Unicórnios no Turismo: tecnologia é a chave para as empresas do setor

Das agências com edição do DT

Prezar a experiência do cliente do começo ao fim, romper barreiras, ultrapassar a burocracia e investir em tecnologia. É esse o melhor caminho para que uma empresa consiga alcançar o patamar de unicórnio. Ou seja, para que tenha o valor de mercado igual ou superior a US$ 1 bilhão. A conclusão faz parte de um debate que ocorreu no dia 28/09, durante a Abav Expo 2018. Até o momento, apenas três empresas brasileiras ostentam o título de unicórnio: 99, PagSeguro e Nubank.

General Manager do Voopter expõe sua opinião sobre o tema “Os unicórnios chegarão ao turismo? O que temos de concreto?”

“Existe uma oportunidade enorme no Brasil, mas o primeiro passo é entender o peso da tecnologia nesse contexto. O consumidor está cada vez mais conectado. O fato é que tanto no mercado off-line quanto on-line, a tecnologia será fundamental para a escalada da empresa. Ela tem que ser utilizada para ajudar a experiência do consumidor”, avalia Juliana Vital, General Manager do Voopter.

De acordo com ela, ainda há muito espaço, principalmente no segmento do turismo, para inovar, desburocratizar e facilitar o acesso ao produto final que é viajar. “Empresas que possuem essa meta também têm que ter uma capacidade de mudança muito rápida para perceber as oportunidades e já se moldar a elas. É importante que elas tenham replicabilidade em outros mercados e que sejam um negócio disruptivo”, afirma a General Manager do maior metabuscador de viagens brasileiro.

Para a executiva, existe ainda um vale gigante em relação à experiência do cliente. “É preciso que ocorra um contato com esse cliente o tempo inteiro, o que chamamos de all in. O ideal é que a operação como um todo tenha fluidez”, sugere. A colocação foi reafirmada pela CMO da MaxMilhas, Tahiana D’Egmont. “Para as empresas do turismo, acredito que o próximo passo é conseguir conectar a experiência do consumidor de porta a porta, da origem ao destino. Temos que olhar a jornada como um todo”. A representante da MaxMilhas chamou a atenção para as dificuldades no setor do turismo, que envolvem, principalmente, pequenas margens de lucro e muitos custos.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Festuris, premiações e aberturas aquecem o turismo gaúcho

    Nesta edição, conheça os fatos e curiosidades que estão movimentando o turismo no Rio Grande do Sul Por Neneca Campos Feira do Livro de Porto Alegre...

    Rio de Janeiro é eleito o principal destino de Turismo de Esportes da América do Sul

    World Travel Awards reconheceu destino, que é um dos principais do país, pelo potencial para o turismo de esportes Edição DIÁRIO com agências Rio de Janeiro...

    Cripta da Sé recebe novamente Série de Concertos

    Apresentações gratuitas na Cripta e na Nave da Catedral da Sé acontecerão em sábados de outubro e novembro com público limita Edição DIÁRIO com agências  Seis...

    Porto de Galinhas já se prepara para o 5º SOU Porto de Galinhas, dia 30 de novembro

    Porto de Galinhas se prepara para a 5ª edição do SOU Porto de Galinhas, evento que tem como objetivo premiar as operadoras de viagens...

    Serra Gaúcha terá a maior piscina com borda infinita do mundo

    O empreendimento é da Wyndham Hotels & Resorts, está orçado em R$ 300 milhões e ocupará uma área de 60 mil m² Edição DIÁRIO com...

    Lumen Lisboa Hotel é inaugurado em Portugal

    A abertura oficial do hotel, neste mês de outubro, contou com a presença do ministro da Economia e da Transição Digital de Portugal, Pedro...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing