Brotas apresenta ao Brasil a cartilha do turismo bem feito (1)

Com planejamento estratégico, participação da iniciativa privada e poder público, além de atrativos turísticos que justifiquem os esforços, os destinos nacionais vão tomando forma e se profissionalizando cada vez mais. É o caso de Brotas, no interior de São Paulo, que em 2017 recebeu 250 mil turistas e no ano passado saltou para 320 mil visitantes.

REDAÇÃO DO DIÁRIO*

Em termos percentuais, segundo a secretaria de Turismo do município, a quantidade de atividades realizadas no município (visitação de cachoeiras, rafting, boia-cross, trilhas, off road, canionismo, entre outras, e hospedagem) aumentou 13,8% na comparação com 2017.

“Esses números se devem a alguns fatores, como planejamento estratégico, plano de marketing, assessoria de imprensa e a consolidação de nosso calendário de eventos”, afirmou ao DIÁRIO o secretário de turismo de BROTAS, Fábio Pontes.

De acordo com o secretário os períodos de sazonalidade – que ocorriam nos meses e agosto – agora são quase imperceptíveis. “Melhorou bastante e isso tudo se deve à parceria com a iniciativa privada. O poder público e a iniciativa privada seguem investindo no turismo, com destaque para melhoria da infraestrutura, ampliação de atrativos e preservação do meio ambiente”, afirma Pontes ao DT. “Criamos um calendário anual de eventos turísticos, reaproximamos os empresários do poder público, atualizamos o plano diretor de turismo e lançamos novos eventos como produtos turísticos. E investimentos em divulgação”, completa.

Fábio Pontes, secretário de Turismo de Brotas (crédito: divulgação)

Estância

- Advertisement -

Cidade considerada Estância Turística pelo governo do Estado de São Paulo em julho de 2014, Brotas tem uma suplementação anual de 2.8 milhões de reais para investimentos em infraestrutura, ações essas ligadas diretamente ou indiretamente à atividades turísticas. “O uso principal desse aporte é na infraestrutura. Como o nosso forte é o ecoturismo, precisamos nos antecipar a qualquer ameaça à natureza. Investimos, só na Tratamento de esgoto 2 milhões de reais”, quantificou o secretário lembrando que esse investimento impacta diretamente no Rio Jacaré, onde há a prática do rafting.

Pioneira

Além de ser pioneira na criação de uma lei específica de turismo de aventura e natureza, Brotas implantou em 2015 a Lei do Voucher Turístico, uma pulserinha de papel colorida usada pelo turista para controlar o número de visitantes em cada atividade e, assim, não ultrapassar o limite definido no estudo de impacto ambiental.

“Esse voucher tanto serve para contarmos o número de visitantes e turistas como para evitar a sonegação de impostos sobre a atividade turística.

Turista é importante

Brotas possui uma população que gira em torno dos 25 mil habitantes e, segundo o secretário, essa população aos poucos assimila a importância do ecoturismo para o município. Considerada a capital do turismo de aventura já que concentra a maior oferta de atrações desta natureza no Brasil, Pontes adianta que 25% dos empregos diretos e indiretos da cidade provém do turismo. “Como incide imposto sobre toda a atividade turística, a Prefeitura de Brotas arrecadou 12% mais com o ISSQN Turístico: R$ 1.039 milhão em 2018 contra R$ 928 mil em 2017”, quantifica o executivo. Temos uma campanha em andamento mostrando à população que o turismo é importante”, sintetiza Pontes.

Fábio Pontes tem larga experiência no mercado turístico. Turismólogo pelo Senac-SP, antes de dirigir a pasta em Brotas, foi secretário de turismo de Águas de São Pedro, no interior de São Paulo.

Cachoeira no Ecoparque-Cassorova-(Crédito: Sandro-Fraga)

*Confira nas próximas edições do DT novas matérias sobre Brotas

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    O surgimento do novo turista: o viajante consciente

    O impacto da pandemia e do trabalho remoto deve transformar o turismo. Mais calmos e conscientes, conheça o novo perfil dos viajantes. Por Cláudio Leon...

    Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo (veja os infográficos!)

    O Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo, com uma média de 3 horas e 42 minutos por dia....

    Roberto Bertino, CEO do grupo Nobile: “A hotelaria vive uma mutação”

    Fundador e presidente do grupo Nobile Hotels & Resorts, Roberto Bertino fala ao DIÁRIO sobre o início da sua jornada na hotelaria, aponta os...

    Embora remota, erupção de vulcão nas Ilhas Canárias, pode causar tsunami no Brasil

    O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma - ilha que compõe o conjunto das Ilhas Canárias espanholas entrou em erupção na tarde deste domingo...

    Feira EBS 2021 confirma edição presencial e abre credenciamento

    Evento abre o calendário oficial do mercado de eventos corporativos com exposição, rodadas de negócio e congresso, nos dias 27 e 28 de outubro,...

    Quer ir para a Irlanda? Escola oferece bolsas de estudo para celebrar a reabertura

    SEDA College está oferecendo descontos de 20% para brasileiros que querem estudar em Dublin, capital da Irlanda EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Os maus ventos parecem...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing