A arte dos vitrais da Catedral de Petrópolis, por Elizabeth Maller

15 ANOS DIÁRIOS – Publicado dia 21 de junho de 2018

Nas Igrejas os Vitrais se tornaram ferramentas utilizadas para evangelizar

por Paulo Atzingen*

A arte dos vitrais é muito antiga e desembarcou no Brasil no século 19, oriundo da França, Alemanha e Itália. No entanto, somente no final do século passado a produção e o uso nas construções, nos museus, nas casas e nas igrejas tiveram início em cidades brasileiras e, evidentemente, onde ocorreu a colonização de países com a tradição vidreira. Foi o caso de Petrópolis, no Rio de Janeiro.

O DIÁRIO, em recente visita àquela cidade, esteve na Catedral de Petrópolis e lá conheceu a pesquisadora Elizabeth Maller, pós-graduada em História, Social, Política e Econômica do Brasil- UCP. Elizabeth deu uma aula sobre essa arte utilitária, tão bela, quanto transcendental e misteriosa. “O interesse pelos Vitrais surgiu da necessidade de aprofundar meus conhecimentos no campo da Liturgia, já que a função dos Vitrais é refletir a palavra de Deus através da luz”, disse Elizabeth na entrevista concedida ao DT.  Durante a visita, Elizabeth explicou detalhadamente a história contida em quase todos os 38 vitrais da catedral. Desta entrevista, fizemos a síntese desta experiência:

DIÁRIO – Quais as principais igrejas, além da Catedral, que possuem vitrais representativos em Petrópolis?

ELIZABETH MALLER – Alem da Catedral de São Pedro de Alcântara temos a Igreja do Sagrado Coração de Jesus; Igreja de Santo Antonio; Santa Sant’Anna e São Joaquim e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana. Todas com características Neo Góticas.

DIÁRIO – Você acredita que a arte é transcendental e dialoga com todas as fés?

ELIZABETH MALLER – A arte por si só é transcendental. Ela se perpetua através da interpretação do autor a cerca de um fato ou de uma narrativa. No caso das Igrejas, os Vitrais se tornaram ferramentas utilizadas para evangelizar.

Catedral de São Pedro de Alcântara: verdadeiro tesouro artístico (Crédito das fotos dos vitrais: Karina Coronato DT)

DIÁRIO – Fale especialmente dos principais vitrais da Catedral.

ELIZABETH MALLER – A Catedral possui 38 Vitrais, incrustados nas paredes e nos para-ventos. Alguns foram confeccionados na França, no Atelier Champigneulle e  doados pela família imperial,  os de  São Pedro de Alcântara, padroeiro do Império Brasileiro e do Brasil e Santa Elizabeth de Hungria. Vale mencionar o de São Francisco de Assis e Santa Teresa D’Avila, também confeccionados na França. Os primeiros Vitrais que vieram de Paris, em número de quatro, confeccionados sob o desenho de X. Josso, entre 1928 e 1933 no Atelier Champgneulle. Os Vitrais do Mausoléu da Família Imperial, localizado no Interior da Catedral, representam além da liturgia um pouco da História do Brasil e de nossa Cidade. Nele encontramos em destaque, o Vitral confeccionado pela Casa Alberto, em 1939, onde podemos contemplar o Jesus Crucificado e a seus pés um escravo cujas correntes do pulso estão arrebentadas, fazendo alusão ao sofrimento dos negros escravizados e comparando-o ao do Crucificado. As gotas de sangue que caem da fronte de Jesus quebram as correntes do escravo.  Ao fundo a Serra dos Órgãos, o Morro da Alcobaça e as colunas da Catedral de Petrópolis, no inicio de sua construção. Ao centro a rosa de Ouro, presente do papa leão XIII a Princesa Isabel pela Abolição da Escravatura. Outra característica são os poemas que D.Pedro II escreveu no exílio. Um para D.Teresa Cristina e o outro para expressar seu amor pelo Brasil.

 

O Vitral de São Pedro de Alcântara possui característica peculiar. O Santo é erguido por um anjo. Foi à forma na qual o autor encontrou para descrever o “Dom” de levitar de São Pedro de Alcântara.

 

O da Santa Eucaristia, localizado atrás do Altar primitivo da Catedral, também merece destaque. Nele o autor retrata Jesus na Eucaristia com os Apóstolos, e coloca no mesmo cenário, obscuramente, a figura de Judas, que observa a todos atentamente. Cada Vitral possui a representação de um trevo de quatro folhas, que representam os quatro Evangelistas.

Há também, um Vitral que retrata do batismo do Rei Clovis, Rei dos Francos. O de Santa Rosa de Lima, Padroeira do Peru, a primeira Santa das Américas.

 

Os Vitrais localizados no Batistério são também muito importantes. Nele estão retratados o Batismo de Constantino, ao qual atribuímos o Credo Niceno e o Batismo do índio Diogo pelo Santo Padre Jose de Anchieta e o Batismo de Jesus Cristo por João Batista.

Concluindo, podemos afirmar que a Catedral de São Pedro de Alcântara simbolizada a Glorificação de Deus, num verdadeiro tesouro artístico, o entusiasmo religioso do povo petropolitano que superou todas as dificuldades e obstáculos à sua construção.

A Catedral de São Pedro de Alcântara é um local de contemplação cuja beleza arquitetônica nos eleva ao Divino.

DIÁRIO – Quando essa sua especialidade surgiu?

ELIZABETH MALLER – Na verdade me considero uma pesquisadora. O interesse pelos Vitrais surgiu da necessidade de aprofundar meus conhecimentos no campo da Liturgia, já que a função dos Vitrais é refletir a palavra de Deus através da luz.

Quem é Elizabeth Maller

Elizabeth Maller é bacharel em Direito pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Historia- UCP, Pós-graduada em História, Social e Politica e Econômica do Brasil- UCP;  juiza de Paz, Associada Titular do Instituto Histórico de Petrópolis cadeira número 31 e Membro da Comissão Diocesana de Liturgia e Patrimônio Cultural da Diocese de Petrópolis.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Efeitos da pandemia: o fim dos blocos comerciais e início de acordos bilaterais

Por Carlo Barbieri*O mercado globalizado como o conhecemos hoje, já está em plena mudança devido à pandemia. Teremos um realinhamento na estrutura comercial do...

Pedidos de recuperação judicial aumentam depois da Covid-19

O último levantamento da Boa Vista, divulgado no início deste mês, registra alta em maio de 68,6% no número de pedidos de recuperação judicial...

Fronteiras terrestres entre Espanha, Portugal e França abrem em 22 de junho

MADRI (Reuters) - A Ministra da Indústria e do Turismo espanhola, Reyes Maroto, disse nesta quinta-feira que todas as restrições a cruzamentos nas fronteiras...

Donald Trump ameaça barrar voos de empresas aéreas chinesas

O governo Donald Trump ameaçou ontem impedir as companhias aéreas chinesas de voar de e para os EUA a partir do próximo dia 16,...

Será só daqui a 500 anos? – artigo de Jorge Salim*

O verbo 'Ser' indica estado permanente. E saindo do momento presente, o verbo poderá ser o futuro do presente, 'será'. Pois então vamos seguir o...

Hotéis Xcaret tem agora Diana Pomar em sua representação no Brasil

Com previsão de reativar suas operações na segunda-feira (15 de junho) com a reabertura do Parque Xcaret e Hotel Xcaret México, o grupo Xcaret...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias