A transmutação do andarilho das altitudes

A viagem do andarilho das altitudes neste fim de verão abafado foi para as brenhas da Terra, mais exatamente à Serra do Mar  em um quadrilátero carregado de nascentes e cachoeiras.

Por Paulo Atzingen


Thomae foi envolto por um manto verde de flora recheada de borrachudos mortos de fome e pernilongos da Transilvânia. A Serra do Mar é um labirinto de árvores centenárias que serviram de abrigo e encosto a José de Anchieta e suas mulas descansarem na dura subida ao Planalto do Piratininga. Não há placas indicativas de nada disso, a região é desabitada e de dificil acesso, mas há um rastro de que naquela trilha salpicada de pedras escorregadias passaram primeiro os jesuítas para catequizar os indios, depois os bandeirantes à procura de diamantes, depois os tropeiros levando mercadorias do litoral para a Freguesia de São Paulo e quinhentos e vinte anos depois o caminhante do etéreo, desce a serra na busca do santo graal das imagens idílicas.

Nosso viajante escorrega por ribanceiras assassinas, caminha por  labirintos traidores envolto por uma umidade mineral que brota do ventre da serra do mar, ali onde a força da gravidade atua de forma brutal puxando para baixo, para o centro do globo tudo o que está ou é.

Thomae chega a um precipício colado a uma queda d’água e tem diante de si uma pinguela feita com troncos de árvore. De uma plataforma de pedra a outra, um despenhadeiro o contempla. São apenas dois metros de travessia.

To be or not to be, that is the question! pensa ele.

Thomae é viajante experiente e não se intimida. Avança sobre a pinguela sem medo, iniciando a transposição. A cachoeira urina um líquido espesso rente ao rosto de Thomae e tem a força e o peso de um soco de Mike Tyson.

O desbravador das trilhas não caminhadas e das pontes inacabadas se desequilibra, escorrega e despenca lá de cima. São trinta metros de vazio até o estatelar na superfície do lago que se formou lá embaixo.

Um fenômeno acontece

As partes do corpo do andarilho se fragmentam primeiro em centenas, depois em milhares e em seguida em milhões de pedaços que se misturaram às moléculas de hidrogênio e oxigênio vaporizados da cachoeira. Forma-se um halo azul marinho vaporoso sobre a superfície do poço natural.

Esse caldo orgânico desce serra abaixo, despencando de cachoeiras em quedas d’água,  de quedas d’água em cachoeiras indefinidamente até…

…um fenômeno acontecer: o supra-sumo com as partículas do andarilho segue a força da gravidade até…

Um fenômeno acontece

…a compressão molecular das seguidas quedas, tombos e arrebentação produzir um efeito invertido. Os átomos do andarilho se recomponhem já ao nível do Mar, se realinham inexplicavelmente,  e acontece uma despressurização monstra: a cachoeira produz mais uma vez um halo azul marinho – aquele mesmo – que se condensa e se solidifica de novo. A carne, os ossos, os tecidos ressurgem na cachoeira. O corpo do viajante reaparece em meio à festa da água, símbolo da vida.

O fenômeno da transmutação se manifesta.

O fenômeno da transmutação se manifesta

 

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial