Parentes de vítimas do acidente da TAM fecham acordo de R$ 30 milhões com Airbus

REDAÇÃO com informações de agências –

Dez anos após o acidente que matou 199 pessoas, na queda do avião da TAM em São Paulo, parte dos parentes das vítimas fechou um acordo com a fabricante do avião Airbus, no valor de R$ 30 milhões. A notícia foi divulgada ontem, segunda-feira (11), pelo Tribunal de Justiça (TJ) do Rio e confirmada com representante das famílias e da fabricante de aviões.

De acordo com nota divulgada pelo TJ, a 14ª Vara Cível homologou os acordos de indenizações para 86 parentes de vítimas no acidente, ocorrido em 17 de julho de 2007, no aeroporto de Congonhas. O acordo foi homologado pela juíza Aline Gomes Espíndola e publicado no último dia 5.

“O processo tem mais de 15 volumes e os beneficiários foram divididos em grupos. Os valores a receber por beneficiário são variáveis, levando em conta fatores como a proximidade de parentesco com a vítima”, informou a nota do tribunal.

 

Incidente

O acidente da TAM aconteceu quando o avião não conseguiu parar na pista de Congonhas e caiu sobre o prédio de cargas da própria companhia, do outro lado da Avenida Washington Luís. Um grande incêndio matou 187 pessoas que estavam a bordo da aeronave morreram e 12 funcionários da TAM em terra.

De acordo com as investigações, por um erro no posicionamento dos manetes, que determinam a aceleração ou reduzem a potência do motor, a aeronave não parou. Um dos manetes estava na posição de ponto morto, mas o outro em posição de aceleração.

Depois de 10 anos, nenhuma pessoa foi responsabilizada pelo acidente na esfera judicial.

A empresa

Procurada através de sua assessoria, a Airbus confirmou o acordo fechado com parte dos parentes, mas não quis detalhar o valor acertado nem outros dados. A empresa também se exime de qualquer culpa no acidente.

“A Airbus se solidariza com os familiares das vítimas do acidente com o voo JJ 3054. A companhia confirma que chegou a um acordo com as famílias, mas ressalta que o acidente não foi causado por nenhuma falha relacionada à aeronave. O acordo não implica de nenhuma maneira um reconhecimento de culpa por parte da Airbus. A Airbus não comentará os detalhes do acordo em respeito à privacidade das famílias das vítimas”, diz nota da empresa.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Pernambuco amplia horário de funcionamento de restaurantes e bares a partir da segunda-feira (10)

Os turistas que estão começando a planejar viagens para Pernambuco contam com uma boa notícia. A Secretaria de Turismo do Estado informa que devido...

Restaurante Syria resgata a essência da comida árabe em São Paulo

Por Mary Ellen Aquino (Com Edição do DT)* No mesma terça-feira (4) deste mês de Agosto em que uma grande explosão destruiu uma parte de...

SPCVB realiza capacitações online sobre destinos paulistas durante pandemia

Ações de promoção foram realizadas em forma de digital desde o início da pandemia Mesmo diante da presente pandemia que assola empresas e mercados, o...

Beach Park, no Ceará,  reabre para hóspedes em soft opening

Após 140 dias fechado, o Beach Park reabriu o parque aquático na última quinta-feira (6) somente para hóspedes e em soft opening. Em nota,...

Show dos 80 anos de Roberto Carlos será mesmo no Iberostar da Bahia

Após idas e vindas de uma possível mudança de data do show Emoções de Roberto Carlos, o diretor do Iberostar Brasil, Orlando Giglio, confirmou...

Parque Nacional de Jericoacoara reabre neste sábado após autorização do ICMBio

Mais um destino turístico brasileiro retoma suas atividades nesta semana. O Parque Nacional de Jericoacoara (CE) reabre para visitação pública a partir deste sábado...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat