ABIH-SP divulga 13ª edição da Sondagem da Hotelaria Paulista em julho de 2021

A entidade observa que os resultados confirmam os sinais de melhora dos últimos meses. “Pouco a pouco nota-se avanço discreto e consistente em direção à retomada”, avalia

POR REDAÇÃO

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo (ABI-SP) publicou a 13ª edição da sua sondagem sobre o desempenho da hotelaria paulistana no mês de julho de 2021.]

A entidade observa que os resultados confirmam os sinais de melhora dos últimos meses. “Pouco a pouco nota-se avanço discreto e consistente em direção à retomada”, avalia.

De acordo com a ABIH-SP, o avanço da vacinação e as medidas sanitárias resultam em menos mortes e contaminação e mais confiança do setor diante de uma recuperação.

A sondagem mostrou que, em julho de 2021, “o número de hotéis abertos representava 100% do total pesquisado, contra 99,12% no mês de junho de 2021.

- Advertisement -

A entidade explica que a expressão “hotel fechado” usada no estudo corresponde à informação declarada de inoperação no momento da pesquisa. “Não há como considerar a condição de fechamento provisório ou definitivo”, justifica.

A pesquisa foi feita de forma independente e adotou comparativos com dados de entidades como InFohb, Observatório de Turismo de São Paulo, Visite Campinas e ACE Ilha Bela.

O levantamento contou 135 hotéis e 16.453 Unidades Habitacionais do estado. A taxa média de ocupação do estado ficou em 39,62%.

“O Indicador mantém tendência de variação negativa, com -42,66% em relação a julho/19. Diária média: R$ 253,28, com tendência de manter variação negativa (-14,35% em relação a julho/19). RevPar do Estado: R$ 100,35 – mantida a tendência de variação negativa, com -44,59% em relação a julho/19”, aponta a ABIH-SP.

A entidade afirma que as comparações foram feitas com o mesmo período de 2019, pré-pandemia. “Em 2020 a pandemia afetou os números e distorce os dados comparativos”, diz.

Uma vez mais, reitera-se que as comparações foram feitas com o mesmo período de 2019, período pré-pandemia, pois 2020 a pandemia afetou os números e distorce os dados comparativos.

Taxa de ocupação registrada no mês de junho (Foto: divulgação)

Em julho/21, os hotéis em operação ainda mantiveram 11,21% de suas Uhs fechadas. Porém, houve o aumento da oferta em relação a junho/21 – 16,40% uhs fechadas. Em julho/21, a relação funcionários/Uhs permaneceu exatamente no fator 0,30 func/UH em relação a junho/21. Este dado aponta para nova estagnação de contratações no setor. Em comparação com o início da pesquisa, o índice de demissões ainda indica -50,00%.

Neste mês de julho/21, houve tendência de incremento dos indicadores nas MRTs pesquisadas. No entanto, muito aquém do ideal. Registre-se que a abertura e a retomada por parte do Governo do Estado e a temporada de férias em várias MRTs contribuíram para o aumento dos indicadores.

A RevPar acumulada do Estado foi de R$ 100,35 e indica variação de -44,59% em relação a julho/19. Em julho/21, praticamente todas as MRTs apresentaram variação positiva em relação a junho/21, com maior incremento nas de vocação turística. Embora julho tenha atingido o maior pico desta série histórica, ainda há necessidade de recuperação em várias MRTs.

As MRTs com apelo corporativo mantém processo lento de recuperação, mas com sinais de retomada. Oportuno frisar que os hotéis também acumulam perdas de receitas significativas, nas atividades relacionadas ao trade de eventos.

A taxa de ocupação acumulada do Estado ficou em 39,62%, com variação de -42,66% em relação a julho/19. Esta foi a maior taxa de ocupação apurada desde o início da série.

Em julho/21, as MRTs apresentaram variação mesclada em relação a junho/21. Enquanto algumas apresentaram boa recuperação, outras não. Cresceu o movimento nas MRTs turísticas, por conta da demanda represada de 2020.

O Governo do Estado de São Paulo liberou vários pontos que fomentaram a retomada da demanda. As MRTs de vocação corporativa, ainda sob forte retração, começaram a dar sinais de melhoria.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Flávia Alessandra e Otaviano Costa vão representar Hotéis Hard Rock no Brasil

    A rede de hotéis Hard Rock, desenvolvida no Brasil pela incorporadora VCI SA, terá Flávia Alessandra e Otaviano Costa como embaixadores e membros consultivos...

    Petrópolis (RJ) realiza 21º Festival Petrópolis Gourmet

    Em formato presencial, de 3 a 19 de dezembro acontecerá a 21ª edição do festival gastronômico Petrópolis Gourmet Edição DIÁRIO com agências A previsão é a...

    Turismo da Cidade do Cabo despenca com a nova variante do coronavírus Omicron

    CIDADE DO CABO, 30 DE NOVEMBRO (Reuters) - A chegada do transatlântico Europa na Cidade do Cabo nesta terça-feira (30) deveria ser uma celebração...

    Governo paulista cria Distrito Turístico Serra Azul para ser a ‘Orlando brasileira’

    "O distrito turístico tem uma capacidade impulsionadora para investimentos privados, empregos e oportunidades em toda a região”, afirmou Doria Edição DIÁRIO com agências O Governador de...

    “O setor não suporta mais a recessão que vem enfrentando”, afirma Manoel Linhares

    Em artigo, presidente da ABIH Nacional fala sobre novas restrições e diz que dificultar as viagens internacionais parece não ser a solução Por Manoel Linhares O...

    Siderley Santos, CEO do grupo Arbaitman: “Nunca vendemos tanto o destino Brasil”

    A chegada do fim do ano combinada com os avanços da vacinação e a abertura das fronteiras de destinos internacionais têm dado novo ânimo...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing