ALAGEV divulga faturamento do setor de viagens corporativas

A ALAGEV – Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas, acaba de lançar a segunda edição da Pesquisa Conjuntural de Viagens Corporativas (PCVC). O estudo, realizado em parceria com Mariana Aldrigui, professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo, revelou um crescimento de 3,7% no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018, com faturamento de R$ 16,5 bilhões. Ainda que o resultado tenha sido positivo, se comparado ao ano anterior, a previsão é de variações menores para as próximas edições.

EDIÇÃO DO DIÁRIO e agências.

De acordo com Eduardo Murad, Diretor-Executivo da ALAGEV, “o cenário macroeconômico contribui para esse arrefecimento, uma vez que ainda há incerteza em relação aos rumos do País, o que impacta na geração de negócios”, explica.

A pesquisa indica que o primeiro trimestre de 2019 fecha no mesmo patamar de crescimento, se comparado ao último trimestre de 2018. Contudo, na avaliação mês a mês, há uma queda de pouco mais de um ponto no crescimento do segmento. “Se avaliarmos o gráfico de evolução, vimos o índice de janeiro com crescimento de 4,8% e fevereiro, já com um pequeno decréscimo, alcançando 4%. O trimestre fecha com índice de 3,7%, um resultado positivo quando comparado com o primeiro trimestre de 2018, mas com uma leve curva decrescente”, explica Murad.

Fonte: ALAGEV

A lentidão da tramitação da agenda de reformas é um dos principais indicadores que contribuem para a redução das cifras no segmento. Para Mariana Aldrigui “a frustração dos empresários em relação às reformas e a projeção de crescimento cada vez menor repercute na postergação de investimentos, eventos, custos de viagens, entre outros”, esclarece a professora.

A projeção inicial de crescimento do País era de 2,5%. Contudo, esse índice foi revisto para 1%. Para 2019, a ALAGEV tem a expectativa que o segmento de viagens e eventos corporativos tenha um faturamento de R$ 70,16 bilhões, 4,2% maior que em 2018.

O levantamento foi feito a partir de dados das pesquisas anual e mensal de serviços, do IBGE, englobando os setores de alimentação, alojamento, locação de veículos, transportes aéreo e rodoviário, agências de viagens e eventos culturais e recreativos. Foram feitos tratamentos estatísticos para realizar a ponderação adequada de cada atividade.

Mais informações: www.alagev.org

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Plano de flexibilização do governo de São Paulo é contestado por pesquisadores

O plano apresentado pelo governador de São Paulo, João Dória Jr., para a abertura do Estado contradiz os dados do próprio governo estadual. É...

Embraer divulga resultados do 1º Trimestre 2020: 14 aeronaves entregues

A Embraer acaba de anunciar seu balanço do primeiro trimestre de 2020 (1T20). Segundo a empresa, foram entregues cinco aeronaves comerciais e nove executivas...

WTTC anuncia os protocolos globais de segurança sanitária

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) anunciou neste domingo (31) os protocolos globais de segurança sanitária que permitirão a retomada das atividades...

Atente aos sinais! por Patrícia de Campos *

Tenho visto especialistas de diversas áreas fazendo estudos buscando a resposta para a pergunta: “quais serão os destinos turísticos que o brasileiro irá buscar...

Infraero assumirá gestão do aeroporto do Guarujá

A Infraero vai assumir a gestão do Aeroporto Civil Metropolitano do Guarujá (SP), localizado na Baixada Santista. Pelos próximos 12 meses, a empresa será...

“Ciclo sustentável conecta horta, reflorestamento, tecnologia e consciência ambiental”, afirma Accor

Rede hoteleira projeta zerar a pegada de carbono nos próximos 15 anos  Texto Zaqueu Rodrigues - com reportagem de Paulo Atzingen  ------------------------------- A consolidação de uma...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias