Airbnb anuncia Protocolo de Higienização em hospitalidade

O Airbnb anuncia, nesta segunda-feira (27), o seu Programa Avançado de Limpeza, que inclui o primeiro protocolo padronizado e abrangente de higienização no setor de compartilhamento de acomodações. A iniciativa, que é global, visa apoiar anfitriões e hóspedes para o futuro das viagens, com foco na saúde e na segurança da comunidade.

Edição do DIÁRIO com agências
————————–

O Protocolo de Higienização do programa, que começará nos Estados Unidos e será ampliado para outros mercados, como o Brasil, está sendo desenvolvido com orientação de autoridades sanitárias e em parceria com especialistas em hospitalidade e higiene médica locais. As diretrizes, que serão anunciadas em maio, vão incluir capacitação da comunidade de anfitriões sobre como higienizar todos os cômodos de uma casa e certificação das acomodações que seguem esses padrões.

O novo protocolo, que estará disponível para todos os anfitriões do Airbnb, incluirá, ainda, informações específicas sobre a prevenção à COVID-19, como o uso de equipamentos de proteção individual (como máscaras e luvas) para os anfitriões e seus assistentes, além de desinfetantes certificados por autoridades sanitárias. Também será necessário um período de 24 horas, após a última estadia, e antes que o próximo hóspede entre na acomodação para evitar eventuais riscos de contaminação.

Os anfitriões que não puderem se comprometer com o Protocolo de Higienização poderão optar por um novo recurso chamado Intervalo entre Reservas, que estabelece um período maior, de 72 horas, entre o fim de uma reserva e o início de outra. Esse intervalo é baseado em recomendações de especialistas aplicadas em outro programa do Airbnb, que já ofereceu mais de 200 mil estadias a profissionais de saúde na linha de frente do combate à COVID-19 pelo mundo em países como: Alemanha, Colômbia, Espanha, Itália e México.

Os hóspedes, por sua vez, poderão identificar e reservar as acomodações incluídas no Programa Avançado de Limpeza logo após a adesão dos anfitriões. Esse esforço faz parte do forte histórico de limpeza do Airbnb. Segundo dados da plataforma de 31 de março de 2020, 94% das avaliações deixadas por hóspedes após uma estadia mostram que eles estão satisfeitos com a limpeza, com classificações que vão de 4 a 5 estrelas.

O futuro das viagens

“As acomodações se tornaram um lugar de acolhimento, e o futuro das viagens também dependerá de uma nova zona de conforto, com a privacidade e os benefícios de um lar longe de casa, sem multidões ou alta rotatividade. Estamos trabalhando com especialistas líderes em saúde e higiene para que a hospitalidade, que é marca registrada da nossa comunidade, possa incorporar essas orientações e atender a novas preferências pessoais”, afirma Greg Greeley, presidente de Acomodações do Airbnb.

O Airbnb identificou que os anfitriões querem voltar a hospedar e acredita que, quando as restrições forem flexibilizadas, as pessoas voltarão a viajar. Segundo pesquisa feita pela plataforma entre 1 e 5 de abril com anfitriões de Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Itália, México e Reino Unido, 92% afirmam que, depois que a pandemia terminar, eles planejam hospedar com frequência igual ou maior do que antes. No fim de março de 2020, os dados de reserva do Airbnb mostravam que o número de reservas com data de início dentro dos 6 meses seguintes era maior que na mesma época no ano passado.

Em um momento de grande preocupação com a COVID-19, os hóspedes podem querer evitar o excesso de interação ou regiões de trânsito intenso de pessoas, segundo dados da US Travel Tracker da Skift de março de 2020. A empresa de pesquisa destaca que a pandemia “fará com que as pessoas prefiram atividades e experiências que envolvam menos exposição a multidões, maior controle em relação ao seu entorno e mais garantias de limpeza, pelo menos no curto prazo.”

Historicamente, os hóspedes têm mostrado interesse em viajar com o Airbnb por causa de comodidades. No Brasil, entre os hóspedes que reservam acomodações para uma estadia em família ou em grupo, por exemplo, itens como cozinha completa, estacionamento e máquina de lavar estão no topo da lista de preferências, que podem ser previamente selecionadas pela plataforma na hora de buscar o perfil de acomodação ideal, oferecendo maior controle sobre o ambiente e a experiência de viagem.
Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Os 5 Ps do Marketing no processo de reposicionamento do negócio

*Por Lúcio Oliveira “Toda companhia quer uma, mas poucas a têm: uma estratégia convincente”. Parafraseando Chan Kim, um dos autores da obra “A estratégia do...

Ministério do Turismo abre credenciamento de novos bancos para o Fungetur

Edital pode ser consultado na página do Fundo. Atualmente, 17 instituições financeiras ofertam crédito para o setor turístico EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências A partir desta...

Empresária fala das habilidades necessárias para a pós pandemia

Da Redação - Que tudo está e será diferente após essa pandemia passar não restam mais dúvidas. Habilidade para se relacionar com o novo...

Bofete, um nome que se levanta no cenário do ecoturismo brasileiro

15 ANOS DIÁRIOS - Publicado em 23 de outubro de 2017 O Brasil não conhece o Brasil, diz a música. O brasileiro menos ainda Por...

7 dicas para se profissionalizar na comunicação virtual

De repente, veio a pandemia, a quarentena e, com elas, mudanças na rotina profissional e na forma de comunicação. Reuniões virtuais, lives, webinars e...

IOF deixa de ser cobrado por mais 90 dias, no país

O governo federal prorrogou por mais 90 dias a redução a zero do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) cobrado em operações de crédito. O decreto, publicado na...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias