As flores comestíveis

Por Bianca Folla

Muito comum na gastronomia oriental, as flores comestíveis hoje são apreciadas em todo o mundo. E isso se deve muito à culinária orgânica natural, que valoriza não só os nutrientes, mas também a beleza e qualidade de seus pratos.

Os benefícios de inseri-las na alimentação da sua família são muitos e, entre eles, podemos citar:

As flores complementam e enfeitam os pratos; Elas transformam e surpreendem o paladar quando consumidas,
A maior parte das espécies possui alta quantidade de nutrientes, além de carotenoides e óleos essenciais. Assim, o seu consumo é totalmente indicado para aqueles que buscam uma alimentação mais equilibrada e saudável;
As flores comestíveis são uma ótima maneira de incentivar a alimentação saudável das crianças, já que além de inusitadas e bonitas, são muito saborosas.

Como usar as flores comestíveis

Se você já se animou e quer incluir as flores nas suas próximas receitas, espere um pouco. Antes de colocá-las no prato é preciso saber alguns detalhes, tais como:

1. Só coma as flores que você conhece muito bem, aquelas que você tem certeza que não irão causar qualquer problema de saúde.

2. É preciso saber quais partes das flores podem ser consumidas e quais são nocivas à saúde. Algumas flores permitem o consumo das pétalas e ao mesmo tempo em que podem conter toxinas no caule ou no miolo, por exemplo. Por isso, conhecer a flor que deseja consumir é fundamental para evitar indigestão ou o mal-estar após a ingestão.

3. Não coma flores que vieram de floricultura ou que foram cultivadas para serem vendidas como flores. Não coma também aquelas que estão em parques urbanos ou canteiros públicos. Essas flores podem estar contaminadas com agrotóxicos e metais pesados.

4. As flores são potencialmente alergênicas. Então, se você é alérgico a pólen e pigmentos, tenha bastante cuidado ao usá-las em seus pratos.

5. Os chefs de cozinha recomendam colher as flores em horários de clima mais fresco.

6. Após colhidas, deve ser realizada a retirada das partes desnecessárias. Em seguida as flores são lavadas delicadamente com água em temperatura ambiente e deixadas para secar em toalhas de papel. Assim, elas não perdem o sabor e aroma e permanecem perfeitas para o uso.

7. As flores comestíveis podem acompanhar saladas, sopas, frutas, bolos, pratos frescos, peixes, bebidas, vinhos, doces, conservas e também podem ser consumidas cristalizadas.

Exemplos de flores comestíveis

Amor Perfeito: pode ser utilizada inteira e é perfeita para aromatizar vinagres, bebidas, sopas e até mesmo saladas. Tem sabor levemente adocicado.

Capuchinha: possui muita vitamina C e sabor picante. É muito utilizada em saladas.

Áster da China: costuma ser usada em saladas cortadas bem finas como repolho. Porém, seu miolo não deve ser consumido.

Calêndula Dobrada: rica em carotenóides, é muito utilizada em saladas, sobremesas e também no arroz. Pode substituir o açafrão, porém seu miolo é indigesto e deve ser retirado antes do preparo.

Lavanda: além de ser usada em chás e bebidas medicinais, também pode ser utilizada no preparo de biscoitos, bolos e sorvetes.

Violeta: as flores da espécie Viola odorata são ideias para o preparo de doces, xaropes e bolos.

Hibisco: possui sabor cítrico, perfeito para incrementar bebidas, saladas e xaropes. Por ser ligeiramente ácido, exige um maior controle em relação à quantidade consumida.

Rosa: as pétalas de rosas são perfeitas para enfeitar bolos, sobremesas, saladas e pratos de verão. Além de perfumadas, causam um ótimo efeito.

Malmequer: é consumida principalmente em saladas.

Dente de Leão: com um sabor muito semelhante ao do mel, essa flor é frequentemente utilizada em doces, sobremesas e geleias. Seu consumo traz efeitos positivos para a saúde, já que possui propriedades antioxidantes e anti reumáticas.

Tagetes: de origem mexicana, possui gosto levemente amargo. Suas pétalas podem ser utilizadas em saladas, sopas, molhos, bolos e pães.

Borragem: suas folhas e flores têm aroma e sabor frescos, que lembram o pepino. É boa para uso em saladas, bebidas, molhos e sopas.

Sobre a Chef Bianca Folla

Formada em Direito pela PUC/SP e Gastronomia no SENAC/SP, a Personal Chef Bianca Folla atua na área desde 2005 e seu currículo é recheado de muitos cursos e concursos no Brasil e exterior.

Foi vencedora do Concurso Petybom “Seu Talento Faz Sucesso”, recebendo o prêmio das mãos de Claudete Troiano no Programa Note e Anote da Record, e teve seu primeiro contato com a alta gastronomia no Restaurante La Vecchia Cucina do Chef Sergio Arno.

‎Participou de aula na conceituada escola de gastronomia Madame Aubergine, se tornou Chef Consultora da Thermomix, tendo a oportunidade de conhecer o Chef Alex Atala e teve aula na Escola Recipease do Chef Jamie Oliver, em Londres.

‎‎Participou e venceu o Reality Show A Batalha do Food Truck no GNT e foi convidada para falar sobre essa experiência no Cozinhando com Palavras na Bienal do Livro.

A Chef em Casa

Tels: 11 |5634-1358 Cel.: 11 |9.9428-3111

Site: www.achefemcasa.com.br

E-mail: achef@achefemcasa.com.br

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Gol retorna voos para Carajás (PA), Noronha (PE) e Cruzeiro do Sul (AC)

A GOL retoma no mês de outubro três de suas bases brasileiras: Carajás (CKS), no Pará, Fernando de Noronha (FEN), em Pernambuco, e Cruzeiro...

Guias de Turismo de Petrópolis anunciam projeto “Ver e Viver Petrópolis”

A Associação de Guias de Turismo de Petrópolis (AGP) criou um projeto para estimular petropolitanos e turistas a conhecerem  melhor a cidade, através de...

Emirates mantém ajuda a Beirute e conta com a generosidade de seus clientes

DIÁRIO com agências Em nota, a empresa aérea informa que as contribuições chegam de clientes da Emirates do mundo todo, em dinheiro ou milhas Skywards,...

IATA altera para baixo sua previsão de tráfego aéreo para 2020

Genebra - A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) alterou para baixo sua previsão de tráfego para 2020, refletindo uma recuperação mais fraca do...

Em 1982 fiz a minha primeira viagem para a Itália

Em 1982 fiz a minha primeira viagem para a Itália para participar da Convenção Anual da AEB SPA, empresa de produtos enológicos, na época...

Instituto da Transformação Digital lança programa ITD Partners

No próximo dia 2 de outubro o Instituto da Transformação Digital lança o programa ITD - Partners. DIÁRIO com agências O evento, obviamente digital, acontecerá em...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat