GOL explica como o mau tempo pode fechar um aeroporto

REDAÇÃO DO DIÁRIO com Agências

A GOL Linhas Aéreas em nota divulgada nesta sexta-feira (1º) explica como o mau tempo pode fechar os aeroportos e faz com que as companhias a suspendam seus pousos e decolagens.  Ela esclarece também quais são os critérios e as ações tomadas pela companhia aérea nesses casos para garantir a segurança.

De olho no céu

As condições climáticas nos aeroportos são avaliadas de hora em hora por um meteorologista do órgão regulador, que a cada observação elabora um boletim com informações sobre visibilidade, teto (a distância entre o solo e a base das nuvens), velocidade e direção do vento, além da presença de chuva ou de nuvens pesadas.

Instrumentos

Para o avião pousar sem o auxílio de equipamentos, a legislação brasileira estabelece um mínimo de 5 mil metros de visibilidade e 450 metros de teto. Já em pousos por instrumentos, os números são menores e variam com três fatores: a carta de aproximação usada, que determina o percurso que o avião realiza antes da aterrissagem e estabelece os valores mínimos de teto e visibilidade; o tipo de equipamento de auxílio à navegação e os recursos do avião.

Sem fechar

Em aeroportos e aviões mais modernos, existe um tipo de procedimento para aproximação que reduz ainda mais os valores mínimos de teto e visibilidade: o RNP-AR (sigla em inglês para Performance de Navegação Requerida).

Esse tipo de procedimento, disponível no Brasil apenas no aeroporto de Santos Dumont (RJ),  permite fazer trajetos com menos curvas e manobras, além de utilizar um avançado sistema via satélite para orientar o pouso da aeronave com segurança e precisão.

Suspensão

Quando o teto ou a visibilidade está abaixo do mínimo previsto nas cartas de aproximação, o meteorologista informa a torre de controle, que fecha as pistas e suspende pousos e decolagens.

Com o tempo fechado, as observações meteorológicas tornam-se mais frequentes e os boletins são emitidos em intervalos menores – a cada 15 minutos, por exemplo.

O aeroporto fechou. E agora?

Ao receber orientação de não pousar, o piloto precisa mudar a rota para outro aeroporto previamente indicado no plano de voo.

O aeroporto alternativo é decidido com o objetivo de manter a segurança da operação, mesmo que ele seja distante do destino final. Também há casos em que a melhor alternativa pode ser voltar ao aeroporto de onde a aeronave decolou para distribuir os passageiros em outros voos.

E quais são as ações da companhia?

Quando o voo pousar em um aeroporto diferente do previsto, a companhia tem como premissa levar o passageiro ao destino escolhido, mesmo que esse aeroporto esteja fechado.

Dentro das alternativas, a companhia pode aguardar a abertura do aeroporto de chegada para fazer nova decolagem e seguir viagem, realocar os passageiros em outros voos da companhia ou em outras empresas aéreas e, até mesmo, fazer o trajeto de ônibus.

Em caso de atrasos, a companhia segue as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que estabelece:

  • a partir de 1 hora – comunicar e orientar o passageiro pela internet ou por telefone;
  • a partir de 2 horas – oferecer alimentação e acessos a telefone e internet;
  • a partir de 4 horas – os clientes têm direito a hospedagem e transporte até o local da acomodação.
Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Etnia Casa Hotel, de Trancoso (BA), reabre em 15 de julho com tecnologia em biossegurança

Tudo pronto para a reabertura. Após publicação de decreto de autorização, pela Prefeitura de Porto Seguro, a Etnia Casa Hotel retoma suas atividades em...

Conheça os  tipos de hóspedes do Intercontinental Cartagena de Índias. Um pode ser você!

Preservando as características internacionais da marca, o Intercontinental Cartagena de Índias – possui serviços e produtos que seduzem qualquer tipo de hóspede Por Paulo Atzingen...

Em live, Ministério do Turismo apresenta próximos passos do Programa Revive

Em uma live realizada nesta quinta-feira (09), o Ministério do Turismo, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Secretaria Especial...

Jornal DIÁRIO DO TURISMO tem novo slogan e anuncia novos colaboradores

Novidade que reforça o protagonismo do leitor integra a nova etapa do projeto de renovação editorial, explica o diretor de redação Paulo Atzingen  POR ZAQUEU...

Uma viagem intergaláctica com o astrônomo Emerson Perez (Exclusivo!)

15 ANOS DIÁRIOS - publicado dia 17 de fevereiro DE 2018 Perez acredita que as viagens interplanetárias ganharão impulso nas mãos de empresas privadas REDAÇÃO DO...

Emirates retomará voos para São Paulo a partir de 2 de agosto

A Emirates anunciou nesta quinta-feira (9) que retomará voos para São Paulo a partir de 2 de agosto. Outros cinco destinos serão adicionado à...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias