outro lado, as plataformas digitais têm a seu favor aqueles turistas que apostam na flexibilidade, hospitalidade e no diferencial oferecido por esta modalidade para vivenciar uma experiência diferente em suas viagens.

Ambos os lados têm argumentos razoáveis, torçamos que, em proveito do bom turismo e do direito dos moradores locais, se encontre um denominador comum hábil a solucionar tais disputas da melhor forma possível.

*Marcelo Soares Vianna é advogado atuante no setor do turismo, sócio do escritório VIANNA & OLIVEIRA FRANCO ADVOGADOS (www.veof.com.br) e responsável técnico pelo conteúdo desta coluna. Para eventuais considerações sobre o material publicado, está à disposição pelo endereço: marcelo@veof.com.br.

 

 

 

 

 

 

** Laís Guimarães é bacharel em turismo e acadêmica de direitoPara eventuais considerações sobre o material publicado, está à disposição pelo endereço: laisgp@gmail.com

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

SeaWorld Parks atualiza informações sobre seus parques

O grupo SeaWorld Parks & Entertainment permanecerão fechados temporariamente, informa nota do grupo.DO PLANTÃO DT"Essa decisão faz parte do contínuo comprometimento com a segurança...

Sem ajuda do governo, falência e desemprego irão disparar no turismo, alertam representantes do setor

Linha de crédito flexibilizada e licença remunerada pelo governo são algumas das demandas do setor  Por ZAQUEU RODRIGUES (Jornalista colaborador do DIÁRIO)Uma carta aberta assinada pelas...

Enquanto a próxima viagem não vem, faça álbuns das que você já fez.

Montar álbuns das viagens feitas é uma boa opção para fazer na quarentena REDAÇÃO DO DTQuando viajamos fazemos centenas de fotos que muitas vezes ficam...

Turismo de Natureza depois disso tudo …

Sem dúvida que o momento fez o turismo estremecer e muita coisa vai mudar depois que isso tudo passar. Sou uma otimista incurável, talvez...

GRU Airport começa a medir temperatura de passageiros oriundos de voos internacionais

Iniciativa é mais uma medida em prol do combate e prevenção ao COVID-19 EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências A GRU Aiport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional...

Quando surge uma crise, a embalagem é uma das primeiras a ser convocada!

*Por Fábio Mestriner Crises e catástrofes naturais são frequentes no noticiário. Todos os dias somos bombardeados por notícias de enchentes, terremotos, deslizamentos, vendavais, tornados, incêndios...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias